Siga-nos nas redes sociais

Destaque

The Walking Dead S10E14: 5 coisas que você pode ter perdido em “Look at the Flowers”

Look at the Flowers foi o décimo quarto episódio da décima temporada de The Walking Dead. Veja aqui 05 coisas que você pode ter perdido.

Publicado há

em

Atenção! Este conteúdo contém SPOILERS do décimo quarto episódio, S10E14 – “Look at the Flowers”, da décima temporada de The Walking Dead. Caso ainda não tenha assistido, não continue. Você foi avisado!

Ao que tudo indica, se aproxima do fim a luta entre as comunidades lideradas por Daryl, Ezekiel e Yumiko, e até outro dia, Michonne, contra os Sussurradores. A líder da comunidade mascarada foi morta pelas mãos de Negan e, em “Look at the Flowers”, Beta descobriu sobre a traição do homem acolhido pelos vilões.

O capítulo 14 da 10ª temporada de The Walking Dead trouxe alguns aspectos interessantes sobre o passado de Carol em um episódio cheio de referências. Essas referências remeteram os fãs mais atentos a momentos marcantes de temporadas anteriores, e no fim das contas uma das personagens mais populares da série não sucumbiu à tentação de se render a um walker e retornou à Alexandria.

Mesmo com algumas dicas fáceis de captar, alguns detalhes podem ter passado despercebidos aos olhos dos espectadores. Por isso, preparamos uma lista com cinco momentos que você pode ter perdido em “Look at the Flowers”. Confira:

1. Olhando para as Flores

Quando foi revelado o nome do décimo quarto episódio da 10ª temporada muita gente deve ter assustado e se lembrado que a frase remete a um momento marcante na trajetória de Carol em The Walking Dead. “Look At The Flowers” é uma das frases mais conhecidas da personagem, já que remete à cena em que ela resolve matar a jovem Lizzie, que, em meio ao apocalipse, surta e mata a irmã, Mika, antes de revelar que pensa em fazer o mesmo com Judith, que ainda era um bebê à época.

A primeira coisa que passou na cabeça de muita gente nesse momento, certamente, foi que Carol morreria neste episódio. E ela ficou bem perto disso. Em meio a suas alucinações com Alpha, a personagem quase sucumbiu à vontade que o fantasma da vilã sussurrou no ouvido dela, de que era hora de morrer. Alpha, inclusive, diz para Carol, em determinado momento, para “olhar para as flores”, um momento que remeteu aos últimos segundos de vida de Lizzie. Carol, felizmente, resiste e volta para casa.

2. Diálogo entre Carol e Alpha

Ainda neste acerto de contas entre Carol e o fantasma de Alpha, uma referência interessante aconteceu. A ex-líder dos Sussurradores repete duas frases do diálogo entre Carol e Lizzie logo após a garota matar a irmã.

Primeiro, a vilã diz que “tudo aconteceu como deveria”, frase dita por Carol à garota no episódio “The Grove” da 4ª temporada. Logo depois, uma irônica Alpha brinca com um possível pedido de desculpas de Carol imitando Lizzie: “por favor, não fique brava comigo”. A mascarada falava sobre o retorno da personagem à Alexandria após episódios recentes de descontrole, como as decisões erradas da personagem na caverna, em uma frase idêntica à dita pela garota logo após matar a irmã.

LEIA TAMBÉM:
The Walking Dead S10E14: Por que Carol confia em Negan?

3. Carol ainda não está satisfeita

Pendurar a cabeça de Alpha na estaca que marca a fronteira entre o território dos Sussurradores e das outras comunidades parece não ter sido suficiente para Carol. Isso fica claro na expressão dela. Quando Negan diz se era isso mesmo que ela queria, a personagem diz que sim, mas meio relutante. Tanto é que, talvez para justificar sua sede de vingança ainda não saciada, ela pergunta porque o ex-Salvador demorou tanto para cumprir a missão.

O pensamento pode remontar ainda ao episódio anterior, quando Michonne sugere que buscar vingança não fará ninguém se sentir melhor. É por isso que ela deixa Virgil viver e convence os ex-companheiros do homem a poupá-lo. É por isso também que ela e Rick deixaram Negan viver após a guerra contra os Salvadores.

A frase “minha misericórdia prevalece sobre minha ira” tem sido significativa em The Walking Dead desde a oitava temporada, mas desta vez, parece que a ira prevaleceu sobre a misericórdia de Carol. Como resultado, a personagem seguiu aflita a ponto de remontar para momentos de temporadas anteriores, quando também se deixou levar pela ira.

Melissa McBride comentou sobre a angústia de Carol, que não foi embora mesmo ao conseguir sua vingança: “Ela percebe isso quando coloca a cabeça de Alpha na estaca. Não acho que o momento era o que ela esperava que fosse, e todo o dano causado vem à tona. Muitas coisas aconteceram nessa busca por vingança e isso é algo com o qual ela terá que aceitar agora”.

4. A nova máscara de Beta

A perturbadora reação de Beta ao descobrir que sua líder está morta – desde embalar a cabeça de Alpha como um bebê, alimentá-la com o rosto de um Sussurrador e carregá-la dentro de uma sacola – termina com o mais bizarro cenário. Ele substitui o pedaço de sua máscara com o rosto da ex-líder, e agora usa Alpha como parte de sua “armadura”.

Em “Look At The Flowers” deu para perceber também que a máscara anterior de Beta estava bem desgastada. Vale lembrar que ele usava o rosto do homem que antes foi seu melhor amigo. Agora, este homem divide espaço no rosto do Sussurrador com a líder e grande inspiração de Beta.

LEIA TAMBÉM:
Ryan Hurst revela a trágica história de origem de Beta em The Walking Dead

5. A música que Beta cantou

Em “Look At The Flowers” temos também o fim de um mistério que vinha rondando a série desde a nona temporada: o passado de Beta. As teorias de que ele era um cantor country de sucesso se confirmaram quando ele entra em uma casa e coloca um de seus antigos discos para tocar.

Agora que sabemos a verdade outras vêm à tona. Se revisitarmos alguns momentos importantes do início desta temporada, tivemos sim algumas dicas de que Beta era um músico. Primeiro: a mesma música é cantarolada por ele no segundo episódio da décima temporada, aquele em que ele e Alpha se encontram pela primeira vez. Segundo: Magna chegou a ouvir uma música que o Sussurrador estava cantando em vinil no episódio cinco também da atual temporada.

A música em questão, trata-se de uma composição de Emily Kinney, atriz que interpretou Beth em The Walking Dead, chamada “The Turtle and the Monkey”, cantada por Ryan Hurst.

Ainda não sabemos, no entanto, porque Beta odeia tanto remeter ao passado e quer apagar a pessoa que foi antes do apocalipse. Vale lembrar que, nas HQs, descobre-se que o personagem era um famoso jogador de basquete que se tornou um ator de comerciais após a aposentadoria. Ryan Hurst, que interpreta Beta, disse que gosta do enigma que cerca o vilão. “É um enigma tão bonito do que acontece com uma pessoa depois do fim do mundo, quando ela decide vestir a máscara de pele de um ser humano morto e mantê-la o tempo todo. É um mistério tão bonito de quem e por que alguém decide fazer isso. Acho que você diminui as coisas se você o tira a máscara”.

Você percebeu algo além das cinco coisas acima? Deixe abaixo nos comentários para que a gente também possa saber.

Continue lendo
Publicidade
Comentários

EM ALTA