Siga-nos nas redes sociais

11ª Temporada

Showrunner de The Walking Dead fala sobre Carol e Commonwealth na 11B

Por que Carol está assando biscoitos de novo? Quem são os inimigos agora? A showrunner de The Walking Dead comenta sobre o retorno da série.

Publicado há

 

em

Carol segurando alguns biscoitos e observando em cena da 11ª temporada de The Walking Dead.

Há muito para resolver quando The Walking Dead retornar para a sua segunda parte de episódios da 11ª temporada em 13 de fevereiro no AMC+ (e em 20 de fevereiro no AMC TV). Quando fizemos a pausa, Daryl (Norman Reedus) e Maggie (Lauren Cohan) tinham flechas com fogo na ponta disparadas por uma arma medieval chamada “Hwacha”, os zumbis haviam se infiltrado em uma Alexandria inundada, e o grupo de Eugene (Josh McDermitt) ainda estava ficando confortável em Commonwealth, que pode ser ou não uma utopia pós-apocalíptica.

Então o que nós podemos esperar quando as coisas voltarem? É exatamente isso que a Entertainment Weekly perguntou à showrunner Angela Kang. Como os nossos heróis se sairão em seu novo ambiente? Carol está disfarçada novamente? E quem exatamente são os inimigos agora? Confira abaixo tudo que foi revelado por Kang.

ENTERTAINMENT WEEKLY: A primeira parte da 11ª temporada de The Walking Dead terminou com um pouco de suspense com Leah (Lynn Collins) atirando aqueles foguetes. O que você pode falar sobre como as coisas acontecem?

ANGELA KANG: Então, quando começamos estamos quase chegando ao final do final. E então temos aquela engenhoca atirando flechas, nosso povo está em desacordo com os “Reapers”, e então eles têm que resolver essa situação da missão deles em conseguir alimentos e salvar o povo deles. Logo, nós temos isso, e também temos o grupo de volta à Alexandria que estão lidando e sendo abalados pelos elementos. Eles têm problemas com os caminhantes a frente e estas histórias estão se desenvolvendo simultaneamente para construir um ponto climático, enquanto a Commonwealth ainda existe. E é isso que torna algo a mais e a parte mais importante da história daqui para frente.

Vimos no trailer um pouco da integração do pessoal de Alexandria em Commonwealth. O que você pode dizer em termos de como será essa assimilação?

Angela Kang: Eu acho que sempre que o nosso pessoal se conectar com a nova comunidade, haverá pessoas que acreditam de verdade e vão dizer “isso é ótimo”. E há sempre os nossos céticos que estão procurando o que vai dar errado aqui, e acho que isso é verdade. Eu penso que a integração é muito suave para alguns e muito instável para outros.

Vemos Carol (Melissa McBride) com biscoitos de novo no trailer. Isso significa que ela está voltando aos velhos tempos de se disfarçar novamente como ela fez da primeira vez em que foi para Alexandria?

Angela Kang: Carol definitivamente tem um papel muito específico e particular para desempenhar em Commonwealth. E sempre que Carol está com seus biscoitos, é um pouco como esconder suas habilidades verdadeiras, porque eles tiveram que fazer um trabalho que era como todos faziam antes. E, para todos, ela era apenas uma dona de casa e ninguém que fazia esse trabalho em particular que parecesse ter algum interesse especial, mas sabemos agora um pouco mais sobre Carol, obviamente.

Se você olhar para trás, tivemos o Governador de Woodbury. Tivemos Negan e os Salvadores. Tivemos Alpha e os Sussurradores. Quem é o inimigo agora nesta segunda parte da 11ª temporada?

Angela Kang: Há mais coisas que serão relevadas ao decorrer do tempo, então eu não quero entrar muito em detalhes específicos nas pessoas em particular e como essas histórias se desenrolam. Mas, o que posso falar é que em Commonwealth há muita burocracia. E eu acho que muitos dos nossos povos estão tentando descobrir como é, como essa sociedade funciona? Como podemos falar com os encarregados se temos um problema?

Meio que na história em quadrinhos, à medida que nosso povo entra em uma sociedade civilizada que é grande e adquiriu muitas estruturas do mundo antigo, mas adaptado e de alguma forma ampliaram certas coisas, de uma certa maneira, eles se frustraram. A sociedade em si pode ser um ponto de pressão para eles ao mesmo tempo como eles estão lidando em estarem presos em um lugar orientado por classes e estratificado. E, além disso, há outras ameaças que existem no mundo. Então eles estão brigando muito.

Publicidade
Comentários