Siga-nos nas redes sociais

Análises

5 Personagens que podem morrer na 9ª temporada de The Walking Dead

Publicado há

em

ATENÇÃO! O post a seguir contém EXTREMOS SPOILERS dos quadrinhos de The Walking Dead, tal como algumas possíveis revelações sobre o futuro da trama na televisão. Caso não queira ter as “surpresas estragadas”, é melhor parar por aqui. Você foi avisado!

Ser fã de The Walking Dead é estar acostumado com a morte de personagens que amamos (e alguns que odiamos também). Mas, não se esperaria menos de uma série que se passa em meio a um apocalipse zumbi e tem o drama como tema principal.

A série talvez já tenha sido melhor em fazer o público sentir a morte de personagens. Hoje em dia, com um elenco sobrecarregado em números e com dificuldade de desenvolver seus heróis, a série acaba por demonstrar mortes desinteressantes e que não servem para os fins de comover o público.

Mas, nem mesmo por isso que The Walking Dead deixará de lidar com o fim da jornada de seus personagens em seu nono ano e, pensando nisso, listamos aqui cinco nomes que provavelmente terão seus instantes finais retratados nas telas da audiência a partir do dia 07 de Outubro.

1 – GREGORY

Gregory é um dos personagens mais odiados na história da série.

Gregory com toda certeza é o personagem que mais rapidamente conquistou o desprezo da audiência. Ele não é um vilão propriamente dito, mas conseguiu feitos maiores do que Negan e o Governador, que embora repletos de vilania ainda conquistaram uma base de fãs.

Gregory é um personagem análogo aos quadrinhos de The Walking Dead. Nos impressos ele é inserido na edição 92 e exatamente como sua contraparte da TV, é um péssimo líder para Hilltop e acaba por perder seu posto para Maggie. Ele possui uma vida razoavelmente longa no material para leitura, morrendo na edição 142. O motivo da morte de Gregory? Um motim para envenenar Maggie e reassumir a liderança do local que acaba dando errado e incitado a ira da líder, que o enforca publicamente como exemplo das consequências da rebeldia.

É óbvio que nem todos os personagens dos quadrinhos seguem um histórico totalmente semelhante na série (vide tantos como Dale, Sophia, Carol, Carl e etc.), mas as recentes declarações do ator Xander Berkeley somadas a curta cena que Gregory protagoniza no trailer (ataca Maggie com uma faca tentando matá-la, mas é rendido por ela) nos dão a certeza que o embate entre os dois ocorrerá e por isso, o fim da jornada do personagem é bastante certo ainda no nono ano.

2 – ANNE/JADIS

Anne é um personagem misterioso e dúbio.

Conhecemos Jadis na sétima temporada e diferentemente da maioria dos personagens, ela é uma exclusividade da série, bem como todo o arco que a envolve. Ao final do sétimo ano, descobrimos que o pouco que sabíamos dela era mentira: Jadis se chamava Anne.

Muitos mistérios envolvem a personagem, iniciando pelo fato já suscitado anteriormente que torna imprevisível o desenrolar de sua história. Além disso, Anne possui uma estranha relação com o helicóptero que deu as caras em alguns momentos da oitava temporada e – pelo que o trailer indica – retornará no nono ano.

Pelo que vemos em todo o material promocional liberado, Anne terá uma presença marcante na temporada e será investigada pelo Padre Gabriel (que adentra sua barraca e analisa seus desenhos). E personagem coadjuvante sendo promovido a recorrente na trama quando sua história envolve mistérios é um grande indicio de morte (vide Beth, Noah, Spencer, Nicholas).

Se a trama da personagem for um dos eixos centrais, podemos pressentir que sua história não vá além do nono ano. Além do mais, com a resolução de suas questões, Anne acaba sendo mais uma personagem inútil na história que apenas sufocará o espaço em tela de outros heróis.

3 – DWIGHT

Dwight já foi vilão, mas no fim se tornou aliado de Rick.

Dwight vem diretamente das páginas dos quadrinhos de Robert Kirkman e é similar a sua contraparte da série. Inserido na revista de número 98, o personagem é o principal salvador e, após compreender o quão errado é o modus operandi de Negan, se alia a Rick e o ajuda passando informações secretas da Fábrica.

Ocorre que, diferentemente do que apregoou o desfecho do oitavo ano, Dwight não se afasta das comunidades e após o salto temporal é responsável por liderar o Santuário. O personagem se torna bastante ativo e é um dos homens de confiança de Rick, sendo atualmente o líder dos guardas das comunidades.

O afastamento do personagem na série abre espaço para uma teoria de longa data. Daryl desde a morte de Merle tem deficiência em possuir um enredo próprio, passando de personagem central para coadjuvante e, por vezes, mero figurante de cena. Quando a história dos Salvadores começou a se aproximar, muitos fãs começaram a relacionar o último Dixon como assumidor do enredo de Dwight, já que ambos tem como principal arma a crossbow.

Isso tudo parecia pequeno para que se concretizasse e não havia espaço para que Daryl traísse Rick e se juntasse ao vilão do arco. Mas, Daryl é o responsável por trazer Dwight e Sherry para a série ainda na sexta temporada e, a história ao longo dos anos pareceu querer forçar um relacionamento entre esses três personagens. Ao fim do oitavo ano Daryl manda Dwight desaparecer e ir atrás de Sherry, dizendo para o antigo preposto de Negan jamais retorne para as comunidades.

Para que Daryl assuma um enredo importante na série e finalmente após diversas temporadas tome espaço em cena, a história de Dwight – que é bastante proeminente nos quadrinhos – poderia ser ponto de interesse, já que manter os dois juntos no enredo pode acabar por gerar conflito de personalidade análoga. Um sugaria do outro o espaço e acabariam os dois se tornando meros figurantes.

O que se especula é que na busca por Sherry, Dwight acabe morrendo e sua esposa acabe retornando para as comunidades. Como já havia uma relação previa com Daryl, os dois podem vir a se aproximar e, por fim, o interesse amoroso do personagem (que foi prometido por Angela Kang em recente entrevista) seria cumprido. Junto de Sherry, ele assumiria toda a trama de Dwight nos quadrinhos voltando ao eixo central da série como foi nos três primeiros anos.

4 – JESUS/PAUL ROVIA

Um dos personagens mais minimizados na série.

É muito triste ter que admitir isso, mas o Jesus da série é totalmente insignificante para o enredo. Diferente do gigante personagem que é nos quadrinhos (que foi inserido na edição nº 91), com uma trama amplamente ativa e uma história totalmente profunda, Jesus na série foi resumido a poucas cenas como coadjuvante e poucas cenas de ação.

Como já discutido exaustivamente aqui, Jesus é mais uma das vítimas do grande número de personagens inseridos nos últimos anos. Um elenco tão cheio de personagens principais não consegue ser orgânico, visto que há pouco espaço em tela para que todos desenvolvam suas histórias. Nem mesmo questões fundamentais do personagem (como sua sexualidade) foram tratadas na série.

Com um arco que promete levar muitos nomes do elenco principal se aproximando, Jesus é um forte candidato a ter sua cabeça numa estaca. Sua morte não coopera diretamente para o enredo, mas sim para o controle de personagens mal desenvolvidos. A partir do nono ano, tudo indica que se não há espaço para o desenvolvimento, o personagem terá seu fim anunciado, para aliviar o número de heróis e assim abrir espaço para que aqueles que sobreviverem tenham momentos de sobra em tela para crescimento e aprofundamento.

5 – RICK GRIMES

O adeus de um protagonista.

É claro que esse nome não estaria de fora dessa lista, embora a tristeza que isso envolva. Talvez o nome de Rick deveria estar relacionado numa lista de “Personagens que COM CERTEZA irão morrer na 9ª Temporada”, mas como The Walking Dead é sempre um mar de surpresas, nada pode ser tomado como certo.

A questão aqui é que a saída do personagem principal poderia ser uma grande brincadeira, mas com a confirmação do próprio ator, dos produtores e da AMC, fica difícil de acreditar que se arriscariam a enganar profundamente todo o público da série, arriscando o nome da franquia.

Como Rick é protagonista da série desde seu inicio, é difícil conceber a ideia de que haja ideia de sua despedia ser dada num simples desaparecimento ou numa decisão de partir no horizonte em busca de uma vida magnânima e feliz. Até porquê, a segunda ideia se desfaz justamente quando vemos que Michonne e Judith seguirão na história. Totalmente impossível aceitar que Rick partiria em missão própria desaparecendo e abandoando o amor de sua vida e sua pequena filha.

O adeus mais próximo da honra que o personagem merece é a morte. Óbvio que o momento precisa ser grandioso, marcante, emocionante e bem construído, tendo um impacto direto na trama e se propagando ao longo de todos os anos restantes que a série ainda busca ter. Mas também é transparente que Rick ao sair da série precisa encerrar sua jornada, pois um protagonista não pode ter sua história em aberto, ao risco de comprometer ainda mais o desenrolar da trama subsequente a sua saída.

É polêmico, mas há um aspecto bom no desligamento de Rick: diferentemente da HQ, na qual o personagem fica edições consecutivas sem aparecer, é impossível que consigamos ver mais de dois episódios seguidos sem a presença de seu protagonista. Isso acaba por ser desgastante pra trama, já que o protagonismo do personagem acaba por se sobrepor aos demais e impedir o crescimento deles. Com a provável morte de Rick, teremos mais espaço para que personagens centrais que acompanhamos a bastante tempo, como Carol, Michonne, Maggie, Daryl e outros, dividam a função de protagonistas.

EXTRA

Lauren Cohan estará presente em apenas seis episódios do nono ano.

Maggie é uma personagem central e importantíssima para a série, principalmente para o momento em que partiremos a viver no nono ano. Contudo, antes mesmo de Andrew Lincoln anunciar sua saída da série, diversos portais de notícias começaram a replicar informações de que Lauren Cohan estava tendo problemas contratuais com o canal AMC. Para complicar ainda mais a história, a atriz assinou contrato com outro canal e foi nomeada protagonista de uma nova série.

Por mais que a atriz já tenha declarado diversas vezes que provavelmente veremos Maggie saindo da série deixando seu futuro em aberto, é difícil acreditar que ela simplesmente colocará Hershel Jr. embaixo do braço e viajará para uma ilha paradísica para tirar férias do apocalipse zumbi. Mais difícil ainda é pensar que Hilltop perderá espaço na história e será apenas mencionada por um grande período de tempo, já que a comunidade é o centro administrativo de todas as outras (ainda mais se levando em conta que Alexandria e o Reino estão completamente destruídos).

Assim, não é totalmente descartável que a personagem de despeça de forma definitiva da série tendo sua morte apresentada para o público (quem sabe uma cabeça na estaca no episódio 16?).

E então, o que você achou dos nomes relacionados nessa lista? Acha que diremos adeus a todos eles? Acredita que teremos outras mortes? Quais? Deixe seu comentário com teorias e ideias que você tem sobre o tema.

The Walking Dead, a história de drama número #1 da TV a cabo, vai estrear sua 9ª temporada no dia 7 de Outubro de 2018. Confira o trailer oficial da temporada e fique por dentro de todas as notícias.

Fiquem ligados aqui no Walking Dead Brasil e em nossas redes sociais @TWDBrasil no twitter e Walking Dead Br no facebook para ficar por dentro de tudo que rola no universo de The Walking Dead.

Publicidade
Comentários

EM ALTA