Siga-nos nas redes sociais

11ª Temporada

The Walking Dead S11E02: 5 coisas que você pode ter perdido em “Acheron: Part II”

Acheron: Part II foi o segundo episódio da 11ª temporada de The Walking Dead. Veja aqui 05 coisas que você pode ter perdido.

Publicado há

 

em

Atenção! Este conteúdo contém SPOILERS do segundo episódio, S11E02 – “Acheron: Part II”, da 11ª temporada de The Walking Dead. Caso ainda não tenha assistido, não continue. Você foi avisado!

A aventura no metrô continua com os sobreviventes tentando atravessar por dentro de um trem cheio de walkers. Maggie consegue escapar dos zumbis por baixo do trem apenas para encontrar mais desafios na parte interior.

Enquanto isso, em Commonwealth, Eugene e os outros passam por vários testes mas conseguem aprovação para ingressarem na comunidade, e nosso nerd favorito acaba conhecendo Stephanie. Ou será que não?

Entre histórias do passado, testes em Commonwealth e pessoas arrependidas, talvez você tenha deixado passar alguma coisa no episódio. Por isso, separamos cinco detalhes de “Acheron: Part II” que você pode ter perdido. Confira:

1. O mural nos túneis do metrô

O mural que Daryl encontra parece espelhar o debate entre o grupo de Maggie e Negan durante o episódio, e o conflito maior do universo de The Walking Dead.

O Triunfo da Morte mostra um exército de esqueletos destruindo tudo em seu caminho (que você pode ver aqui). O Jardim das Delícias Terrenas de Bosch é um tríptico (veja aqui). A imagem no episódio de The Walking Dead provavelmente faz referência ao painel mais à direita da pintura, que representa o inferno através de diversas ilustrações de pecado, tentação e ganância, todos levando à destruição do homem causada por ele mesmo.

O mural que Daryl vê parece ser uma combinação de temas de ambas as obras. O homem está em guerra com si mesmo ao invés de seu real inimigo, os zumbis. A guerra mesquinha entre os humanos os leva, por fim, à sua destruição pela horda de zumbis, contra quem eles deveriam estar lutando juntos.

Num especial pós-episódio, a showrunner Angela Kang disse que o mural conta a história do que aconteceu nos túneis do metrô: “A história por trás disso é que houve essa tremenda luta de classes. As pessoas acabaram mortas e enfiadas em sacos.”

O Talking Dead destaca que “as pessoas estão lutando entre si e não contra os zumbis que os cercam” em todo o mural. Também é possível que o mural simbolize o conflito que se desenrola entre Negan e o grupo de Maggie no vagão do metrô enquanto os mortos os cercam.

Esse mural pode estar nos dando uma dica de um conflito iminente entre Alexandria e a Commonwealth, que pode ser desnecessário se todos perceberem que são mais fortes juntos. Kang deu a entender que isso se refere a uma luta de classes que veremos na série.

2. Fuga de Maggie relembra famosa cena de Glenn

LEIA TAMBÉM:
GALERIA | Todas as fotos do Episódio 2 da 11ª temporada de The Walking Dead

Na estreia desta temporada, Maggie escorregou de um vagão do metrô e caiu num túnel cheio de zumbis. Como Maggie escapou ilesa? Aprendeu com seu falecido marido.

Quando Glenn encarou uma situação em que era aparentemente impossível escapar, no 3º episódio da 6ª temporada, os fãs tiveram que esperar quatro episódios agonizantes (um mês inteiro) para descobrir que ele tinha se escondido debaixo de uma lixeira para conseguir sobreviver.

Temos certeza de que ele contou essa história para Maggie. Intencionalmente ou não, ela se encontrou numa situação parecida, na qual ela precisou se esconder debaixo dos vagões do metrô para escapar dos mortos, antes de entrar no vagão.

3. Aquela é realmente Stephanie?

LEIA TAMBÉM:
Fomos apresentados à verdadeira Stephanie em The Walking Dead?

Apesar de ela usar óculos vermelhos parecidos com os da Stephanie nos quadrinhos, estamos céticos quanto a ela ser mesmo ou não Stephanie.

Josh McDermitt (Eugene) confirmou em 2019 que Margot Bingham era a voz de Stephanie no rádio. A mulher que se apresentou como Stephanie no episódio não era Bingham. O papel provavelmente não foi para outra atriz, já que o site Deadline noticiou em julho do ano passado que Bingham se juntara à 11ª temporada de The Walking Dead.

O que está acontecendo? Commonwealth pode estar fazendo mais um teste com Eugene e seus amigos ao enviar a eles uma isca para verificar se estão mentindo sobre não virem de uma grande comunidade. Isso não é uma boa notícia para Eugene, que esteve mentindo para todos menos Stephanie. Mercer, o líder do exército da Commonwealth, avisou Eugene que se ele mentisse, Mercer saberia. Estamos nos perguntando se foi isso que Mercer quis dizer. Se sim, Eugene pode estar em apuros.

4. A nota de 100 dólares e o início de The Walking Dead

LEIA TAMBÉM:
The Walking Dead 11ª Temporada Episódio 3 – Hunted

Daryl encontra uma nota de 100 dólares com uma mensagem que nos leva de volta ao primeiro episódio da série.

A mensagem é “Querido papai, você sempre disse que se não voltasse em uma semana, devíamos seguir em frente. Mamãe não escutou e foi te procurar. Já se passaram 3 semanas, então nós vamos também. Vou tomar conta de Jesse e ligar o rádio todos os dias às 10. Vejo vocês em breve. Com amor, Tom e Jesse.”

De forma similar, Rick disse a Morgan no primeiro episódio que ele ligaria seu rádio todos os dias de manhã para checar se ele e Duane estavam bem. Ele fez isso por um tempo, mas daí o grupo acabou se afastando mais e mais da cidade de Rick.

Além disso, Kang confirmou no AMC+ que o coelho branco que Daryl vê na fotografia com as crianças é o mesmo coelho de pelúcia que foi visto nos túneis durante o primeiro episódio da 11ª temporada.

5. Possível referência ao Governador

LEIA TAMBÉM:
Quem morreu no 2º Episódio da 11ª Temporada de The Walking Dead?

Essa pode parecer um exagero, mas tanto Gage quanto o Governador usaram a palavra “mentiroso(a)” de forma assombrosa. Gage a usou quando Maggie decidiu que não tinham tempo para salvar o adolescente que estava preso num vagão com os zumbis. Ao invés disso, eles o assistiram ser despedaçado pelos mortos.

No episódio 8 da 4ª temporada, o Governador usou a mesma palavra, bem baixinho, depois de Rick Grimes sugerir que eles podiam todos viver juntos na prisão ao invés de brigarem pelo local.

BÔNUS 1: Maggie usa código Morse (SOS) para chamar a atenção de seu grupo e entrar no vagão

Numa mensagem durante o Talking Dead, a produtora executiva Denise Huth disse que é possível que Maggie tenha aprendido código Morse do diagrama que aparece na casa de Rick e Michonne em Alexandria, na sétima temporada.

BÔNUS 2: As propagandas no metrô são referências a produtos fictícios de The Walking Dead

De acordo com o Talking Dead, dois anúncios que podem ser vistos nos vagões do metrô se referem ao “Whisky de Duane Jones” e “Gorbelli Foods Company”. O primeiro é a marca de whisky que Aaron e Padre Gabriel roubaram de Mays no episódio “One More” da 10ª temporada. O segundo é o nome da empresa onde o pai de Tara trabalhava antes do apocalipse.

BÔNUS 3: Yumiko diz que seu irmão era um cirurgião torácico antes do apocalipse

Na matéria sobre o episódio anterior, destacamos que o arco de Yumiko é uma adaptação do arco de Michonne nos quadrinhos, quando ela encontra sua filha perdida, Elodie, na Commonwealth. Nos quadrinhos, Elodie é uma confeiteira.

A série transforma o irmão de Yumiko, Tomi, num cirurgião. Não podemos deixar de imaginar se há um motivo pra isso e se esse motivo tem a ver com Ezekiel, que poderia fazer bom uso de um cirurgião no momento.

Você percebeu algo além das coisas acima? Deixe abaixo nos comentários para que a gente também possa saber.

Publicidade
Comentários

EM ALTA