Siga-nos nas redes sociais

10ª Temporada

Norman Reedus afirma que a amizade entre Carol e Daryl não será mais a mesma

O ator que interpreta Daryl, Norman Reedus, comentou sobre as últimas decisões impensadas de Carol em The Walking Dead.

Publicado há

em

Há pouco tempo atrás vimos Daryl Dixon (Norman Reedus) classificando Carol Peletier (Melissa McBride) como sua melhor amiga, e ambos estavam até mesmo planejando um futuro longe de tudo. Mas depois do episódio 9 – “Squeeze” – da 10ª temporada de The Walking Dead, tudo mudou. A amizade entre os dois ficou fragilizada graças à impulsividade de Carol.

No mesmo episódio, minutos antes da explosão, Daryl tentou dialogar com a amiga, mas foi em vão. Ela inclusive acabou admitindo sua obsessão por Alpha e a intenção de fazer justiça com as próprias mãos:

“Eu não quero apenas matar Alpha, eu quero fazê-la sofrer. Eu quero que ela se arrependa por tudo que fez. Quero que ela implore por perdão e aí eu quero matá-la”.

Depois do desfecho trágico da fuga da caverna e a conclusão de que Carol estava indo longe demais, pela primeira vez, Daryl virou as costas para a velha amiga, e Norman Reedus têm muito a dizer sobre isso.

“Passamos uma temporada inteira com Daryl a apoiando como sempre. Mas ela se tornou uma pessoa irresponsável, fazendo coisas por conta própria e como consequência acaba prejudicando outras pessoas. Carol está matando pessoas e simplesmente não se importa”.

LEIA TAMBÉM:
Showrunner de The Walking Dead revela detalhes sobre o final explosivo do episódio “Squeeze”
Como Carol morreu nos quadrinhos de The Walking Dead?

Norman vê paralelos entre Rick após a morte de Carl, e o que está acontecendo atualmente com Carol.

“É bem similar com a história de Rick cego pela ira. Ele tomava decisões por todos e quase todo mundo discordava das escolhas dele. E com isso, ele acabou machucando muitas pessoas. A morte de Carl o colocou à prova, e depois ele tomou a decisão de unir os grupos rivais para honrar o pedido do falecido filho. E dessa vez ninguém concordou com ele.

A história de Carol está seguindo o mesmo rumo. Henry foi morto brutalmente decapitado por Alpha, e agora tudo o que Carol têm é sede de sangue. Ela está tomando decisões impensadas.

Daryl diz: “nós não lutamos por vingança, lutamos pelo futuro”, e mesmo após tantos conselhos, Carol não desiste e não o escuta. Daryl não concorda com essa postura. Ela está tão imersa na sua jornada pessoal de vingança que nesse ponto ela não está nem aí se alguém vai se machucar durante. É um caminho sombrio e nada bom”.

Norman complementa: “Quando eu acho que está tudo bem, ela faz merda, depois fica tudo bem mas depois ela faz merda novamente. Isso está ficando ridículo! Todo o plano dela pegar a dinamite escondida e se esgueirar para eliminar a horda, também quase acabou matando ela mesma. E pra finalizar, duas pessoas amadas acabaram ficando presas e em perigo”.

Sobre a reação de desprezo de Daryl por Carol após a explosão, Norman conclui que ele agiu certo, e que sua insistência para encontrar uma maneira de resgatar Connie e Magna foi bem sensato de sua parte.

Norman finaliza a entrevista revelando que “a amizade entre Daryl e Carol não será mais a mesma”.

O que você achou da decisão de Carol nesse episódio? E o que você acha que vai acontecer com os dois amigos agora? Deixe todos os seus pensamentos nos comentários abaixo!


Fonte: Entertainment Weekly

Publicidade
Comentários

EM ALTA