Siga-nos nas redes sociais

8ª Temporada

The Walking Dead 8ª Temporada – Comentários do episódio 15: “Worth” (COM SPOILERS)

Publicado há

em

Post destinado a comentários do episódio “Worth” da oitava temporada de The Walking Dead. Muitos spoilers poderão (e serão) encontrados por aqui. Se você ainda não assistiu e não gostaria de ter as surpresas do episódio “estragadas”, não prossiga. Você foi alertado!

Este post está destinado à exposição de ideias sobre tudo o que pode estar acontecendo na série. Utilize os comentários abaixo para compartilhar conosco suas teorias.

SINOPSE: Com a ameaça dos Salvadores ainda presente, Aaron segue a busca por aliados; Daryl e Rosita entram em ação e confrontam um velho amigo.

Roteiro:
Direção:

DISCUSSÃO DE “WORTH”:

“Worth”, décimo quinto episódio da oitava temporada de The Walking Dead, foi provavelmente um dos mais ousados desta primeira leva de 2018. Um tanto quanto intimista e preparado principalmente para montar terreno a grande e épica season finale da próxima semana, o capítulo trouxe de tudo: morte importante, zumbis e boas revelações.

É importante começar retratando como é bonito o contraste de posições feito não apenas pelo roteiro de David-Leslie Johnson e Corey Reed, como também da direção do louvável Michael Slovis ao focar nas diferentes reações intimistas de Rick e Negan ao receberem o conteúdo das cartas de Carl. A propósito, há ainda de se ressaltar a forma como o trabalho de fotografia dentro de TWD (gravado com filme, diferente de 99% das produções televisivas que apelam ao digital) é subestimado, levando em conta o manuseio impecável do time na hora de brincar/ousar com a iluminação em locações internas ou externas.

Eis o que interessa: Negan e Simon. Antes de mais nada, é incrível analisar como o personagem de Steven Ogg, mesmo tendo sido criado graças a ótima interpretação do ator (que fez teste para o papel de JDM), teve um crescimento tão brilhante. Mesmo neste seu último episódio, ainda puxou espaço para aumentar seu cargo dentro da história e, consequentemente, liderar a própria morte. Apesar de seu plano nada convencional, é de admirar a força de vontade de Simon ao não se abaixar em nenhum momento diante a palavra de Negan, inclusive arrancando o primeiro soco de toda a luta fatal.

Quanto a Dwight, infelizmente seu plano de agente duplo acabou finalmente saindo pela culatra – como especulamos aqui – graças a duvidosa carona que Negan encontrou no fim do último episódio. Laura, a salvadora do ataque na estrada, jogou as cartas na mesa e entregou o ex-marido de Sherry ao dono de Lucille, provocando não apenas um colapso no papel de D como Salvador e Mocinho, como também estragando as coisas para o lado do team Family, que recebeu uma instrução errada sobre o plano de final de Negan.

Enquanto isso, após 5 semanas praticamente esquecido no churrasco, Aaron voltou para não apenas protagonizar uma ótima sequência de luta contra walkers na chuva, como também finalmente – assim a audiência espera – convencer o povo de Oceanside – que, acreditem ou não, outrora comandara o local que hoje atende pelo nome de Santuário – a entrar na guerra.

E por fim, o que falar de Michonne? É espetacular o papel dessa mulher ao representar uma figura não apenas materna como extremamente sábia dentro do grupo. Após semanas sendo o ponto de apoio a Rick, desta vez decidiu honrar o desejo de Carl e entregar a carta de Negan, ultrapassando não apenas a palavra do companheiro, mas provando seu papel e foco de líder, coisa geralmente esquecida pelo roteiro da série.

E dessa forma que o penúltimo episódio termina, abrindo portas para aquela que pode ser a mais poderosa e polêmica que a série viu em todos os seus 8 anos de exibição. Se formos seguir pelo material promocional, será épico.

SUA OPINIÃO SOBRE O EPISÓDIO:

 

Fiquem ligados aqui no Walking Dead Brasil e em nossas redes sociais @TWDBrasil no twitter e Walking Dead Br no facebook para ficar por dentro de tudo que rola no universo de The Walking Dead.

Continue lendo
Publicidade
Comentários

EM ALTA