Siga-nos nas redes sociais

Destaque

CRÍTICA | The Walking Dead S10E09 – “Squeeze”: Carol em parafuso

Squeeze foi o nono episódio da décima temporada de The Walking Dead. Veja a nossa crítica ao episódio e discuta conosco.

Publicado há

em

Atenção! Este conteúdo contém SPOILERS do nono episódio, S10E09 – “Squeeze”, da décima temporada de The Walking Dead. Caso ainda não tenha assistido, não continue. Você foi avisado!

The Walking Dead voltou fazendo aquilo que sabe fazer de melhor: nos deixar em níveis de tensão bem elevados. Em um episódio que mexeu com nosso psicológico algumas vezes, vimos Carol sair de vez da linha, Negan se aproximar de seu destino nos quadrinhos e mais um problema para nossos sobreviventes resolverem.

Por mais de um momento, “Squeeze” deu a impressão de que a série voltaria já matando algum personagem importante. Jerry e Carol lideraram o ranking dos que se aproximaram do fim, principalmente nas cenas que desafiaram a claustrofobia dos espectadores. Todos ficaram vivos, mas alguns em situação mais complicada que outros.

Por outro lado, os Sussurradores tentam encontrar um espião, e Gamma está no topo da lista de suspeitos graças ao faro de Negan, que já teve que lidar com traidores enquanto líder dos Salvadores. Negan que finalmente superou Lucille e formou neste episódio o par mais bizarro da história dessa série.

PRESOS NA CAVERNA

LEIA TAMBÉM:
Spoilers completos do 9º episódio da 10ª Temporada de The Walking Dead

O episódio começa dando sequência à forma como a primeira metade da décima temporada terminou: os sobreviventes que foram atrás de Carol em sua perseguição inconsequente à Alpha se encontram presos na caverna e cercados de walkers. Daryl é quem lidera os trabalhos para soltar todos e encontra um complicado caminho através de pedras que, puladas, dão para um local menos perigoso.

A cena transcorre normalmente, exceto quando Kelly, com o tornozelo machucado, que atravessa com maior dificuldade mas consegue passar. Correndo menor perigo, eles descansam e começam a se programar, inclusive comentando sobre comida, prevendo que podem ficar presos lá por mais tempo que o esperado. Nesse momento, Magna decide que é uma boa hora para questionar as recentes decisões de Carol.

Importante tomar aqui um tempo para destacar o quão Magna tem se mostrado a sobrevivente mais difícil de lidar de seu grupo. Todos parecem ter se adaptado bem, inclusive assumindo certa liderança para com os outros sobreviventes, caso de Yumiko em Hilltop. Magna segue com seu modo rebelde e intransigente, que, por enquanto, tem sido tolerado pelos outros. Sabe-se lá por quanto tempo.

Daryl segue tentando ajudar Carol a se reencontrar após a perda de Henry. Ela simplesmente não consegue pensar em outra coisa a não ser se vingar, e deixa isso bem claro para o amigo: não quer apenas matar Alpha, mas machucá-la, fazê-la se arrepender do que fez, e então dar fim à vida da inimiga. Destaco aqui o que machucar a líder Sussurradora significa: apenas fisicamente, ou pagar na mesma moeda, fazendo-a sofrer uma perda, no caso, Lydia? Particularmente acho difícil a jovem sofrer algo nas mãos de Carol, mas seu atual estado nos deixa sem saber do que ela é capaz.

LEIA TAMBÉM:
The Walking Dead pode ganhar novas séries derivadas focadas em personagens mortos

Os dois então chegam a um entendimento e Carol promete que vai pensar mais nos outros em suas decisões. Antes de quebrar a promessa, no entanto, os sobreviventes têm uma tensa travessia em um local bem estreito dentro da caverna, e Jerry corre sério perigo quando entala no fim do trajeto e é ameaçado por walkers. Tudo termina bem e eles se aproximam da saída.

Kelly, então, encontra uma quantidade considerável de explosivos que podem abrir caminho para a liberdade e foram colocados ali de forma bastante conveniente. Não fica muito claro se as dinamites foram colocadas ali pelos Sussurradores em uma espécie de armadilha ou se a sorte realmente sorriu para Daryl e seu grupo. A jovem é alertada então sobre o perigo do material e o coloca de volta, mas Carol encontra a carga e decide ser uma boa ideia tentar dar fim à uma boa parte da horda dos Sussurradores, que está no final de um longo abismo. Após colocar-se em perigo posicionando os artefatos, ela é resgatada por Daryl, mas uma banana de dinamite cai e coloca todos em risco.

Isso porque Kelly terminava de cavar a saída da caverna e já via sinais do lado de fora. Ela foi a primeira a sair e enfrentou alguns Sussurradores que os aguardavam. Quando os outros tentavam deixar o local, a explosão abalou as estruturas da caverna, Jerry foi novamente colocado em risco por ter que segurar uma viga que, se caísse, prenderia todos na caverna, e, por fim, eles conseguiram sair, menos Connie e Magna, que ficaram para trás para socorrer Daryl e Carol. As duas ficaram presas e os sobreviventes agora têm mais um problema em mãos.

Essa parte do episódio serviu para, mais uma vez, Carol ter a noção de que suas decisões “estão machucando pessoas com quem ela se importa”, citando um diálogo com Daryl em “Squeeze”. Ela já foi traumatizada em diversas ocasiões durante The Walking Dead e a mais recente delas – a morte de Henry – parece tê-la quebrado de vez. Como ela vai conseguir sair dessa? Vencendo o confronto contra os Sussurradores? Matando Alpha? Ou ela simplesmente não vai conseguir seguir em frente e vai morrer? A personagem parece estar chegando ao ponto alto de sua história – uma das principais de toda série – e a cada episódio ela parece se aproximar da cura dessa depressão, ou de seu fim.

NEGAN E OS SUSSURRADORES

Enquanto os sobreviventes tentavam encontrar uma saída da caverna, Alpha desconfia que alguém de seu grupo está virando a casaca. Isso porque os inimigos têm um conhecimento dos Sussurradores que não deveriam ter, e ela então segue em busca do X9 com os dois fiéis escudeiros, sem saber que o traidor é justamente Gamma.

Negan então usa de sua experiência da época de líder de uma comunidade vilã e alerta a nova chefe sobre a garota. Alpha logo concorda e conclui que Gamma tem todos os ingredientes para ser informante de Alexandria, como de fato o é.

A forma com que a líder Sussurradora resolve agradecer Negan é, a princípio, engraçada, visto que o ex-Salvador é o alívio cômico do episódio em alguns momentos e mostra uma de suas facetas mais conhecidas: a de não conseguir parar de falar, especialmente em situações em que ele está em aparente perigo. A caminhada dos dois pode parecer, a princípio, que Alpha vai matar, machucar ou castigar Negan de alguma forma, mas quando ela o manda tirar a roupa, já conseguimos prever o que está por vir.

No entanto, a cena pode ter sido uma boa dica do que vai acontecer no arco dos Sussurradores. Atenção para os spoilers das HQs. Na história impressa, Negan se aproxima de Alpha e, quando consegue seduzi-la, corta a cabeça da vilã e entrega a Rick como uma espécie de oferenda para ganhar a confiança da comunidade na luta contra os mascarados. O fato é tido como a redenção de Negan, que depois da guerra tem sua vida poupada por Rick sob a condição de nunca mais se aproximar das comunidades restantes.

A aproximação entre os dois personagens pode ser o indicativo para quem está curioso para saber sobre o desfecho da vilã, mas pode também significar o contrário. Partindo do pressuposto de que a série não é obrigada a seguir a risca o que acontece nas HQs, Negan e Alpha podem muito bem juntar forças e o ex-Salvador voltar a ser vilão. Neste momento, tudo pode acontecer neste arco.

O que você achou do episódio? Deixe sua opinião nos comentários e vote em nossa enquete!

Continue lendo
Publicidade
Comentários

EM ALTA