Siga-nos nas redes sociais

11ª Temporada

CRÍTICA | The Walking Dead S11E21 – “Outpost 22”: Preparação

Outpost 22 foi o 21º episódio da 11ª temporada de The Walking Dead. Veja a nossa crítica ao episódio e discuta conosco.

Publicado há

 

em

Rosita segurando o facão e conversando com Gabriel em cena do episódio 21 da 11ª temporada de The Walking Dead.

Atenção! Este conteúdo contém SPOILERS do 21º episódio, S11E21 – “Outpost 22”, da 11ª temporada de The Walking Dead. Caso ainda não tenha assistido, não continue. Você foi avisado!

Carol e Daryl seguem procurando uma forma de ajudar os amigos. Maggie, Gabriel e Rosita conseguem escapar dos sequestradores e procuram uma forma de salvar o grupo.

The Walking Dead vinha numa leva de episódios ótimos, onde os problemas que existiam eram facilmente ignorados, mas “Outpost 22” foi, para mim, o mais fraco dessa terceira parte e trouxe a tona todos os pequenos incômodos que a série escondia por trás de uma finalização envolvente.

Começando pelo começo, Maggie consegue se soltar das suas amarras e libera também Gabriel e Rosita enquanto, convenientemente, um dos troopers dorme numa estrada violentamente esburacada. Certamente esse cara não dormia a semanas ou o zolpidem bateu sem pena. Depois de uma fuga onde, convenientemente, Maggie se separa dos outros dois, eles começam a arranjar uma forma de escapar e de se reagrupar.

O episódio é uma grande preparação para colocar os personagens no caminho certo que os roteiristas precisam antes do “começo do fim” da série. O porém é que isso poderia ser muito mais bem feito. Um episódio inteiro de pessoas perdidas, conversando sobre traumas explícitos e se reencontrando de maneira forçada é chato e um desperdício para uma série que tem tanto potencial de criar episódios de guerra ou de, pelo menos, diálogos mais interessantes.

LEIA TAMBÉM:
Quem morreu no 21º Episódio da 11ª Temporada de The Walking Dead?

Apesar de achar que Maggie, Carol e Daryl, Rosita e Gabriel se encontram muito facilmente, bem, eles estavam seguindo os trilhos do trem, então até que faz sentido. Mesmo sendo super conveniente (juro que é a única palavra para descrever esse episódio) que NENHUM TROOPER encontre com eles. Até que Maggie encontra um, mas além de ele estar sozinho, ele também é o que está em busca da redenção e acaba soltando informações importantes para o grupo.

Carol e Daryl estão literalmente andando de carro para cima e para baixo, atrás de um trem que deveria ser superprotegido, e ninguém parece notar a presença deles ali.

Mas, voltando a falar sobre a trama, a nossa dupla dinâmica acaba vendo Connie, que foi sequestrada e está sendo levada à “designação 2”, um lugar que ninguém que foi jamais voltou. E faz certo sentido a Connie receber a pior punição (depois de Eugene) já que foi por conta das publicações dela no jornal que os cidadãos começaram a se revoltar.

LEIA TAMBÉM:
Andrew Lincoln fala sobre O Gabinete de Curiosidades de Guillermo del Toro

E aí o episódio fica bom novamente. Com o plano traçado por Carol em ação, eles armam para parar o trem e partem para resgatar Connie. Apesar de um plano meio confuso a princípio, a ação é muito boa. No final, eles são bem sucedidos e conseguem salvar a jornalista.

Lembram quando eu falei na crítica de “Lockdown” que a série tinha feito uma sequência de perseguição de carros, coisa que não era muito comum? Agora fizeram uma cena com perseguição de motos onde o Daryl corre atrás de um dos troopers e referência Akira ao jogar a moto contra o guarda.

Em outro ponto, acompanhamos alguns dos outros sequestrados e vemos o que aconteceu com eles. Lá, Ezekiel, Negan e Kelly são “sentenciados” a trabalho escravo. Lá, eles precisam limpar e reparar trilhos de trem que servirão para que a Commonwealth use seu trem em busca da conquista de todo o mundo, ou algo assim.

Negan e Ezekiel acabam precisando traçar uma aliança depois que Annie, esposa do ex-Salvador, acaba sendo levada a outro local. É determinado que a área que o grupo está é inescapável e que eles estão fadados a ficar ali até conseguirem traçar um bom plano.

No final do episódio, porém, a reviravolta (?). Descobrimos que o tal “Outpost 22” que dá o nome do episódio é a antiga comunidade de Alexandria, que pelo que o grupo achava, estava sendo reparada por Pamela Milton e Hornsby. Acontece que ela, na verdade, foi transformada em um posto de atendimento de Commonwealth e já está em total funcionamento.

Ou seja, desde o início, desde que eles foram resgatados, Pamela nunca teve a intenção de devolver à comunidade – o que faz muito sentido, né? Não sabemos qual era a intenção deles, mas com certeza o grupo já estava fadado a ser caçado desde o começo de tudo.

Faltam três episódios para o series finale de The Walking Dead – e praticamente todos os personagens seguem ilesos até então. Resta esperar o que o futuro reserva para os nossos heróis.

E por aí, o que você achou de “Outpost 22”, o 21º episódio da 11ª temporada de The Walking Dead? Deixe sua opinião nos comentários!

Publicidade
Comentários