Siga-nos nas redes sociais

HQ

The Walking Dead Deluxe 4 – Letter Hacks: Respondendo aos fãs

Confira o especial “Letter Hacks” da The Walking Dead Deluxe 4 com respostas de Robert Kirkman e sua equipe sobre questionamentos dos fãs.

Publicado há

 

em

A The Walking Dead Deluxe 4 foi publicada em 2 de Dezembro de 2020 nos EUA, dando continuidade às publicações das edições coloridas dos quadrinhos.

Para justificar o nome que referencia a ser uma edição de luxo, os fãs das HQs podem enviar cartas com perguntas à equipe e ao próprio Robert Kirkman no e-mail [email protected]. Essas cartas serão respondidas em uma das seções de conteúdo extra chamada de “Letter Hacks”.

Além da Letter Hacks, um dos outros conteúdos extras e super especiais que tem na The Walking Dead Deluxe é o “Cutting Room Floor“, onde o Kirkman comenta sobre os principais tópicos e o porquê das decisões do roteiro.

Abaixo, está a Letter Hacks de The Walking Dead Deluxe 4 que continua a responder as cartas.

Letter Hacks – The Walking Dead Deluxe 4

Bem vindos de volta à outra edição da Letter Hacks reanimada, uma seleção de cartas “curandeiras de dores” que foram enviadas na edição original. Aqui é o Sean, me divertindo com as ironias das respostas como, “Eu simplesmente não acho que as sequências funcionariam tão bem coloridas. Acredite, preto e branco é a melhor opção.” Esse é o motivo dessa edição, não é? Nos envie um e-mail dizendo o que acharam disso e de todo o resto. Se cuidem!

– Sean Mackiewicz

Bem vindos de volta, pessoal. Fico feliz que voltaram à nossa festinha. A reação à essas edições continuam surpreendendo. As vendas estão equivalentes às da edição original, e parece que ganhamos novos leitores todo mês. São notícias fantásticas porque significa que eu e o Tony poderemos ficar nessa saga por quanto tempo quisermos… a edição 6 poderia ter sido nossa última, mas com as vendas aumentando desse jeito… as coisas estão boas para a longevidade dessa saga. E nós devemos tudo isso a vocês, obrigado. Continuem divulgando a saga.

Bem, depois de tudo isso… vamos logo responder algumas cartas. Isso é sempre divertido, certo? Ainda estamos recebendo e-mails sobre a edição 1 e a edição 2, então as cartas estarão misturadas entre essas duas.

– Robert Kirkman

Carta 1: Enviada por Chris Piers

Letter Hacks,
Um final feliz na edição 2?! O que vocês estão fazendo aqui?! Vocês estão se esquivando das expectativas do público e indo em direções interessantes. Mal posso esperar para conhecer os novos personagens. Mais comida para zumbi.

Parabéns pelas ótimas críticas que The Walking Dead tem recebido em sites como Newsarama e 4thrail. Já estava com ótimas vendas na minha loja antes mesmo de eu começar a divulgar. E é merecido. A arte do Tony é linda nessa saga. As cenas do Rick no carro, uma Atlanta deserta, são tão épicos e convincentes.

Em algumas entrevistas, eles citam as similaridades com o filme “28 Days Later” (“Extermínio”, no Brasil) que também começa com um personagem acordando do coma. Tenho certeza que todos podemos concordar que essa é a única similaridade. E só pra constar, é uma convenção de ficção científica. Fizeram isso em “Resident Evil” e no “Day of the Triffids”, também. Uma convenção que provavelmente todos nós já pensamos ou vimos. É uma ideia no nosso subconsciente. No entanto, vocês nos mostraram como aconteceu e isso é importante. Vocês nos mostraram o parceiro de Rick, vocês nos mostraram que Rick nem teve a oportunidade de atirar (e aparentemente, ele nunca teve que atirar em ninguém antes). Tem tanta originalidade aí que, tenho certeza, os leitores irão ler e reler para apreciar tudo pelo que é.

Perguntas:

1) Vocês têm um final em mente? É uma saga finita?
2) Quais são os melhores e os piores filmes de zumbi?
3) Alguma chance de imprimir a foto de Tony no seu traje de zumbi? Ouvi dizer que ele fez um em alguma entrevista.
4) Jason Vorhees é um zumbi?
5) Você é um zumbi?
6) Pode nos dizer suas regras de zumbi ou temos que aprendê-las ao longo da história?

Eu gostei das novas capas pretas também. São ótimas para preservar minhas digitais para o futuro.

Robert Kirkman: Sim… “28 Days Later”… toda vez falam disso. Eca!

1) No momento, não. Duvido seriamente que essa saga vai continuar para sempre mas, nesse momento, estou pensando bastante no futuro e ainda não vejo um final. Pense nisso como o tempo de uma vida… a morte de Rick não está planejada, não sei quando vai acontecer, e nem sei se a saga vai acabar quando isso acontecer. Vamos ver… isso é parte da diversão. Então, não, não tenho nenhum final planejado.
2) Nunca vi um que odiei totalmente. Os filmes do Romero, “Homem do Cemitério”, “Undead”, “Os Zumbis”… tem vários que ficam como favoritos. Devo mencionar “Mortos Vivos” também… esse é um clássico.
3) Sim, se Tony me enviar a foto, eu imprimo. Está aí Tony?
4) Tecnicamente… acho que sim.
5) Somente em anos bissextos.
6) Você vai percebendo ao longo do caminho… estão bem claras, mas se as pessoas me incomodarem, vou imprimi-las direto.

Só não cometa nenhum crime, e nem deixe minha HQ na cena do crime.

Carta 2: Enviada por Steve B

À quem interessar,
Primeiro, gostaria de dizer que amei a primeira edição. Mal posso esperar para continuar lendo a saga. Também, gostaria de dizer que gosto de quadrinhos em preto e branco, mas eu adoraria ver esse impresso colorido (assim como a capa). Se isso não acontecer, tudo bem por mim. Entendo que o preto e branco dá essa sensação mais vintage. Só queria dar uma sugestão. Obrigado por uma ótima HQ!

Robert Kirkman: Sim, as capas estão legais mas acho que, se a edição toda fosse assim, elas não seriam especiais. E mesmo que as capas coloridas sejam espetaculares, não acho que as cenas funcionariam tão bem e poderiam tirar sua atenção. Acredite em mim, crianças… preto e branco é a melhor opção.

Carta 3: Enviada por Christopher Andrews

Sr. Kirkman e Sr. Moore,
Só queria dizer o quão animado estou por ter descoberto The Walking Dead, e a seriedade que vocês estão, claramente, dedicando a essa saga. Sou um fã de longa data do gênero de zumbis, especialmente dos filmes do Romero (principalmente, Dawn of the Dead) e do “Eu sou a Lenda” de Richard Matheson. Porém, a maioria dos quadrinhos do gênero tem sido decepcionante, até porque eles parecem ser, na maior parte, uma mini-saga, e focam apenas nos aspectos do sangue e das tripas.

Por mais feliz que eu esteja com a primeira edição de The Walking Dead, fiquei ainda MAIS ansioso quando cheguei ao final e li a carta de Kirkman sobre sua “missão”, sobre como ele pretende que seja uma saga duradoura, e que foque mais nos problemas verdadeiros que existiriam caso esse pesadelo acontecesse: Como a sociedade se adaptaria? SERÁ que a sociedade vai se adaptar? Como alguém consegue viver em um ambiente assim?

De novo, somente queria agradecer vocês pela aventura diferente, e garantir que eu estarei aqui o tempo todo! Espero que tenha 200 edições!

Robert Kirkman: É bom ver que muitas pessoas por aí queriam ler uma saga assim, do mesmo jeito que eu queria. Acho que os quadrinhos são o melhor jeito para o gênero de zumbis. A não ser a televisão (e isso demoraria demais), não tem outra forma de gastar tanto tempo em desenvolvimento e seguir a história até o final. É legal não ter que fazer uma história de duas horas e depois seguir em frente.

Carta 4: Enviada por Cuauhtemoc Vazquez

Olá! Minha esposa diz que sou maluco porque gosto de filmes de terror e coisas assim, e quando ela viu a primeira edição de The Walking Dead nas minhas mãos, ela confirmou que sou maluco…

Deixe-me te dizer que essa primeira edição é incrível!!! Mas algo que eu não entendo é por quê o desastre sempre acontece quando alguém está no hospital, e quando ele acorda, de repente, o mundo que ele conhece se foi!!! Sei que é mais assustador desse jeito, e talvez você nos fale como e porquê isso aconteceu… enquanto isso, eu só posso deduzir… gosto que o personagem principal está entre assustado e sem medo nenhum (provavelmente, por ser um policial), e aquela cena da mulher morta(?) perto da bicicleta é ótima!!!!

Algo que continua me incomodando é: Como é que a área rural ainda tem eletricidade (na sequência da estação policial)? Mas talvez, você vá responder que o gerador está funcionando até que acabe a gasolina… de qualquer forma, não seria real, mas veja! É somente uma HQ!!!

Tenho outra pergunta: Quantas edições dessas ótimas HQs vocês vão nos dar? Por favor, continue com esse ótimo trabalho que estão fazendo. Aguardo vocês na próxima edição.

Robert Kirkman: Eletricidade? Mágica, cara… é mágica. Sobre a parte de acordar no hospital… funcionou em “28 Days Later”… imaginei que funcionaria aqui! Eca. Planejamos em fazer o máximo de edição possíveis… espero que vejamos quanto isso será, daqui há muitos anos.

Carta 5: Enviada por Amber

Olá. Realmente gosto da sua HQ… muito. Não tinha certeza se iria gostar (com medo de ser mais um quadrinho de terror bonito, porém sem sentido; medo de ser muito superficial) até que li sua carta no final da edição.

Eu amo zumbis do estilo de “Dawn of the Dead”. Bem, não os zumbis. Sou um manequim na vitrine do shopping no condado Orange. Odeio zumbis. Amo a amizade que os zumbis geram nos sobreviventes e nas comunidades. Acabei de curar a imagem do zumbi e estou pensando em publicar isso.

Desculpe, esse não era o objetivo dessa carta. Fugi do ponto. Só gostei bastante da sua HQ msm… isso é tudo.

Robert Kirkman: Gosto de receber cartas de garotas. Fico feliz que você gostou, continue lendo e eu continuarei escrevendo. Excelsior!

Carta 6: Enviada por Seeya e Sam

Olá. Eu reaaaaaaaaalmente gostei da sua HQ. Obviamente, sou fã de filmes/quadrinhos de zumbi. Mas acho que The Walking Dead está no topo da minha lista de quadrinhos de zumbis. Minhas únicas duas críticas são:

A) O nome. Já tenho outros dois quadrinhos com esse mesmo nome. Mas está tudo bem. Pelo menos, eu sabia no que estava me metendo quando vi o livro na prateleira pela primeira vez. Qualquer coisa com “Dead” no nome chama a minha atenção. Então, talvez esse tenha sido seu objetivo.

B) Eu concordo que as HQs deviam continuar em preto e branco. Mas não consigo superar seu comentário de que os zumbis de “Dawn of the Dead” eram cafonas porque eram azuis. Meu amigo! Esse é meu filme favorito de todos os tempos, e amei a aparência dos zumbis. Não que sejam realistas (assim como na sequência, Day of The Dead). Mas, para mim, eles definem o que os filmes de terror de zumbi deveriam ser. Eles são… legais. Mas, fora isso, quando se trata de quadrinhos, gosto do detalhe feito com sombras, que acaba desaparecendo nas cores. Então, eu te parabenizo por ter deixado sua saga sem cores. E espero que continue assim.

Agora que os dois pontos negativos estão fora do caminho, vou seguir em frente e te dizer que você teve sucesso em contar a história até agora. Ao contrário de ser simplesmente nojento, que normalmente acontecem nos quadrinhos baratos. Amo o nojo também. Mas acho que uma história decente vai manter os outros leitores interessados, e não só os obcecados por zumbis.

Falando nisso, já vi várias sagas de zumbi sendo canceladas bem rapidamente. Espero, de verdade, que isso não aconteça aqui. Vou fazer tudo o que posso para manter isso funcionando. Claro, a extensão do meu poder é somente de comprar sempre e de divulgar para meus amigos. Então, é isso que vou fazer. Uma coisa que eu posso ver acontecendo é alguma forma de adaptação para filme, com a popularidade desses filmes (Resident Evil, House of the Dead, remake de Dawn of the Dead) crescendo. A tela da televisão também seria benéfica para uma história como a sua. Acho que isso é tudo.

Ah, e que tipo de música você escuta? Estou em duas bandas punk (Down By Law e Pseudo Heroes). Não sei se você é interessado nesse tipo de coisa. Mas se for, me avise e eu te mando alguns CDs. Um dos álbuns tem uma paródia do poster de “Dawn of the Dead” como capa.

OBS: Poderia me avisar se planeja publicar essa carta?

Robert Kirkman:

A) Caramba… sério? Ops. Agora é tarde demais.
B) Os zumbis de Dawn of the Dead não são bons. Qual é! O filme em si é incrível, não se engane… e os efeitos no final são bons também, mas a maquiagem azul é HORRÍVEL!
CD grátis = coisas grátis. Coisas grátis são sempre bem vindas. Temos uma caixa postal por um motivo… e Deus sabe que ninguém mais envia carta escritas!

OBS: Planejo publicar essa carta.

Carta 7: Enviada por Peter Camacho

Ok, primeiro eu preciso saber… Eu leio The Walking Dead, Invincible, Tech Jacket, e SuperPatriot escritos pelo Sr. Kirkman. Em todos esses quadrinhos, tem cartas enviadas por “Chris Piers”. É uma pessoa real? Acredito que seja o Sr. Kirkman criando as perguntas que ele gostaria de responder, sob um nome falso. Estou certo?

Ok, segundo. Essa é a melhor saga de terror de todos os tempos! DE TODOS OS TEMPOS! Precisa de um pouco mais de violência mas, mesmo assim, está acima dos padrões. Esse Rick vai ser um cara fodão algum dia, eu sinto isso. E no fim dessa edição 2, parece que ele vai ter um pequeno exército! Mate todos os zumbis! Mate todos eles!!

Uau, Tony Moore é, talvez, o melhor artista de quadrinhos! Ele desenha todos esses caras apodrecendo e eu mostrei para minha irmãzinha e ela ficou tipo, “Eca, que nojo!” e eu achei que fosse engraçado, mas aí meu pai viu o que eu fiz e me mandou para meu quarto. Valeu a pena! Ele ainda vai me deixar comprar os quadrinhos, não se preocupe, mas ele não quer que eu assuste a minha irmã. Mas ela meio que mereceu isso porque, uma vez, ela queimou todas as minhas cartas de Magic, acredita nisso?

Perguntas:

1) Algum super-herói vai estar nessa saga? Acho que se passa em outro universo, mas não tenho certeza.
2) Tony Moore desenha pessoas que ele conhece como zumbis? Se eu fosse amigo dele, eu MANDARIA ELE fazer isso.
3) Por quantas edições isso vai continuar? Espero que MUITAS.
4) Vão imprimir meu desenho se ficar bom e eu te enviar?
5) Vão fazer um site de The Walking Dead? Um videogame? Um filme????
6) Terá algum outro monstro?

Obrigado pela HQ incrível. Espero que imprimam minha carta. Apostei 10 dólares com meu amigo que vocês iriam imprimi-la. Por favor, me ajuda a ganhar!

Vocês são melhores que Resident Evil. Vocês me fizeram molhar minhas calças na primeira edição (eu consegui segurar a maior parte, então continuem, é uma saga ASSUSTADORA!)

Robert Kirkman: Não, infelizmente… Chris Piers é real. Visite o site www.shortbusonline.com para alguns dos trabalhos muito engraçados do senhor Chris Pine… esse cara é hilário!

1) Com certeza, nunca terá super-heróis. É um universo totalmente diferente.
2) Às vezes, ele faz isso… no entanto, eu ainda não apareci como zumbi… o que me deixa meio irritado. James Sime aparece nessa edição aqui.
3) “Muitas” é, com certeza, o plano. Não sei quantas… gostaria de fazer, pelo menos, cinquenta mas adoraria passar disso.
4) Talvez… mas não envie a original. Envie uma cópia. Mas não prometo nada.
5) Muito cedo para dizer.
6) Não… somente zumbis… e acredite… existem MAIS do que o suficiente.

Publicidade
Comentários