Siga-nos nas redes sociais

10ª Temporada

Showrunner de The Walking Dead revela detalhes sobre o final explosivo do episódio “Squeeze”

Angela Kang comentou sobre todos os momentos marcantes do 9º episódio – “Squeeze” – da décima temporada de The Walking Dead.

Camila Portella

Publicado há

em

Atenção! Este conteúdo contém SPOILERS do nono episódio, S10E09 – “Squeeze”, da décima temporada de The Walking Dead. Caso ainda não tenha assistido, não continue. Você foi avisado!

Em uma coisa todos podemos concordar: o retorno da mid-season de The Walking Dead não foi feito para os claustrofóbicos. “Squeeze” (Aperto), nono episódio da décima temporada, faz jus ao nome. O grupo acaba ficando preso em uma caverna completamente desprovida de qualquer tipo de iluminação, e de brinde ainda são cercados por uma horda de zumbis e sussurradores.

As tentativas de fuga são agoniantes, afinal eles têm que encontrar um meio de escapar sem caírem, sem serem devorados vivos ou assassinados pelos seguidores fiéis de Alpha.

E por fim, decisões impulsivas de Carol acabaram tornando o cenário mil vezes pior: a explosão causada por ela acabou deixando Connie e Magna para trás, possivelmente soterradas pelo desabamento. Talvez vivas, talvez mortas, isso ainda nos será revelado ao decorrer da temporada. Mas qual será o destino de ambas personagens? E como esse incidente mudará a relação entre os velhos amigos, Carol e Daryl?

O Entertainment Weekly entrevistou a showrunner Angela Kang sobre tudo isso e muito mais, incluindo a tão polêmica cena entre Negan e Alpha. Confira:

ENTERTAINMENT WEEKLY: Terminamos o episódio com Connie e Magna soterradas na caverna. Elas foram enterradas vivas ou mortas?

ANGELA KANG: Bom, não posso revelar muito sobre isso em questão, mas direi que assim como boa parte do público, certamente a maioria do grupo acredita que elas estão vivas porque não viram as pedras caindo diretamente em cima delas. Seja como for, é uma situação ruim, porque as duas podem sim ter morrido.

A história será desenrolada nos próximos episódios. Esse momento terá proporções grandiosas no quesito emocional dos personagens, enquanto Carol sofre tanto com o peso da culpa de possivelmente ter as matado, quanto a culpa por ter deixado ambas em uma situação de risco, mesmo se elas sobreviverem.

O mesmo peso emocional vale para Daryl, que estava desenvolvendo laços principalmente com Connie, e com Magna. Há também o sentimento de culpa por não ter previsto que algo ruim poderia acontecer e por não ter interferido à tempo. E obviamente de outro lado temos o sofrimento de Kelly pela irmã, e de Yumiko por Magna, apesar de terem um relacionamento amoroso confuso. Como podem ver, muitas pessoas serão afetadas pelo incidente.

LEIA TAMBÉM:
CRÍTICA | The Walking Dead S10E09 – “Squeeze”: Carol em parafuso

Vamos nos aprofundar mais nesses personagens afetados, especialmente Carol. Claramente ela está imersa num padrão vingativo contra Alpha, e agora, de inúmeras maneiras, ela está pagando caro por sua sede de vingança. Depois do desabamento, como isso a fará seguir em frente? Ela irá mergulhar ainda mais na sua jornada pessoal de vingança ou ela desistirá disso?

Angela Kang: Carol estando tão imersa na vingança contra Alpha, existem algumas coisas que irão se originar disso. Nós costumamos dizer que pra personagem, este é o seu fundo do poço. Ela está tão fissurada em se vingar, que sua sanidade acaba pendendo para um lado sombrio.

O interessante de tramas sobre vingança é que apesar de ser satisfatório de assistir e pensar “Isso! Acabe com as pessoas que te fizeram sofrer e que mataram quem você ama!”, existem consequências. E essas consequências serão parte da trama de Carol nessa temporada. Agora, ela está ainda mais motivada a terminar de vez essa missão, pois caso contrário, tudo foi e será em vão.

No entanto, ao mesmo tempo ela tem conhecimento de que ela terá que se redimir. Eu acho que Melissa faz um trabalho brilhante ao interpretar todas essas nuances da personagem.
Veremos Carol perseguir outros objetivos além desse durante a season. Claro que a situação com Alpha é mais urgente, mas também haverá a sensação de “eu também preciso me reconciliar com certas pessoas que eu amo”. Há muita coisa à caminho pra Carol.

Vamos falar um pouco sobre Daryl nessa situação toda. É bem interessante porque no começo da temporada você começou com a premissa de que a amizade deles era tão forte, com cenas de um dizendo ao outro que eram melhores amigos… e agora vimos Daryl dizer que não sabe mais o que fazer em relação à Carol. E pra finalizar, tivemos aquela cena dela chorando desolada enquanto ele a ignora. Onde os dois estão agora nos termos de sua amizade?

Angela Kang: É um ponto bem baixo para eles. Nós realmente quisemos explorar a amizade desses personagens de uma forma mais intensa nessa temporada, porque acho que o relacionamento de ambos é uma das mais interessantes que temos na série. É uma amizade longa, eles passaram por muitas coisas juntos. Creio que a amizade na sua mais pura forma seja conseguir ser sincero um com o outro e lidar com dificuldades.

Viemos mostrando as partes boas da parceria dos dois desde a 3ª temporada, e acredito que saber reconhecer o valor da desonestidade é o motivo pelo qual Daryl conseguiu perceber que Carol estava indo por um caminho autodestrutivo.

É bem complexo, mas isso é o significado de ser amigo, especialmente num cenário apocalíptico, onde eles precisam contar um com o outro. Mesmo assim, nada é fácil e perfeito. Em momentos como esse, os sentimentos de desonestidade afloram de um jeito profundo e ruim, e eis então que a culpa domina Carol ainda mais. Enfim, eles terão que saber lidar com esses sentimentos durante a temporada.

LEIA TAMBÉM:
[FOTOS] The Walking Dead 10ª Temporada: Promocionais do episódio 9

Vamos mudar de tópico. Quero lhe perguntar sobre algumas cenas entre Negan e Alpha. A primeira é quando ele a alerta de que há um espião no acampamento e culpa Gamma. E aí Alpha coloca uma faca na virilha dele e o destrata. Isso é tipo um ritual bizarro de acasalamento?

Angela Kang: Negan é o macho alfa, e Alpha é a alfa fêmea. Tem muita coisa distorcida rolando entre eles. Algo que acho interessante na personalidade de Negan é o quanto ele é atraído por pessoas poderosas. De certo modo até podemos afirmar que esse traço tenha sido seu “calcanhar de Aquiles” durante a guerra contra Rick. Exatamente por isso que ele sempre estava tentando levar pessoas para o lado dele: para demonstrar poder.

No caso de Alpha, ela não respeita pessoas fracas. Ela achava que o próprio marido era fraco. A vilã detesta demonstrações de sensibilidade, mesmo que no fundo ela tenha essas características também. Os dois meio que se encaixam, Negan e Alpha tem respeito mútuo. Ele gosta de mulheres empoderadas, e ela gosta de homens fortes.

A “paquera” está acontecendo, e Negan aprecia muito o fato de que ela o considera útil, pois ele adora dizer o que pensa e ser ouvido. Isso representa muito pra ele, mesmo que o preço seja ter uma faca cravada em sua virilha. É tudo parte da “dança”.

LEIA TAMBÉM:
The Walking Dead S10E09: 5 perguntas em aberto após o episódio “Squeeze”

Precisamos falar sobre a cena de sexo perturbadora com Alpha trajando a máscara zumbi. Aquilo foi muito bizarro, Angela!

Angela Kang: Sim, nós discutimos sobre isso na sala de roteiristas. Sentíamos que queríamos uma cena íntima entre os dois. Daí David Johnson (roteirista do episódio), ficou tipo “ok, aqui está a minha ideia!”. E eu fiquei espantada, porque era bem estranho, mal sabia se iam permitir transmitir a nudez na TV. E então pensei: “Quer saber? Nós TEMOS que fazer isso!”

Todo esse conceito condiz com quem Alpha é. Ela é adepta ao sistema de “sobrevivência do mais forte”, e segue as leis da natureza selvagem. Claro que ás vezes ela é hipócrita, mas acho que na maior parte do tempo ela é como uma líder de um culto macabro, que tem fé em suas próprias palavras e ideais.

Para ela, sei lá, animais fazem sexo, então tudo bem. Ela já teve relações íntimas no passado pré-apocalíptico, mas a questão é que Negan em si, a atraiu. Ele foi bem útil para ela numa época em que ela estava se sentindo insegura. Além de que o jeito rústico de Negan a atrai. Essa esquisitice rolando entre ambos foi algo que amamos desenvolver.

Você acha que o uso da máscara o excitou?

Angela Kang: Acho que sim! Penso que Negan gosta desse tipo de coisa mais “diferente”.

O que você pode nos dizer sobre o que acontecerá nos próximos episódios?

Angela Kang: Sobre Alpha e Negan, algo mudou na relação deles. Veremos onde isso irá nos levar. O episódio 10 é um que eu acho bem bacana. É uma espécie de filme de terror em Alexandria. Também seguiremos a jornada de Daryl em busca de resolver o acontecimento da caverna e ajudar Connie e Magna. Isso acabará o levando a uma rota diferente.

E todo esse conflito com os sussurradores continuará esquentando e irá explodir de uma maneira específica. Voltaremos para a história de Michonne em breve, onde iremos testemunhar o decorrer de sua viagem e as consequências advindas disso.

O que você achou do episódio “Squeeze”? E quais as suas teorias para o restante da temporada? Deixe tudo nos comentários abaixo!

Continue lendo
Publicidade
Comentários

EM ALTA