Siga-nos nas redes sociais

Elenco

Tom Payne estava constantemente “frustrado” com seu papel desapontador em The Walking Dead

Sabrina Picolli

Publicado há

em

O astro de The Walking Dead estava bastante frustrado com o seu papel (ou com a falta de um) na série da AMC, o que contribuiu para a sua saída.

Com a midseason finale da atual temporada, The Walking Dead trouxe de volta a sua clássica atitude de “ninguém está seguro” de uma forma chocante. Ao apresentar os Sussurradores para o público, Jesus foi morto de uma maneira aterradora. Um “walker” passou sob sua espada e cravou a sua no líder de Hilltop de maneira fatal. Ao mesmo tempo em que levava a narrativa para um caminho bombástico e impressionante, a cena também atendia a um pedido feito pelo intérprete de Paul “Jesus” Rovia, Tom Payne.

“Eu amo o personagem,” Payne declarou à The Hollywood Reporter. “É triste dar adeus a ele. Mas havia tanto potencial para esse personagem, e isso não se concretizou. Eu estava frustrado por isso e gostaria que ele tivesse sido melhor explorado. Não foi triste dar adeus à frustração, e ela era constante. Eu vinha treinando por dois anos. Eu estava tão preparado para este personagem e para tudo o que sei que ele seria capaz de fazer.”

Payne sempre foi um fã de Jesus na HQ de Robert Kirkman, e repetidamente via momentos importantes de seu personagem serem cortados na versão televisiva.

“Havia tanto potencial desperdiçado. Foi decepcionante para mim. Quando finalmente ele mostrou a que veio, durante esta temporada, foi excelente. Mas eu não queria voltar a me frustrar novamente. É apenas parte de uma série em andamento, você está constantemente esperando que no próximo episódio algo aconteça pra você. Você fica na expectativa o tempo todo, torcendo as mãos, desejando que algo legal venha em sua direção. Até para isso há um limite. Eu fico ansioso agora por fazer algo que tenha um começo, meio e fim, então eu posso ter o personagem inteiro diante de mim. Esperei por muito tempo que este personagem tivesse mais por fazer e fico feliz por ter tido um início fantástico, um pouquinho mais (no meio) com Lennie e um grande final. Foi o suficiente pra mim.”

Ainda que Payne não tenha pedido explicitamente para deixar The Walking Dead, ele não escondeu o seu desejo.

“Eles sabiam que eu não ficaria infeliz se precisassem se livrar de mim. Eu expressei meu descontentamento na temporada passada. Estava chateado com o que estava sendo feito com o personagem. Ele chegou de maneira muito legal, e depois foi apagado em Hilltop. Durante a guerra com os Salvadores, a única pessoa com quem ele lutou foi com alguém que estava ao seu lado (Morgan/ Lennie James). Na história em quadrinhos, ele tem esta gigantesca luta com Negan. Ele pega esta granada e joga de volta em direção aos inimigos. Ele é o membro mais capaz de todo o grupo, e isso jamais chegou a ser mostrado no show.”

Payne, de fato, estava mais do que preparado para o papel, quando suas expectativas não foram atingidas. “Nos bastidores, eu estava treinando toda semana,” Payne admite. “Eu estava preparado e pronto para ir. Não dá pra evitar se sentir desapontado quando você não tem permissão de fazer algo legal. Isso era mútuo, e eu sei que eles estavam OK com isso. É um show incrível e eu me sinto honrado por fazer parte dele, mas, ao mesmo tempo, interpretar o mesmo personagem sem nada de divertido para fazer é um pouco decepcionante.”

Você compartilha do mesmo pensamento que o ator? Jesus poderia ter sido mais aproveitado na versão televisiva? Deixe seus comentários abaixo.

The Walking Dead retorna para os oito episódios finais de sua 9ª temporada em 10 de fevereiro de 2019.

Fiquem ligados aqui no Walking Dead Brasil e em nossas redes sociais @TWDBrasil no twitter e Walking Dead Br no facebook para ficar por dentro de tudo que rola no universo de The Walking Dead.

Continue lendo
Publicidade
Comentários

Elenco

Amor e Monstros | Assista ao trailer do novo filme de Michael Rooker (Merle em The Walking Dead)

Confira o trailer do novo filme de comédia romântica e ação pós-apocalíptica da Netflix – Amor e Monstros – que tem Michael Rooker no elenco.

Rafael Façanha

Publicado há

em

Ariana Greenblatt e Michael Rooker armados em imagem promocional do filme Amor e Monstros

A Netflix acaba de divulgar o primeiro trailer de Amor e Monstros (Love and Monsters), o novo filme de comédia e pós-apocalíptico infestado de monstros. O filme conta com um rosto conhecido do fandom de The Walking Dead: Michael Rooker, que interpretou Merle Dixon. Em Amor e Monstros, Rooker interpreta o caçador experiente Clyde Dutton.

Sinopse: Sete anos após o Apocalipse Monstro, Joel Dawson (Dylan O’Brien), bem como o resto da humanidade, vive no subsolo desde que criaturas gigantes assumiram o controle da terra. Depois de se reconectar pelo rádio com sua namorada do colégio, Aimee (Jessica Henwick), que agora se encontra a 80 (oitenta) milhas de distância em uma colônia costeira, Joel começa a se apaixonar por ela novamente. Quando Joel percebe que não há mais nada para ele no subsolo, ele decide, contra toda a razão, se aventurar em busca de Aimee, apesar dos monstros perigosos que estão em seu caminho.

TRAILER DE AMOR E MONSTROS LEGENDADO:

O elenco do longa também conta com Dylan O’Brien (Joel Dawson), Ariana Greenblatt (Minnow), Jessica Henwick (Aimee), Dan Ewing (capitão), Donnie Baxter (Parker), Ellen Hollman (Dana) e outros. A direção é de Michael Matthews e o roteiro de Matthew Robinson e Brian Duffield.

Amor e Monstros estreia na Netflix em 14 de abril de 2021.

Continue lendo

Elenco

Steven Yeun, o Glenn de The Walking Dead, é indicado ao Oscar 2021

Interpretando Jacob Yi, o ator Steven Yeun foi indicado na categoria de Melhor Ator por Minari. A premiação deve acontecer em 25 de abril.

Rafael Façanha

Publicado há

em

Steven Yeun como Jacob Yi em imagem de Minari

A lista de indicados ao Oscar 2021 foi divulgada na manhã desta segunda-feira (15) e temos a honra de anunciar que Steven Yeun, nosso eterno Glenn de The Walking Dead, foi indicado na categoria de Melhor Ator por Minari. Yeun ainda conquistou um marco histórico, se tornando o primeiro ator asiático americano a ser nomeado nesta categoria.

Minari conta a história de uma família coreana que se muda para uma pequena fazenda no estado do Arkansas em busca do sonho americano. O lar da família muda completamente com a chegada da sua avó astuta e desbocada, mas incrivelmente amorosa. Yeun interpreta Jacob Yi. O filme conta com o roteiro e direção de Lee Isaac Chung.

Além da categoria de melhor ator, Minari recebeu várias outras indicações. Segue a lista completa com os seus concorrentes:

• Melhor filme

Meu Pai
Judas e o Messias Negro
Mank
Minari
Nomadland
Bela Vingança
O Som do Silêncio
Os 7 de Chicago

• Melhor ator

Riz Ahmed – O Som do Silêncio
Chadwick Boseman – A Voz Suprema do Blues
Anthony Hopkins – Meu Pai
Gary Oldman – Mank
Steven Yeun – Minari

• Melhor atriz coadjuvante

Maria Bakalova – Borat 2
Glenn Close – Era uma Vez um Sonho
Olivia Colman – Meu Pai
Amanda Seyfried – Mank
Yuh-Jung Youn – Minari

• Melhor direção

Thomas Vinterberg – Another Round
David Fincher – Mank
Lee Isaac Chung – Minari
Chloé Zhao- Nomadland
Emerald Fennell – Bela Vingança

• Melhor trilha sonora original

Terence Blanchard – Destacamento Blood
Trent Reznor e Atticus Ross – Mank
Emile Mosseri – Minari
James Newton Howard – Relatos do Mundo
Trent Reznor, Atticus Ross e Jon Batiste – Soul

• Melhor roteiro original

Judas e o Messias Negro
Minari
Bela Vingança
Som do Silêncio
Os 7 de Chicago

Diferente dos anos anteriores, a 93ª Cerimônia do Oscar está programada para o dia 25 de abril, por conta da pandemia de COVID-19.

Ainda não foi definido como será o formato da premiação – se presencial ou remota. O local também segue incerto, mas especula-se que será na Union Station, uma grande estação de trem no centro de Los Angeles, onde seria possível receber convidados com distanciamento.

Continue lendo

Elenco

Samantha Morton, a Alpha de The Walking Dead, é internada

A atriz Samantha Morton, que interpretou Alpha em The Walking Dead, precisou ser internada na última segunda-feira (04) em Hastings, no Reino Unido.

Rafael Façanha

Publicado há

em

Samantha Morton em evento promocional

A atriz Samantha Morton, que interpretou Alpha em The Walking Dead, anunciou através de seu Twitter que foi internada em Hastings, no Reino Unido, na última segunda-feira (04/01). Não sabemos o motivo, mas de acordo com os tweets da atriz tudo indica que ela pode ter sido diagnosticada com o novo coronavírus.

“Obrigada a todos os atendentes de emergência do hospital Conquest que me ajudaram nesta noite. Eu sou muito grata ao nosso sistema de saúde pública, e ver a zona vermelha em primeira mão, com as enfermeiras e médicos sendo tão gentis e maravilhosos conosco foi incrível. Estou ok esta noite por causa deles. #SaveOurNHS #WearAMask #COVID19”

Em seguida, a atriz postou uma foto utilizando o equipamento de proteção contra a doença onde ela agradece e nos atualiza sobre seu estado de saúde:

“Estou melhorando e vou chegar lá, obrigada por todos os desejos de recuperação. #SaveOurNHS #WearAMask”

Morton saiu de The Walking Dead na 10ª temporada, mas a série ainda tem mais alguns episódios da 10ª temporada no próximo mês. Se a atriz fará ou não parte de quaisquer flashbacks ou outras oportunidades de aparecer, teremos que aguardar para descobrir.

Continue lendo

EM ALTA