Siga-nos nas redes sociais

7ª Temporada

REVIEW THE WALKING DEAD S07E16 – “The First Day of the Rest of Your Life”: Estamos em Guerra

Publicado há

em

Atenção! Este conteúdo contém SPOILERS dos quadrinhos originais e do décimo sexto episódio, S07E16 – “The First Day of the Rest of Your Life” (O primeiro dia do resto de sua vida), da sétima temporada de The Walking Dead. Caso ainda não tenha assistido ou lido, não continue. Você foi avisado!

Entre trancos e barrancos, chegamos ao fim da 7ª temporada, e que final! Ainda que extremamente previsível, o season finale entregou tudo o que prometeu durante a construção de toda a temporada, fechando ciclos importantíssimos e, finalmente, iniciando o fim da tirania dos Salvadores. Rolou traição dos dois lados, rolou momento sem noção, teve Shiva sendo maravilhosa, flashback fofo de casal apaixonado e também uma despedida esperada, mas não menos triste.

Dos muitos consensos sobre o season finale, o mais certo e esperado desde os acontecimentos de “The Other Side”, foi à morte da Sasha. O início do episódio com a Sasha em um local fechado, tendo flashbacks sobre o fatídico último dia de vida de Abraham foi de partir o coração, principalmente quando descobrimos que ela não queria que eles fossem levar Maggie para Hilltop, ou seja, provavelmente Abraham ainda estaria vivo. Quando ela está falando com Eugene sobre as escolhas dos dois, fica claro que para ela, aquela é uma viagem só de ida. Pausa para falarmos sobre a carinha feliz nas panquecas que o Negan levou para a Sasha de café da manhã. Não sei lidar.

Em Alexandria, Dwight oferece ajuda interna aos alexandrinos e quase acaba sendo morto por Daryl ao som dos incentivos de Tara, mas por fim, eles escolhem confiar no encosto e deixa-lo ir embora. O que não entendi até agora foi o porquê da Rosita não ter dado um tiro nele na hora que o viu, e ainda por cima levá-lo até Alexandria. Será que pelo fato de que ele não ter chamado os Salvadores quando a viu do lado de fora do Santuário? Queria ver a interação entre os dois, mas infelizmente, a série não mostrou isso. Durante toda essa interação com o Dwight não pude deixar de reconhecer a importância dos episódios focados em determinados personagens (ele teve dois) justamente para justificar sua decisão em trair Negan, afinal, ninguém acreditaria na redenção do cara queimada sem ter visto toda sua cruzada durante a temporada. Mas que veio a calhar à ajuda dele justamente quando Negan estava prestes a bater na porta, veio, afinal, Jesus conseguiu ir a Hilltop avisar Maggie e de quebra, levou Judith para um lugar seguro, sem contar que Rick conseguiu avisar o pessoal do lixão – que seria melhor não ter avisado né.

Sem saber do que está para acontecer em Alexandria, Ezekiel, Carol, SHIVA MARAVILHOSA e alguns soldados do Reino seguem para a comunidade de Rick Grimes, e pelo caminho, encontram Morgan, que estava preparando sua emboscada para matar alguns Salvadores. Eu acho uma graça a influência que o Ezekiel exerce sobre o Morgan, que acaba se juntando ao seu ‘regimento’, como ele mesmo diz. Eu adoro essa forma do Ezekiel de falar! Enquanto isso em Alexandria, os lixentos chegam parecendo o bonde da bicicletinha (que inclusive é um meio de transporte genial para o apocalipse) e quando eu vi a quantidade de gente chegando, pensei, vai ser a grande a merda se eles traírem o Rick, mas quando a Michonne estava lá em cima da sacada com aquela loirinha e ela fica toda nervosa quando a Michonne diz que vai para outro lugar, deixou de ser um ‘se’ e se tornou um ‘com certeza’. Pausa para a Jadis falando para Michonne que ia pegar o Rick depois. Querida, você não tem medo da morte, não?

E quando estão todos preparados para a chegada de Negan e dos Salvadores, Eugene chega em cima do caminhão declarando que é melhor eles se entregarem e pelo visto, o mullet virou Negan mesmo, e tanto virou que Rick e Rosita iam deixar ele virar pedacinhos junto com os Salvadores, mas é claro, que ia dar uma merdinha, já que alguém desativou os explosivos que Rosita deixou dentro da caminhonete fora dos muros de Alexandria; alguém sendo aquele velho esquisito (lembra quando ele assobia e um som similar vem do lado de fora?) E na lista das coisas óbvias que aconteceriam nesse episódio, Jadis e o grupo do lixão realmente traem Rick, confirmando que eles são o tal ‘passarinho’ que Negan havia falado.

Cercado por todos os lados, a salvação vem por meio de Sasha, que já está morta e zumbificada dentro do caixão (quem também achou poeticamente mórbido que ela entrou viva no caixão e saiu morta?), tendo tomado a pílula que Eugene fez para ela a caminho de Alexandria, e a surpresa de Negan ao ser atacado por ela é o que dá uma chance do grupo de contra-atacar, mais especificamente, o filho mais bolado que você respeita, também conhecido como Carl Grimes. E aí a porrada come, é tiro pra todo lado! Ok que às vezes o pessoal ficava esperando tomar tiro para atirar de volta e os alexandrinos pareciam ser a prova de bala, mas o que valeu foi a intenção! No final das contas, é claro que os Salvadores juntamente com o povo do lixão estão em maior número, e pela segunda vez, Rick está de joelhos diante de Negan, só que dessa vez, só ele e Carl. Pausa para o Negan chamando a Jadis e o povo do lixão de nojentos. Como odiar esse homem?! Enquanto isso Michonne estava apanhando a vida inteira e recriou uma das cenas icônicas da HQ, que acontece com a Andrea, personagem que ela assumiu o arco. Mas por mais abalado que estivesse, Rick não se intimida quando Negan diz que vai matar Carl e quebrar suas mãos, e promete novamente a Negan que pode não ser hoje ou amanhã, mas ele vai matar todos eles, e ainda falou uma que me deu arrepios: “Vocês já estão mortos”. Damn Rick, até o Negan ficou sem reação nessa hora!

Mas ainda havia esperança, senhoras e senhores! E essa esperança chegou ao exato momento em que Negan ia lucilizar o Carl na forma de uma tigresa maravilhosa, também conhecida como dona do reino animal da série, também conhecida como Shiva! A cavalaria do Reino chega e logo depois Maggie com alguns lutadores de Hilltop para salvar o dia! “Sentiu o gostinho, Simon? É gosto de merda!” Você está certíssimo, Negan; a merda voou e voou pro teu lado! E quando você acha que não dá pra se empolgar mais com a batalha, a Shiva aparece e come a cara de outro! NOSSA SENHORA, EU SÓ SABIA GRITAR! Novamente, os alexandrinos são a prova de balas, mas e daí? O que importa é que no final tudo dá certo e Negan com os Salvadores e Jadis com o povo do lixão saem de Alexandria correndo e com o rabo entre as pernas. Que puta batalha! Espero que esse tenha sido apenas um aperitivo do que nos aguarda na 8ª temporada quando estourar a guerra total.

De volta ao Santuário, Negan começa a se preparar para a guerra, mas não sem deixar claro que está desconfiando de Eugene, achando que ele tem alguma coisa a ver com Sasha tendo morrido dentro do caixão, e não pareceu nem um pouco convencido com a explicação do Dr. Porter. Por outro lado, a quantidade de Salvadores me deixou agoniada! Obviamente as coisas não serão tão fáceis daqui para frente, quem sabe com a chegada de Oceanside o nosso grupo de sobreviventes ganha mais uma vantagem? Tomara né. O boneco de madeira que Daryl encontrou com a mensagem de Dwight dizendo que não sabia sobre o povo do lixão deixou em aberto a questão: será que Negan não confia mais nele? Será que ele desconfia que ele possa estar ajudando ou vir ajudar de alguma forma o grupo de Rick?

O discurso da Maggie no final foi lindo demais, quando ela fala que a decisão foi tomada quando Glenn se arriscou para salvar a vida de Rick, e eu achei todo esse episódio um tributo muito bonito ao Glenn e ao Abraham. Chorei horrores quando ela e Jesus encontram a Sasha vagando pela floresta, afinal, elas ficaram bem próximas desde que escaparam juntas da prisão, tanto que Maggie estava a todo o tempo nos flashbacks da Sasha. Descanse em paz Sasha, sentiremos sua falta. Uma cena incrível foi o pessoal de todas as comunidades, Alexandria, Hilltop e Reino, comemorando juntos a vitória sobre os Salvadores e o início de uma aliança duradoura. E é isso aí! Que season finale, senhoras e senhores! Se esse episódio foi um indicativo do que nos espera na 8ª temporada, que venha Outubro e que venha rápido!

E vocês o que acharam? Amaram ou odiaram? Vem cá e não deixa de me contar o que você achou nos comentários. E até Outubro, meus amores!

PS¹: RIP Sasha
PS²: SHIIIIIIVAAAAAAAAAAA, quero! <3
PS³: #PartiuGuerraTotal

The Walking Dead, a história de drama mais assistida da TV a cabo, irá retornar com a oitava temporada em Outubro de 2017 na AMC e na FOX Brasil. O trailer da temporada, bem como a data oficial de lançamento, será divulgada durante a Comic Con de San Diego em Julho.

Fiquem ligados aqui no Walking Dead Brasil e em nossas redes sociais @TWDBrasil no twitter e Walking Dead Br no facebook para ficar por dentro de tudo que rola no universo de The Walking Dead.

Continue lendo
Publicidade
Comentários

EM ALTA