Siga-nos nas redes sociais

TWD World Beyond

The Walking Dead: World Beyond | Primeiras impressões (sem spoilers)

Nova série do universo de The Walking Dead – World Beyond – promete aventuras e dilemas para seus protagonistas. Estreia dia 5 de Outubro no Brasil.

Publicado há

em

Iris, Hope, Elton e Silas juntos no lado de fora do Campus Colony em imagem do primeiro episódio da 1ª temporada de The Walking Dead: World Beyond

The Walking Dead: World Beyond estreia no próximo domingo (04) nos EUA – logo após o 16º episódio da 10ª temporada da série principal da franquia – trazendo novas nuances do apocalipse zumbi. Em um contexto de evolução, o spinoff contará a história da primeira geração criada no mundo pós-apocalíptico e conta com um elenco talentoso e bastante carismático. No Brasil, a estreia está marcada para a segunda-feira (05), às 22h, no AMC.

Vamos acompanhar as trajetórias de Iris (Aliyah Royale) e Hope (Alexa Mansour), duas irmãs, que se unem aos amigos Elton (Nicolas Cantu) e Silas (Hal Cumpston) em uma missão do lado de fora dos muros de Campus Colony, comunidade estabelecida no campus da Universidade Estadual de Nebraska e lar dos adolescentes. Curiosos para descobrir o que existe além da esfera civilizada, confortável e segura em que vivem, o grupo se une em uma jornada que abrirá portas para autoconhecimento, evolução e busca por soluções.

LEIA TAMBÉM:
The Walking Dead: World Beyond | Elenco e showrunner falam sobre a série e seus personagens

A série coloca em contraponto duas perspectivas diferentes do apocalipse: a visão das pessoas que tem experiência em lidar com o que restou do mundo, e o olhar curioso de outras que não tiveram escolha a não ser contar com a proteção de alguém. Como Iris, Hope, Elton e Silas ainda são bastante inexperientes quando se trata de sobrevivência, podemos esperar uma boa dose de aventura e ação, mas também momentos de ternura e inocência pelo mesmo motivo.

Flertando com The Walking Dead, World Beyond transparece a intenção de seguir por um caminho de reflexões quase silenciosas acerca da maneira com que cada um dos personagens enfrenta seus medos e lida com questões do passado que insistem em assombrar seus pensamentos – embora os diálogos sejam elaborados de forma mais completa, sendo menos subjetivos do que os apresentados com frequência na série principal.

Em um dos trailers oficiais de World Beyond, Iris menciona a cura brevemente em conversa com Hope enquanto as duas ainda estão em Campus Colony. Essa pode ser uma boa vertente a ser explorada pelos roteiristas, já que a série principal não seguiu por esse caminho até o momento; somado ao carisma de protagonistas bem construídos, e interconectados por situações e sentimentos, parece ser uma maneira inteligente de inovar.

De uma maneira geral, os roteiristas se aproveitam bem do tempo dos episódios para desenvolver a história e introduzem elementos casualmente, dando tempo para os fãs se adaptarem e se afeiçoarem ou não aos ambientes e personagens apresentados. World Beyond traz perspectiva aos sobreviventes e à narrativa do apocalipse, moldando um olhar para novas possibilidades e caminhos que o universo The Walking Dead pode seguir.

Você vai acompanhar The Walking Dead: World Beyond? Quais suas expectativas e teorias sobre a série? O que você está mais ansioso para ver nela? Deixe tudo nos comentários abaixo!

Continue lendo
Publicidade
Comentários

EM ALTA