Siga-nos nas redes sociais

Filme

Produtor de The Walking Dead nega teoria de fãs sobre o Grupo do Helicóptero

Scott M. Gimple quebrou a teoria após ser questionado durante o painel de The Walking Dead na San Diego Comic-Con.

Publicado há

em

Scott M. Gimple, o antigo showrunner da série de TV e atual chefe de conteúdo do universo de The Walking Dead, derrubou as teorias de que o desaparecido Rick Grimes (Andrew Lincoln) teria sido relocado para a Commonwealth (Império).

“Não, ele não foi,” Gimple disse na San Diego Comic-Con ao ser perguntado se o helicóptero visto tanto em The Walking Dead quanto na série derivada Fear the Walking Dead, tem alguma coisa a ver com a Commonwealth, uma comunidade vista até então somente nos quadrinhos de Robert Kirkman. “Não está relacionado.”

Especula-se que o teaser trailer do filme, divulgado no painel da série na Comic-Con, sugere que Rick foi levado para a Filadélfia, enquanto sob posse da organização CRM vista tanto em The Walking Dead quanto em Fear.

Isso deixaria a Commonwealth, baseada em Ohio, – uma rede de mais ou menos 50,000 sobreviventes espalhados através de diferentes assentamentos – para ser explorada na parte da franquia para a TV.

Sua introdução pode ainda estar longe, à medida que a Commonwealth provou ser o fim para os quadrinhos de The Walking Dead, que terminaram em Julho após Rick Grimes ser conduzido a uma nova era da sociedade e da civilização antes de ser assassinado por um dissidente desdenhado.

“Obviamente a Commonwealth significa algo para as pessoas; nós estamos começando a plantar futuras histórias,” a showrunner Angela Kang previamente contou após um easter egg sobre a Commonwealth aparecer na nona temporada. “O timing para essas histórias pode não ser no futuro imediato, mas terão coisas na nona temporada que são bases sendo preparadas para se descobrir mais sobre o mundo.”

LEIA TAMBÉM:
Robert Kirkman, o criador de The Walking Dead, fala sobre os filmes de Rick Grimes

Aparecendo no Talking Dead após seu episódio final na série em Novembro, Lincoln disse que sua participação nos filmes da franquia não era “o começo do fim”, mas sim “o fim do começo”.

“Eu gosto da ideia de que podemos contar uma história maior, talvez com um tipo de visão mais ampla. E eu sempre estive interessado no que está acontecendo lá fora, sabe, tendo ou não contato com o mundo maior,” Lincoln disse. “Eu quero saber a meta disso tudo. E eu suponho que ser capaz de tocar nisso em uma história contida para mim é uma proposta muito interessante.”

Quais as suas expectativas para os filmes de The Walking Dead? Você já possui teorias sobre a história? Deixe todos os seus pensamentos nos comentários abaixo!

Continue lendo
Publicidade
Comentários

EM ALTA