Siga-nos nas redes sociais

Destaque

The Walking Dead S09E13: 5 coisas que você pode ter perdido em “Chokepoint”

Chokepoint foi o décimo terceiro episódio da nona temporada de The Walking Dead. Veja aqui 05 coisas que você pode ter perdido.

Publicado há

em

Atenção! Este conteúdo contém SPOILERS do décimo terceiro episódio, S09E13 – “Chokepoint”, da nona temporada de The Walking Dead. Caso ainda não tenha assistido, não continue. Você foi avisado!

Depois de sermos apresentados a Alpha, o episódio desta semana de The Walking Dead deu foco ao braço direito da vilã, Beta. Mais do que o segundo no comando, ele já mostrou que tem influência sobre as decisões de Alpha, e em “Chokepoint” deixou claro que também é bom de briga, dando uma bela surra em Daryl.

Um novo grupo também foi introduzido na série. Os Salteadores (ou Highwaymen) pareciam ser o retorno dos Salvadores de Negan, cobrando um pedágio do Reino. Mas no final eles se revelaram bastante civilizados e cederam rápido à tentadora oferta de Carol.

Entre uma surra aqui e um convite para um cineminha ali, talvez você tenha deixado algum detalhe passar. Então que tal dar uma olhada nas cinco coisas que você pode ter perdido em “Chokepoint”? Confira:

1. A abertura foi atualizada

No começo da nona temporada, a showrunner Angela Kang revelou os fãs deveriam ficar atentos porque a nova abertura estava cheia de easter eggs. Muitos deles já foram identificados, como as sepulturas de Glenn e Carl próximas à espada de Michonne, e talvez boa parte da audiência tenha parado de prestar atenção nisso depois de alguns episódios.

No entanto, parece que a abertura não é definitiva: foram incluídos dois novos zumbis a caminho de Alexandria. Um deles parece realmente morto, já que falta um pedaço de seu braço, mas o outro tem uma marca de costura na cabeça e parece estar segurando uma arma, indicando que pode ser um Sussurrador.

2. Os Salteadores definitivamente não são ex-Salvadores

Enquanto o grupo de Ezekiel debatia sobre como lidar com a nova ameaça, Diane sugere que pode se tratar do grupo de Jed, composto por Salvadores desgarrados. Carol fala com confiança que não são eles – e ela tem um bom motivo para fazer essa afirmação. No sexto episódio desta temporada a rainha matou o grupo de Jed com fogo depois que eles ameaçaram Henry e roubaram sua aliança.

Mas além disso, eles tinham mais motivos para acreditar que valia a pena tentar dialogar com o novo grupo. Um dos roteiristas do episódio revelou no Talking Dead que a lista gramaticalmente correta de exigências dos Salteadores incluía sementes não modificadas geneticamente e 40 livros de ficção. Parece o tipo de sobrevivente que não resistiria a uma sessão de cinema.

3. Mais um nome para os mortos

Cada grupo de sobreviventes em The Walking Dead cria seu próprio nome para os zumbis, e os Sussurradores têm uma forma bem particular de se referir aos mortos: Guardiões. Isso foi sugerido no episódio passado, e ficou mais claro nessa semana quando Beta disse que Lydia retornaria para o grupo ou “andaria com os guardiões”.

E eles levam isso tão a sério que, diferente dos grupos que já conhecemos, não perfuram o cérebro de seus familiares e amigos após a morte. Ao invés disso, deixam que eles se transformem para que possam, como zumbis, proteger o grupo. Tanto que o Sussurrador que aparece morrendo no começo do episódio é depois visto ao lado de Beta quando este está procurando por Lydia.

4. As homenagens na roupa de Beta

Na semana passada o ator que interpreta Beta, Ryan Hurst, disse que seu figurino estava cheio de easter eggs, pois ele havia “roubado” peças do guarda-roupa de outros personagens da série. E no Talking Dead desta semana ele revelou alguns dos itens:

Eu não vou entregar tudo, mas eu meio que usei uma jaqueta estilo Jesus, uma faixinha como a do Negan, e tenho algumas coisas nos tornozelos como o personagem de Norman [Reedus].

5. A Feira lembrou dos ausentes

No final do episódio vemos o início da tão aguardada Feira entre as comunidades. Todos parecem empolgados, e o Reino fez uma decoração bem festiva para animar os visitantes. E ainda que Michonne tenha se negado a participar, a bandeira de Alexandria foi hasteada ao lado das outras, mostrando que as comunidades ainda estão abertas para recebe-los caso mudem de ideia. Também havia uma homenagem para a falecida Shiva, que ganhou uma estátua em local de destaque.

Você percebeu algo além das cinco coisas acima? Deixe abaixo nos comentários para que a gente também possa saber.

Continue lendo
Publicidade
Comentários

EM ALTA