Siga-nos nas redes sociais

TWD World Beyond

CRÍTICA | TWD World Beyond S01E05 – “Madman Across the Water”: Descobertas e perigos

Madman Across the Water foi o quinto episódio da primeira temporada de The Walking Dead: World Beyond. Veja a nossa crítica ao episódio e discuta conosco.

Publicado há

em

O quinto episódio de TWD World Beyond, intitulado “Madman Across the Water” (“O Louco do Outro Lado da Água”), começa a introduzir novas ameaças no mundo de Iris (Aliyah Royale), Hope (Alexa Mansour), Silas (Hal Cumpston) e Elton (Nicolas Cantu), ameaças essas que eles não imaginavam encontrar; além de aprofundar os personagens e as relações entre eles de forma explícita, sem delongas, e de forma coesa.

No episódio, o grupo se depara com diversos obstáculos que podem desacelerar o caminho para a Civic Republic Military (CRM), e precisam trabalhar em união para que as coisas funcionem e ninguém saia ferido. Depois de alguns conflitos, Felix (Nico Tortorella) e Huck (Annet Mahendru) finalmente desistem da ideia de convencer os adolescentes a voltarem para Campus Colony, e parecem entender que a missão vai além de simplesmente encontrar o pai de Iris e Hope: eles buscam evoluir quem são e encontrar um sentido para suas próprias vidas.

Desta vez, o personagem de destaque é Elton. Somos apresentados ao seu passado em família, quando seu pai e sua mãe o ensinavam sobre, como a própria mãe diz, partidas e chegadas. Entendemos mais sobre a paixão do garoto por história e arqueologia vendo as interações dele com o pai em seu ambiente e material de trabalho. Elton era um menino doce e muito inteligente que, depois de perder os pais na noite em que “o céu desabou”, teve de encontrar seu rumo no mundo sozinho.

Em cenas emocionantes protagonizadas por Roger Dale Floyd, que interpretou Elton mais novo, é possível entender toda a angústia e medo sentidas pelo personagem, enquanto ele, ainda muito pequeno, tentava se apegar à memória dos pais para se manter firme diante de uma catástrofe até então desconhecida por ele. Quando finalmente encontra uma brecha momentânea para sair de dentro da caixa na qual seu pai lhe colocou para o manter seguro, ele percebe que não resta nada do mundo que conhecia, mas ainda assim, se agarra na coragem que aprendeu com os pais e segue seu próprio caminho.

A claustrofobia de Elton é posta à prova, assim como vários aspectos do personagem, quando ele precisa resolver um problema numa das engrenagens do barco que o grupo estava construindo. Ele tinha que rastejar por debaixo do aparato para solucionar o problema, se agarrando à alternativa simbólica de recitar os nomes de todos os planetas do sistema solar, ele consegue encontrar calma e forças para ajudar seus amigos na difícil tarefa.

Próximo ao fim do episódio, duas descobertas muito importantes são anunciadas. Uma delas é a descoberta de Hope sobre a mulher que matou na noite em que perdeu a mãe. A mulher era a mãe de Elton, e Hope, agora sabendo do que fez – mas sem revelar ao amigo o que de fato aconteceu com a mãe dele -, se mostra preocupada e aflita com a situação, apenas com o olhar.

Pouco depois, a primeira ameaça humana introduzida na série antagonicamente se apresenta: um homem por detrás das árvores que cercam o acampamento do grupo se revela. Apesar de não se ver muito sobre ele, e de o título do episódio fazer menção a este personagem, podemos ver que o homem carrega uma lança e parece usar uma espécie de máscara branca, que o deixa com uma aparência no mínimo macabra.

Se até agora não tínhamos tantos motivos para temer a jornada do grupo pelo mundo do lado de fora dos muros de Campus Colony, a chegada deste misterioso homem da escuridão dá uma alavancada na tensão da série, proporcionando expectativa de que o rumo das coisas pode mudar e nosso grupo pode estar em perigo.

Em linhas gerais, o episódio dá um gás na temporada quando se trata de desafios, e a engrenagem das relações entre o grupo parece girar cada vez mais rápido, criando laços e, o tempo todo, desenvolvendo conflitos e resoluções para eles ao longo da trama. “Madman Across the Water” deixa a história de World Beyond mais interessante à medida que explora questões propostas no início da temporada e desenvolve novas problemáticas ao longo do caminho, abrindo portas para desafios futuros.

O que você achou do episódio? Deixe sua opinião nos comentários e vote em nossa enquete!

Publicidade
Comentários

EM ALTA