Siga-nos nas redes sociais

Destaque

CRÍTICA | The Walking Dead S11E01 – “Acheron: Part I”: FLA X FLU

Acheron: Part I foi o primeiro episódio da 11ª temporada de The Walking Dead. Veja a nossa crítica ao episódio e discuta conosco.

Publicado há

em

Maggie e Negan se encaram no episódio 1 - Acheron: Part I da 11ª temporada de The Walking Dead

Atenção! Este conteúdo contém SPOILERS do primeiro episódio, S11E01 – “Acheron: Part I”, da 11ª temporada de The Walking Dead. Caso ainda não tenha assistido, não continue. Você foi avisado!

Toma-se caminho para o maior Fla x Flu já visto em The Walking Dead. Em “Acheron: Part I”, o primeiro episódio da 11ª e última temporada da série principal do universo zumbi, os produtores já deixaram claro que, pelo menos nestes capítulos iniciais, teremos uma disputa muito clara entre Maggie e Negan. De um lado, a viúva que, mesmo seis anos após deixar Alexandria, ainda tem uma forte sede de vingança, e, do outro, um homem que tenta incansavelmente ganhar seu espaço dentro da comunidade. A forte cena de confronto de ideias entre os dois e a atitude de Negan ao fim do capítulo mostram que, dificilmente, eles conseguirão segurar suas civilidades neste embate.

Por outro lado, tivemos uma ótima apresentação da Commonwealth, a nova e última comunidade apresentada nos quadrinhos de The Walking Dead. A primeira impressão que essa “cidade” nos apresenta é de um lugar extremamente autoritário, com alguns ideais que remetem ao fascismo, como lembrou o próprio Ezekiel, e a tendência é que tudo isso se confirme ainda mais daqui para frente, com a apresentação futura de Pamela Milton, a controversa líder da comunidade. De quebra, ganhamos uma possibilidade de reencontro que é uma verdadeira homenagem às HQs. O Império promete!

LEIA TAMBÉM:
Jeffrey Dean Morgan fala sobre Negan e Maggie em The Walking Dead: Ele “terá que matá-la”
11ª Temporada de The Walking Dead vai passar na TV? Qual canal?

Fome e sede de justiça em “Acheron: Part I”

Os primeiros minutos de “Acheron: Part I” mostram o grupo que ficou em Alexandria em busca de suprimentos. Vale a lembrança de que a passagem da horda dos Sussurradores pela comunidade, além de causar destruição na estrutura, também comprometeu a terra usada para plantio. Ao abrigar Hilltop e também as pessoas trazidas junto com Maggie, a luta por comida é cada vez maior.

É por isso que um grupo liderado por Maggie, Daryl e Carol sai em busca de suprimentos. O trio, junto a outros sobreviventes, encontra-se em um galpão e até acha a carga que procura, mas tudo dá errado quando eles “acordam” a horda que estava no local.

Com fome aumentando na mesma proporção da população, a nova estratégia proposta por Maggie é atacar um grupo silencioso que tomou uma comunidade com comida suficiente para a reconstrução de Alexandria. O problema é que os vilões são extremamente violentos e, aparentemente, só uma pessoa conhece o local onde eles precisam ir: Negan. O ex-Salvador não tem autoridade suficiente para negar levar o grupo, mas ele já se junta a eles sabendo que Maggie sutilmente trama para encontrar uma oportunidade de mata-lo.

É aí que ocorre o embate mais duro entre os dois. Negan percebe a maneira como Maggie o olha, trata e aborda, e decide questionar a autoridade da recém-chegada. Pelo passado do homem, é claro que todos ficam do lado da aliada, mas é curioso notar como ninguém percebeu o plano de Maggie, talvez nem ela mesma. Negan é um homem sozinho desde a queda dos Salvadores e nunca foi dada a ele a escolha de morrer ou continuar vivendo. O vilão foi mantido vivo, sustentado e tolerado por Alexandria para servir como prova de que todos poderiam construir um mundo melhor, onde os conflitos poderiam ser decididos sem o sangue e a violência da guerra. Anos depois, Negan segue colhendo os frutos de suas ações no passado.

Mas é importante lembrar que a faceta maldosa de Negan foi altamente explorada no arco dos Salvadores e, depois disso, tivemos apenas pequenos aperitivos da maldade dele. Em muitos momentos chegamos até a pensar que ele poderia se redimir de alguma forma, salvando o Cão e Judith, ajudando e acolhendo Lydia, lutando ao lado de Alexandria contra os Sussurradores. Mas em “Acheron: Part I” tivemos aquela que foi talvez a primeira prova de que aquele Negan lá de trás ainda existe. Talvez porque ele já percebeu que nunca terá o apoio da comunidade e precisa tomar decisões que o mantenham vivo. Foi isso que ele fez ao fim do capítulo. Quando teve a oportunidade de salvar a vida de Maggie, ele escolheu virar-lhe as costas e deixa-la à própria sorte. Será que esta ação indica que não existe futuro para Negan em Alexandria?

Commonwealth, ameaça e reencontro

O outro arco do episódio mostra Eugene, Yumiko, Ezekiel e Princesa dentro de Commonwealth. Eles são interrogados por uma mulher que faz dezenas de perguntas que pouco têm a ver com a realidade atual, como o endereço dos sobreviventes antes do apocalipse. Esta comunidade é considerada a maior e mais próspera apresentada no arco das HQs, mas é cercada de mistérios e autoritarismo. Tudo isso ainda será amplamente explorado com a futura apresentação de Pamela Milton, a governadora da cidade.

O objetivo inicial da missão era promover o encontro entre Eugene e Stephanie, a misteriosa mulher do rádio que conversou com o cientista durante a guerra contra os Sussurradores. O que eles encontraram foi um cenário preocupante, de pessoas presas e uma cidade governada à mão de ferro. Eugene até cogitou uma aliança entre eles e Alexandria, tudo em nome de encontrar a amiga, mas a ideia foi prontamente tirada de sua cabeça, visto tudo o que o grupo se deparou no local. Tudo ocorreria bem para a fuga do quarteto após o plano desenvolvido com a ajuda de Princesa, mas a revelação final do episódio mostra que Commonwealth tem muita história para nos contar.

Na saída da comunidade, eles se deparam com um mural de desaparecidos e, imediatamente, vemos que Princesa ficou afetada pelas fotos. Quem acompanhou o momento nos quadrinhos logo se lembrou deste momento na versão impressa, que envolve Michonne, e, assim como este que vos escreve fez, logo pode ter pensado que Juanita Sanchez seria aquela que encontraria um familiar em Commonwealth. Acontece que ela havia encontrado uma foto de Yumiko com os dizeres “Você viu a minha irmã?”, indicando o reencontro e reafirmando que a advogada pegou mesmo o arco da samurai na série. Os próximos capítulos prometem também uma boa dose de emoção.

O que vem por aí?

Além deste provável reencontro, que vai nos permitir conhecer um pouco mais do Império, o que mais teremos nesta temporada final? O que será de Negan quando descobrirem que ele não salvou Maggie? Será que a viúva de Glenn vai sobreviver à horda que irá ataca-la após a queda? E o Cão, para onde foi, e o que Daryl vai encontrar na busca pelo amigo?

Além destas questões pontuais, existem ainda os questionamentos que temos há mais tempo: teremos algum sinal de Rick ainda durante a série? E Michonne, dará as caras novamente ou também ficará para os filmes? Ezekiel vai se recuperar do câncer?

E por aí, o que você achou de “Acheron: Part I”, o primeiro episódio da 11ª temporada de The Walking Dead? Deixe sua opinião nos comentários!

Publicidade
Comentários

EM ALTA