Siga-nos nas redes sociais

10ª Temporada

Ryan Hurst revela a trágica história de origem de Beta em The Walking Dead

O ator Ryan Hurst revelou a história de origem de Beta nunca antes contada em The Walking Dead.

Camila Portella

Publicado há

em

Ryan Hurst revelou a história de origem de Beta nunca antes contada na série. No episódio deste domingo de The Walking Dead, “Look at the Flowers“, nos foi revelado que o braço direito de Alpha já foi um famoso cantor de música country chamado Half Moon.

A confirmação da identidade secreta de Beta ocorre após os flashbacks vistos no S10E02 – “We are the End of the World”, onde vimos que a máscara de pele que Beta sempre usa na verdade foi feita do rosto de seu falecido melhor amigo. O rosto real de Beta foi mostrado em discos de vinil vistos em um episódio da 5ª temporada de Fear the Walking Dead, seguido pela música do artista sendo tocada em Hilltop no início da 10ª temporada de The Walking Dead .

“Originalmente, foi uma coisa meio estranha… Quando eu li a história em quadrinhos, quando eles me trouxeram para a série, Beta era ex-jogador de basquete”, disse Hurst no Talking Dead sobre o passado pré apocalíptico do personagem na HQ. “Mas o modo como sua identidade foi revelada nos quadrinhos era cômica demais, e eu realmente não vi nenhum tipo de longevidade real nessa narrativa por duas ou três temporadas. Então, eu fiquei tipo, ‘O que podemos fazer de diferente?'”

LEIA TAMBÉM:
Quem morreu no 14º Episódio da 10ª Temporada de The Walking Dead?

A ideia de que Beta era um cantor country surgiu na mente do ator enquanto ele meditava. Hurst apresentou o conceito para a showrunner Angela Kang.

“Eu só tive esse pequeno insight, estava apenas tentando pensar sobre isso mas queria que ele mantivesse a máscara o tempo todo. Eu estava tentando, narrativamente, dar um contexto do por que alguém manteria uma máscara o tempo todo” Hurst disse. “Eu meio que conectei o passado com o uso da máscara pelo fato dele ser um cantor de música country e uma fonte de inspiração para as pessoas antes do apocalipse. Ele não queria ser reconhecido”.

Algum tempo antes de Beta conhecer Alpha (Samantha Morton) nos primeiros anos do apocalipse, o músico mundialmente famoso teve um rumo traumático no início do surto zumbi que o forçou a manter o rosto escondido.

“Tive uma ideia sobre o que aconteceria se no início do apocalipse, alguém invadisse sua casa e ele tivesse que acabar matando alguém, defendendo sua família ou algo assim”, disse Hurst. “Na minha opinião, eu meio que carreguei comigo essa ideia, de alguém invadir, matar, e ele revidar, esfaqueando os invasores e se tornando a pessoa que se tornou. E durante o momento, ele estar usando a camiseta com o logotipo de sua banda country.”

“Eu fiquei tipo, essa seria uma razão pela qual alguém meio que esconderia a identidade pelo resto do apocalipse”, acrescentou Hurst. “Ele deixaria a vida que levava antes do apocalipse continuar a inspirar as pessoas, mas se ele tivesse que matar pessoas nesse meio tempo, ele faria isso também.”

Hurst anteriormente brincou que a história secreta de Beta poderia se desenrolar em algum lugar além de The Walking Dead.

Continue lendo
Publicidade
Comentários

EM ALTA