Siga-nos nas redes sociais

Destaque

Criador de The Walking Dead afirma que final da HQ não vai afetar a Série de TV

Durante a Comic-Con, Robert Kirkman afirmou que considera que a história de The Walking Dead das HQs e do programa de TV são duas coisas diferentes.

Publicado há

em

O surpreendente fim das HQs de The Walking Dead não deve influenciar no andamento da história que se passa na TV. Pelo menos essa é a promessa do criador da saga, Robert Kirkman. Os fãs da história podem ter ficado com medo de ver a trama nas telas ter um fim com o desfecho da história impressa, mas, pelo visto, a ideia não passa pela cabeça de Kirkman nem da própria AMC, que já deixou claro várias vezes que tem planos de manter a franquia zumbi na ativa por mais alguns anos.

Vale lembrar que o universo de The Walking Dead já foi além da história original, de Rick e companhia. Fear the Walking Dead vem ganhando cada vez mais espaço no universo zumbi, e acabou de ser renovada para sua sexta temporada. Além disso, a AMC já iniciou os trabalhos de produção do primeiro dos três filmes que vai contar o que aconteceu com Rick Grimes após ele ser resgatado pelo helicóptero que levou ele e Jadis para Deus sabe onde. Para terminar de aquecer o coração de quem teme pelo futuro da franquia, um novo spinoff foi anunciado recentemente pela rede (e o elenco foi apresentado durante o evento em San Diego), o que mostra que o que não falta para os produtores é material para manter a história viva.

Durante a San Diego Comic-Con, Robert Kirkman ainda afirmou que considera que a história de The Walking Dead das HQs e do programa de TV são duas coisas diferentes. “A revista em quadrinhos é algo muito especial para mim… foi a história de Rick Grimes e Carl Grimes. E teve uma conclusão natural… Esse show é sobre o mundo”, disse. E isso fica bem claro quando acompanhamos o desenrolar das duas histórias. Alguns personagens de sucesso na série de TV não têm o mesmo destino nos quadrinhos, e vice-versa. Carol, por exemplo, um dos principais nomes da produção da AMC, morre em um de seus acessos de loucura ainda na prisão. Daryl, que, para muitos, assumiu de vez o protagonismo da saga após a saída de Rick, nem existe na versão impressa. É claro que determinado personagem na TV assume alguns arcos de outros que existem nas HQs, mas o desenrolar da história mostra que a produção televisiva e seus shows derivados vão muito além do que é contado nos quadrinhos.

O que também sustenta a afirmação de Kirkman é o próprio destino de Rick Grimes, revelado na penúltima edição da HQ. Quando o personagem principal é assassinado por Sebastian, filho da Governadora Pamela Milton, do Império, a história se encerra ali, com uma edição extra mostrando o que acontece com os principais personagens anos depois da tragédia. A narrativa terminou quando a história de Rick acabou de ser contada, e só soubemos alguns detalhes do destino dos outros. Muitos pensavam que a história, em algum momento, poderia se basear em Carl a partir da morte do pai, uma vez que vimos o garoto crescer durante a história em quadrinhos, mas só soubemos o que aconteceu com ele já adulto.

Na TV, The Walking Dead continua ganhando importantes desfalques. Após perder Lauren Cohan – que deve voltar na décima temporada – Danai Gurira, que interpreta Michonne, também confirmou que a décima temporada será sua última na história. Uma perda que ainda não conseguimos medir, uma vez que a samurai é um dos principais nomes da saga, e um dos personagens mais queridos tanto dos fãs das HQs quanto de quem assiste pela TV. É certo que, como já dissemos, o protagonismo vem sendo dividido desde a saída de Rick. Mas a saída da personagem é um baque e tanto para o desenvolvimento da história. No entanto, como ainda não sabemos como se dará a despedida de Michonne, não podemos dizer ao certo qual será o impacto e nem se podemos ter esperança de que a personagem, eventualmente, volte para a trama – assim como deve acontecer com Maggie.

Isso e outras perguntas serão respondidas quando The Walking Dead voltar em sua décima temporada, no dia 6 de outubro.

Continue lendo
Publicidade
Comentários

EM ALTA