Siga-nos nas redes sociais

7ª Temporada

The Walking Dead S07E16: 5 coisas que você pode ter perdido em “The First Day of the Rest of Your Life”

Ivy Leça

Publicado há

em

Atenção! Este conteúdo contém SPOILERS dos quadrinhos originais e do décimo sexto episódio, S07E16 – “The First Day of the Rest of Your Life” (O primeiro dia do resto de sua vida), da sétima temporada de The Walking Dead. Caso ainda não tenha assistido ou lido, não continue. Você foi avisado!

Foi uma longa jornada, mas conforme prometido pelo elenco e equipe de The Walking Dead, atingimos o clímax no final da sétima temporada com o confronto entre Rick e Negan pelo qual todos nós estávamos aguardando.

Depois do mistério da semana passada sobre a identidade do informante de Negan, foi revelado no final de temporada que era Jadis; mas em uma reviravolta, Negan não contava com Sasha, a quem ele manifestou toda a sua admiração pela coragem, que se matou e quase matou o vilão quando surgiu reanimada. As coisas não pareciam nada boas para o grupo de Rick por algum tempo, mas felizmente ele tem alguns aliados incríveis, e Hilltop e o Reino chegaram literalmente rugindo no momento perfeito. A briga estava pegando fogo quando uma bomba de fumaça caseira foi detonada, e Salvadores e Catadores desapareceram no ar. A batalha pode ter acabado por hora, mas como declarado por Negan, a guerra está só começando.

Infelizmente, nós temos seis longos meses para esperar até que a guerra continue na oitava temporada, então antes disso, por que não dar mais uma olhadinha no final da sétima? Aqui estão as cinco coisas que você pode ter perdido no episódio 16 da sétima temporada de The Walking Dead, “The First Day of the Rest of Your Life”.

1. O nome oficial da base dos Salvadores foi finalmente mencionado

Parece que metade da batalha de fazer uma boa comunidade pós-apocalíptica está em criar um bom nome. Até o momento nós conhecemos Alexandria, Reino, Hilltop e Oceanside, e no final de temporada descobrimos o nome da base de Negan: Santuário.

Dwight mencionou o nome enquanto estava explicando como o grupo de Rick poderia derrubar Negan e os Salvadores em Alexandria, e depois voltar com os caminhões para entrar na base e acabar com o restante dos Salvadores.

Dwight: Vocês os matam, eu falo pelo rádio com o Santuário.
Rick: O Santuário?
Dwight: Onde Negan mora.

O nome não foi nenhuma surpresa para os leitores dos quadrinhos, mas ainda assim não era garantido que entraria na série. Isso pelo fato de que Terminus já usou a palavra “santuário” para descrever sua comunidade quando falavam “santuário para todos”, lá no final da quarta temporada. Mas anos depois, é até interessante que os Salvadores compartilhem esse detalhe com um outro grupo que Rick eliminou no passado. Vamos torcer para que Rick tenha tomado isso como um bom sinal, de que os salvadores perecerão assim como aconteceu com os habitantes de Terminus.

2. Os Catadores falam esquisito, mas ainda têm cérebro suficiente para andar de bicicleta

Eles parecem ter perdido a capacidade de falar da maneira correta, mas parece que Jadis e os Catadores ainda têm bastante cérebro para usar um meio de transporte que faça sentido. Agora que estamos há mais de dois anos no apocalipse, faria sentido vermos a ascensão de um transporte alternativo, e os Catadores e o Reino estão liderando com seu uso de bicicletas e cavalos.

Ainda que isso não seja uma preocupação para a maioria das pessoas, gasolina e diesel podem de fato perder a validade e se tornar inúteis. Com o uso de um estabilizador, o petróleo tem uma vida útil de um a dois anos, enquanto o diesel pode durar possivelmente até cinco anos. Então basicamente o que isso significa é que a maioria dos veículos na série tem no máximo mais três anos (considerando, é claro, que eles consigam encontrar diesel o suficiente) antes de começarmos a ver o grupo usando apenas bicicletas ou cavalos para andar por aí. Como os leitores dos quadrinhos devem saber, isso já está começando a acontecer na HQ, e agora parece que a série está começando a acompanhar.

3. A música de Sasha era extremamente adequada

No último momento em que Eugene viu Sasha viva, nós também testemunhamos um rápido flash do Eugene antigo quando ele entregou a ela um iPod “carregado” de músicas para a viagem até Alexandria. A escolha de Sasha para ouvir no iPod definiu a trilha do episódio, com “Someday we’ll all be free” de Donny Hathaway tocando. E no final das contas foi a música perfeita para a última jornada de Sasha, dê uma olhada na letra:

Agarre-se no mundo enquanto ele gira / Apenas não deixe a rotação te derrubar / As coisas estão se movendo rapidamente / Segure firme e você vai durar / Mantenha o seu amor próprio, o seu orgulho / Esteja equipado / Mantenha o passo / Nunca se preocupe com seus medos / Dias melhores logo chegarão / Confie em mim, um dia todos nós seremos livres, yeah
Continue andando ereto / Mantenha sua cabeça erguida / Jogue seus sonhos até o céu / Cante sua maior canção / E você continuará, continuará seguindo / Confie em mim, um dia todos nós seremos livres / Não vai demorar, confie em mim, um dia todos nós seremos livres / Confie em mim, confie em mim, confie em mim…

Com palavras de amor próprio, orgulho, não se preocupar com o medo, andar de cabeça erguida e cantar sua maior canção, a letra fala perfeitamente sobre o que Abraham ensinou a Sasha em seu breve relacionamento. Assim como Abraham, Sasha saiu com a cabeça erguida e com um propósito. Enquanto Abraham se fez a escolha óbvia na fila de Negan para evitar que outra pessoa fosse morta, Sasha tomou uma atitude em uma tentativa de matar Negan. Acho que Negan estava certo o tempo todo quando falou do tamanho das bolas de Sasha, é uma pena que ela não teve a chance de manda-lo chupa-las, no estilo de Abraham.

4. Dwight não sabia que Jadis estava do lado de Negan

Foi um grande choque ver Dwight decidir entrar no time de Rick no final do episódio 15, e ainda que muitos estivessem desconfiados e até ofendidos com a ideia (para falar a verdade, quem pode culpar Daryl e Tara?), pareceu que ele estava sendo realmente sincero com a oferta.

Depois de ajudar a turma de Rick ao contar o plano de Negan de ir até Alexandria, e então ajudar a atrasar os Salvadores cortando algumas árvores para bloquear o caminho, quando os Salvadores eventualmente chegaram em Alexandria ele manteve sua palavra de não atirar ou atirar bem acima da cabeça de qualquer pessoa, garantindo nenhuma morte de sua parte.

Mas apesar das boas intenções de Dwight, parece que ele não tinha a menor ideia de que Jadis estava do lado de Negan e de que as coisas ficariam tão extremas em Alexandria. Isso só ficou claro no final do episódio, quando Daryl encontrou enfiado no canto do portão uma das esculturas de Dwight com “didn’t know” (não sabia) escrito atrás. Um belo gesto de Dwight, e esperamos que Daryl, Rick e os outros acreditem nele.

5. A temporada inteira fechou um ciclo

Depois de toda a empolgação da batalha, foi uma surpresa terminar o episódio de maneira tão emocional. E não apenas isso, foi também um momento que amarrou o final ao começo da sétima temporada, e também amarrou o final da sétima temporada ao episódio de estreia da primeira temporada, anos atrás.

Depois que Rick pergunta a Maggie se ela acredita que Sasha se matou, Maggie diz que acha que sim, e Rick responde que Sasha não apenas deu aos alexandrinos uma chance ao fazer isso, como Maggie também o fez ao tomar a decisão de levar um grupo para ajudar na luta. Então Maggie deu o que provavelmente foi o mais belo discurso da série inteira:

“A decisão foi tomada há muito tempo, antes de nos conhecermos, quando éramos desconhecidos que teriam se cruzado na rua antes de o mundo acabar. E agora somos tudo uns para os outros. Você estava encrencado. Estava acuado. Glenn não te conhecia, mas te ajudou. Ele se colocou em perigo por você. E isso começou tudo. De Atlanta à fazenda do meu pai, à prisão, até aqui. Até este exato momento. Não como desconhecidos. Como família. Porque Glenn escolheu ajudá-lo naquele dia há muito tempo. Essa foi a decisão que mudou tudo. Começou com vocês dois e cresceu englobando a todos nós, para nos sacrificarmos uns pelos outros, para sofrer e aguentar, para se angustiar, para dar, para amar, para viver, para lutar uns pelos outros. Glenn tomou a decisão, Rick. Eu só segui os passos dele.”

Quando o episódio acabou nós vimos os três líderes das comunidades aliadas fazendo um discurso para seu exército e, quase como se estivesse segurando a mão de Glenn, Maggie segurava seu relógio de bolso. Um pequeno símbolo do fato de que ela sempre tentará agir como Glenn fez lá no primeiro episódio da primeira temporada, com a intenção de manter essa família improvável unida.

Qual foi a sua parte favorita do episódio? Notou mais alguma coisa bacana? Deixe tudo nos comentários abaixo.

The Walking Dead, a história de drama mais assistida da TV a cabo, irá retornar com a oitava temporada em Outubro de 2017 na AMC e na FOX Brasil. O trailer da temporada, bem como a data oficial de lançamento, será divulgada durante a Comic Con de San Diego em Julho.

Fiquem ligados aqui no Walking Dead Brasil e em nossas redes sociais @TWDBrasil no twitter e Walking Dead Br no facebook para ficar por dentro de tudo que rola no universo de The Walking Dead.


Fonte: Movie Pilot

Continue lendo
Publicidade
Comentários

EM ALTA