Siga-nos nas redes sociais

10ª Temporada

Showrunner de The Walking Dead revela detalhes sobre o final explosivo do episódio “Squeeze”

Angela Kang comentou sobre todos os momentos marcantes do 9º episódio – “Squeeze” – da décima temporada de The Walking Dead.

Camila Portella

Publicado há

em

Atenção! Este conteúdo contém SPOILERS do nono episódio, S10E09 – “Squeeze”, da décima temporada de The Walking Dead. Caso ainda não tenha assistido, não continue. Você foi avisado!

Em uma coisa todos podemos concordar: o retorno da mid-season de The Walking Dead não foi feito para os claustrofóbicos. “Squeeze” (Aperto), nono episódio da décima temporada, faz jus ao nome. O grupo acaba ficando preso em uma caverna completamente desprovida de qualquer tipo de iluminação, e de brinde ainda são cercados por uma horda de zumbis e sussurradores.

As tentativas de fuga são agoniantes, afinal eles têm que encontrar um meio de escapar sem caírem, sem serem devorados vivos ou assassinados pelos seguidores fiéis de Alpha.

E por fim, decisões impulsivas de Carol acabaram tornando o cenário mil vezes pior: a explosão causada por ela acabou deixando Connie e Magna para trás, possivelmente soterradas pelo desabamento. Talvez vivas, talvez mortas, isso ainda nos será revelado ao decorrer da temporada. Mas qual será o destino de ambas personagens? E como esse incidente mudará a relação entre os velhos amigos, Carol e Daryl?

O Entertainment Weekly entrevistou a showrunner Angela Kang sobre tudo isso e muito mais, incluindo a tão polêmica cena entre Negan e Alpha. Confira:

ENTERTAINMENT WEEKLY: Terminamos o episódio com Connie e Magna soterradas na caverna. Elas foram enterradas vivas ou mortas?

ANGELA KANG: Bom, não posso revelar muito sobre isso em questão, mas direi que assim como boa parte do público, certamente a maioria do grupo acredita que elas estão vivas porque não viram as pedras caindo diretamente em cima delas. Seja como for, é uma situação ruim, porque as duas podem sim ter morrido.

A história será desenrolada nos próximos episódios. Esse momento terá proporções grandiosas no quesito emocional dos personagens, enquanto Carol sofre tanto com o peso da culpa de possivelmente ter as matado, quanto a culpa por ter deixado ambas em uma situação de risco, mesmo se elas sobreviverem.

O mesmo peso emocional vale para Daryl, que estava desenvolvendo laços principalmente com Connie, e com Magna. Há também o sentimento de culpa por não ter previsto que algo ruim poderia acontecer e por não ter interferido à tempo. E obviamente de outro lado temos o sofrimento de Kelly pela irmã, e de Yumiko por Magna, apesar de terem um relacionamento amoroso confuso. Como podem ver, muitas pessoas serão afetadas pelo incidente.

LEIA TAMBÉM:
CRÍTICA | The Walking Dead S10E09 – “Squeeze”: Carol em parafuso

Vamos nos aprofundar mais nesses personagens afetados, especialmente Carol. Claramente ela está imersa num padrão vingativo contra Alpha, e agora, de inúmeras maneiras, ela está pagando caro por sua sede de vingança. Depois do desabamento, como isso a fará seguir em frente? Ela irá mergulhar ainda mais na sua jornada pessoal de vingança ou ela desistirá disso?

Angela Kang: Carol estando tão imersa na vingança contra Alpha, existem algumas coisas que irão se originar disso. Nós costumamos dizer que pra personagem, este é o seu fundo do poço. Ela está tão fissurada em se vingar, que sua sanidade acaba pendendo para um lado sombrio.

O interessante de tramas sobre vingança é que apesar de ser satisfatório de assistir e pensar “Isso! Acabe com as pessoas que te fizeram sofrer e que mataram quem você ama!”, existem consequências. E essas consequências serão parte da trama de Carol nessa temporada. Agora, ela está ainda mais motivada a terminar de vez essa missão, pois caso contrário, tudo foi e será em vão.

No entanto, ao mesmo tempo ela tem conhecimento de que ela terá que se redimir. Eu acho que Melissa faz um trabalho brilhante ao interpretar todas essas nuances da personagem.
Veremos Carol perseguir outros objetivos além desse durante a season. Claro que a situação com Alpha é mais urgente, mas também haverá a sensação de “eu também preciso me reconciliar com certas pessoas que eu amo”. Há muita coisa à caminho pra Carol.

Vamos falar um pouco sobre Daryl nessa situação toda. É bem interessante porque no começo da temporada você começou com a premissa de que a amizade deles era tão forte, com cenas de um dizendo ao outro que eram melhores amigos… e agora vimos Daryl dizer que não sabe mais o que fazer em relação à Carol. E pra finalizar, tivemos aquela cena dela chorando desolada enquanto ele a ignora. Onde os dois estão agora nos termos de sua amizade?

Angela Kang: É um ponto bem baixo para eles. Nós realmente quisemos explorar a amizade desses personagens de uma forma mais intensa nessa temporada, porque acho que o relacionamento de ambos é uma das mais interessantes que temos na série. É uma amizade longa, eles passaram por muitas coisas juntos. Creio que a amizade na sua mais pura forma seja conseguir ser sincero um com o outro e lidar com dificuldades.

Viemos mostrando as partes boas da parceria dos dois desde a 3ª temporada, e acredito que saber reconhecer o valor da desonestidade é o motivo pelo qual Daryl conseguiu perceber que Carol estava indo por um caminho autodestrutivo.

É bem complexo, mas isso é o significado de ser amigo, especialmente num cenário apocalíptico, onde eles precisam contar um com o outro. Mesmo assim, nada é fácil e perfeito. Em momentos como esse, os sentimentos de desonestidade afloram de um jeito profundo e ruim, e eis então que a culpa domina Carol ainda mais. Enfim, eles terão que saber lidar com esses sentimentos durante a temporada.

LEIA TAMBÉM:
[FOTOS] The Walking Dead 10ª Temporada: Promocionais do episódio 9

Vamos mudar de tópico. Quero lhe perguntar sobre algumas cenas entre Negan e Alpha. A primeira é quando ele a alerta de que há um espião no acampamento e culpa Gamma. E aí Alpha coloca uma faca na virilha dele e o destrata. Isso é tipo um ritual bizarro de acasalamento?

Angela Kang: Negan é o macho alfa, e Alpha é a alfa fêmea. Tem muita coisa distorcida rolando entre eles. Algo que acho interessante na personalidade de Negan é o quanto ele é atraído por pessoas poderosas. De certo modo até podemos afirmar que esse traço tenha sido seu “calcanhar de Aquiles” durante a guerra contra Rick. Exatamente por isso que ele sempre estava tentando levar pessoas para o lado dele: para demonstrar poder.

No caso de Alpha, ela não respeita pessoas fracas. Ela achava que o próprio marido era fraco. A vilã detesta demonstrações de sensibilidade, mesmo que no fundo ela tenha essas características também. Os dois meio que se encaixam, Negan e Alpha tem respeito mútuo. Ele gosta de mulheres empoderadas, e ela gosta de homens fortes.

A “paquera” está acontecendo, e Negan aprecia muito o fato de que ela o considera útil, pois ele adora dizer o que pensa e ser ouvido. Isso representa muito pra ele, mesmo que o preço seja ter uma faca cravada em sua virilha. É tudo parte da “dança”.

LEIA TAMBÉM:
The Walking Dead S10E09: 5 perguntas em aberto após o episódio “Squeeze”

Precisamos falar sobre a cena de sexo perturbadora com Alpha trajando a máscara zumbi. Aquilo foi muito bizarro, Angela!

Angela Kang: Sim, nós discutimos sobre isso na sala de roteiristas. Sentíamos que queríamos uma cena íntima entre os dois. Daí David Johnson (roteirista do episódio), ficou tipo “ok, aqui está a minha ideia!”. E eu fiquei espantada, porque era bem estranho, mal sabia se iam permitir transmitir a nudez na TV. E então pensei: “Quer saber? Nós TEMOS que fazer isso!”

Todo esse conceito condiz com quem Alpha é. Ela é adepta ao sistema de “sobrevivência do mais forte”, e segue as leis da natureza selvagem. Claro que ás vezes ela é hipócrita, mas acho que na maior parte do tempo ela é como uma líder de um culto macabro, que tem fé em suas próprias palavras e ideais.

Para ela, sei lá, animais fazem sexo, então tudo bem. Ela já teve relações íntimas no passado pré-apocalíptico, mas a questão é que Negan em si, a atraiu. Ele foi bem útil para ela numa época em que ela estava se sentindo insegura. Além de que o jeito rústico de Negan a atrai. Essa esquisitice rolando entre ambos foi algo que amamos desenvolver.

Você acha que o uso da máscara o excitou?

Angela Kang: Acho que sim! Penso que Negan gosta desse tipo de coisa mais “diferente”.

O que você pode nos dizer sobre o que acontecerá nos próximos episódios?

Angela Kang: Sobre Alpha e Negan, algo mudou na relação deles. Veremos onde isso irá nos levar. O episódio 10 é um que eu acho bem bacana. É uma espécie de filme de terror em Alexandria. Também seguiremos a jornada de Daryl em busca de resolver o acontecimento da caverna e ajudar Connie e Magna. Isso acabará o levando a uma rota diferente.

E todo esse conflito com os sussurradores continuará esquentando e irá explodir de uma maneira específica. Voltaremos para a história de Michonne em breve, onde iremos testemunhar o decorrer de sua viagem e as consequências advindas disso.

O que você achou do episódio “Squeeze”? E quais as suas teorias para o restante da temporada? Deixe tudo nos comentários abaixo!

Continue lendo
Publicidade
Comentários

10ª Temporada

The Walking Dead revelou porque Maggie foi embora e porque ela retornou

No episódio “Home Sweet Home”, Maggie contou a Daryl os motivos que a fizeram deixar Hilltop – e porque ela resolveu retornar agora.

Gina Machado

Publicado há

em

Maggie observando em imagem do 17º episódio da 10ª temporada de The Walking Dead

Maggie Rhee (Lauren Cohan) está de volta. Depois de anos na estrada, Maggie retornou a The Walking Dead quando os sobreviventes silenciaram os Sussurradores em “A Certain Doom“. Cerca de sete anos antes dos acontecimentos da 10ª temporada, Maggie planejou executar Negan (Jeffrey Dean Morgan), mas o deixou apodrecendo na prisão por assassinar Glenn (Steven Yeun). A viúva e seu filho de um ano de idade Hershel (Peyton Lockridge) deixaram sua casa em Hilltop com Georgie (Jayne Atkinson) – a benfeitora de óculos que trocou com Maggie uma chave para um futuro no episódio da 8ª temporada “The Key” – e no episódio “Stradivarius” da 9ª temporada, descobrimos que Maggie foi “a algum lugar distante” para ajudar Georgie com uma nova comunidade.

Sete anos depois, quando um Negan livre estraga o retorno de Maggie na estreia dos episódios extras da 10ª temporada, “Home Sweet Home”, onde Daryl (Norman Reedus) sai com Maggie para pegar Hershel (Kien Michael Spiller), agora com oito anos de idade, e o resto de seu povo em um ponto de encontro próximo. Os Rhees viveram com Elijah (Okea Eme-Akwari) e o povo de Cole (James Devoti) até recentemente, quando perderam uma vila para um bando de caçadores de humanos chamados Ceifadores (Reapers).

Quando Daryl diz a Maggie que temia que ela tivesse morrido depois que ela parou de enviar cartas para Carol (Melissa McBride) e seu grupo de sobreviventes, Maggie confessa:

“Fiquei longe do ponto de entrega por muito tempo. Mas quando estava perto… Quando estava perto, eu não parei.” Maggie explica que ela e Georgie, junto com as gêmeas Midge (Misty Ormiston) e Hilda (Kim Ormiston), iriam encontrar grupos e ajudá-los da mesma forma que Georgie ajudou Hilltop, mas as coisas “sempre dava errado”.

LEIA TAMBÉM:
Quem morreu no 17º Episódio da 10ª Temporada de The Walking Dead?

Ela não sabe o que aconteceu com Georgie – ela a viu pela última vez com as gêmeas há alguns verões perto de Knoxville, Tennessee, antes do trio ir para o oeste – dizendo a Daryl: “Eu fiquei com Hershel. E não muito depois, o lugar caiu e nós fugimos. Não a vi desde então.”

O que aconteceu com seu grupo? A aldeia que perderam? “Agora não”, Maggie diz a ele, incapaz de dizer tudo em voz alta – uma história para outra hora. Maggie quase voltou para casa depois de Knoxville, mas não o fez. Ela não conseguiu.

“A verdade é que saí de casa porque não poderia ter Negan ocupando mais espaço na minha cabeça. E então percebi que não queria trazer Hershel de volta a isso”, revela Maggie sobre seus anos de distância. “Na manhã seguinte, encontramos toda essa comunidade de pessoas que precisavam de nós tanto quanto nós precisávamos delas. E parecia que era para ser. Mas isso também acabou.”

Fugindo dos Ceifadores e incapaz de retornar à sua comunidade queimada até as cinzas por Alpha (Samantha Morton) e os Sussurradores, Maggie diz a Daryl: “Vou lidar com Negan se for necessário. No momento, a única coisa que importa é Alexandria.”

Continue lendo

10ª Temporada

Quem morreu no 17º Episódio da 10ª Temporada de The Walking Dead?

S10E17 – Home Sweet Home: Confira a lista com todos os personagens que morreram no Episódio 17 da 10ª temporada de The Walking Dead.

Rafael Façanha

Publicado há

em

Ainsley, Maggie e Maya escondidas na floresta em imagem do episódio 17 da 10ª temporada de The Walking Dead

Seu personagem favorito saiu do episódio 17, “Home Sweet Home” (Lar Doce Lar), da 10ª temporada de The Walking Dead, com vida? Confira aqui na contagem de corpos!

O episódio desta semana mostrou um pouco sobre Maggie e os desafios que ela enfrentou durante os anos que passou longe de Hilltop. Ela seguiu os passos da Georgie e tentou ajudar e guiar outras comunidades, porém não teve muito sucesso.

Finalmente conhecemos o seu filho, Hershel Rhee, que é bastante parecido com o seu falecido marido, Glenn, e alguns membros sobreviventes de sua antiga vila.

Ao final do episódio, somos apresentados a um novo inimigo – membro de um grupo conhecido como Ceifadores. Sem motivo aparente, ele caça e mata vários sobreviventes na floresta apenas para depois tirar sua própria vida com o intuito de não fornecer informações sobre sua possível comunidade.

Então, nem todos conseguiram sair vivos de “Home Sweet Home”. Por isso, listamos abaixo todos os personagens que morreram no episódio dessa semana.

LEIA TAMBÉM:
The Walking Dead S10E17: Quem são os Ceifadores?

Aqui está quem morreu no Episódio 17 de The Walking Dead:

– Jen
– Billy
– Gus
– Ainsley
– Maya
– Um membro dos Ceifadores
– Vários zumbis

Maggie, Daryl, Kelly, Elijah e Cole estão em busca de Hershel e de outros sobreviventes que estão desaparecidos na floresta. Em um determinado momento, eles avistam fumaça e encontram os corpos de Jen e Billy – membros da antiga vila de Maggie – queimados.

Seguido os rastros de Hershel, Daryl e Maggie acabam encontrando Gus, Ainsley e Maya, que estão sendo caçados por uma figura misteriosa na floresta. Enquanto eles conversam, Gus é acertado por um tiro do caçador e não resiste. O próximo alvo do vilão acabou sendo Ainsley, que serviu de armadilha para matar Maya.

Maggie e Daryl decidem então enfrentar o inimigo que acaba se revelando como um dos membros do desconhecido grupo dos Ceifadores. Após ser atingido por uma flecha, para evitar vazar qualquer informação sobre o grupo inimigo, ele acaba se matando com uma granada.

Continue lendo

10ª Temporada

The Walking Dead S10E17: Quem são os Ceifadores?

Novo grupo inimigo conhecido como Ceifadores é introduzido no episódio 17 – “Home Sweet Home” – da 10ª temporada de The Walking Dead.

Gina Machado

Publicado há

em

Mike Whinnet como um dos Ceifadores no episódio 17 da 10ª temporada de The Walking Dead

Um novo e brutal grupo de inimigos conhecidos como Ceifadores foi apresentado no primeiro episódio extra da 10ª temporada de The Walking Dead. Em “Home Sweet Home“, Maggie (Lauren Cohan) e Hershel Rhee (Kien Michael Spiller) voltam para casa pela primeira vez em sete anos com Cole (James Devoti) e Elijah (Okea Eme-Akwari). Maggie e seu filho viveram com o povo de Cole e Elijah até a recente perda de sua vila, o que impulsionou uma viagem de volta a comunidade de Hilltop – que, Maggie rapidamente descobre por Carol (Melissa McBride) que foi queimada por Alpha (Samantha Morton) e Negan (Jeffrey Dean Morgan) no auge da Guerra dos Sussurradores.

Quando Maggie confessa a Daryl (Norman Reedus) por que ela saiu de casa anos atrás e ficou longe, ela não consegue revelar o que aconteceu com sua vila. Enquanto a caminho para pegar Hershel e se encontrar com o resto de seu povo, Maggie e Daryl correm em direção a uma nuvem de fumaça que Cole sabe que são eles: “Eles nos encontraram.”

Enquanto uma distraída Maggie vasculha um esconderijo queimado em busca de Hershel, encontrando nada além de cinzas e um par de cadáveres fumegantes, Cole relata: “Eles devem ter nos seguido, Maggie. Fomos tão cuidadosos que não sei como, mas são eles. Eles estão aqui fora.” Quando Cole aponta que dois de seus companheiros estão mortos e os outros não voltaram, apesar do fogo extinto, ele conhece o culpado: “São os Ceifadores (Reapers)”.

Maggie e Cole revelam que os Ceifadores são pessoas que atacaram sua casa, surgindo do nada e destruindo tudo em seu caminho. Identificando sinais de que os sobreviventes em fuga se espalharam e seguiram para o norte, Daryl lidera o grupo naquela direção e se depara com Maya (Brianna Butler), Ainsley (Haley Leary) e Gus (David Atkinson) – mas não com Hershel.

LEIA TAMBÉM:
Onde vai passar os novos episódios de The Walking Dead?

O grupo identifica Jen e Billy como os corpos queimados, dizendo a Maggie que “algo na floresta matou Matty”. Um Gus frenético diz que os Ceifadores estão se escondendo na floresta, caçando-os um por um, e Ainsley diz a Maggie que seu filho está em algum lugar próximo com Kim.

Sem aviso, Gus é morto a tiros. Outro tiro derruba Ainsley. Uma terceira bala atinge Maya. Protegendo-se atrás de uma árvore enquanto os Ceifadores tentam matá-los, eliminando-os um por um, Daryl e Maggie descobrem que há um único atirador escondendo-se em algum lugar na floresta.

Quando Maggie foge para flanquear o atirador, um atacante camuflado (Mike Whinnet) vai para a matança. Maggie pisa em uma armadilha enquanto o aparentemente imparável atacante se esquiva dos ataques da lâmina de Maggie, parando apenas quando Kelly (Angel Theory) o acerta com um tiro do arco de Daryl.

Maggie interroga o atacante silencioso sob ameaça de morte, exigindo saber quem ele é e por que matou seus amigos e familiares. “Pope marcou você”, diz o atacante indiferente, revelando o pino puxado de uma granada que detona segundos depois – matando ninguém além de si mesmo na explosão.

Temendo mais ataques, o grupo fará o longo caminho de volta a Alexandria e cobrirá seus rastros para garantir que nada os siga de volta para casa. Com Hilltop em ruínas e um número desconhecido de Ceifadores ainda lá fora, Maggie e Hershel devem viver dentro das mesmas paredes que Negan em Alexandria.

“Pope” e os Ceifadores não existem nos quadrinhos, mas Whinnet interpretou anteriormente um Salvador não identificado na 7ª temporada de The Walking Dead. Ele poderia ser um velho inimigo em busca de sangue novo anos depois que Rick Grimes (Andrew Lincoln) encerrou a guerra contra os salvadores? Resta saber se os Ceifadores retornarão nos cinco episódios bônus restantes ou na 11ª temporada de The Walking Dead.

Continue lendo

EM ALTA