Siga-nos nas redes sociais

Curiosidades

Como a Teoria dos Jogos pode ajudar Rick a ser um líder melhor

Publicado há

em

A Teoria dos Jogos é o ramo da matemática responsável pelo estudo do processo de tomada de decisões que indivíduos racionais utilizam para fazer a melhor escolha estratégica possível. Este estudo é feito considerando que o indivíduo quer conseguir vencer um determinado jogo ou sistema ou pelo menos maximizar o seu retorno.

Desde que foi criada a teoria evoluiu muito e hoje em dia ela é uma das principais aliadas de profissionais em posições de liderança na hora de tomar decisões. Pensando nisto, e com base nas suas mudanças das motivações ao longo das temporadas, resolvemos analisar como a teoria dos jogos poderia ajudar o Rick a tomar decisões melhores e ser um líder mais eficiente.

Você provavelmente deve se lembrar da teoria por causa do filme ganhador do oscar “Uma Mente Brilhante”, no qual o matemático John Nash, interpretado pelo ator Russel Crowe, desenvolve uma nova equação para explicar melhor uma das diversas partes do processo.

Apesar do filme não mostrar muito isto, a teoria foi originalmente desenvolvida por John Von Neumann em 1940 e uma das suas principais fontes de inspiração e um dos campos em que ela é mais utilizada até hoje é a mesa de poker.

Competidores do esporte, como os profissionais da 888poker, precisam realizar cálculos de chances e porcentagens rapidamente em um ambiente com informações incompletas – como as cartas que restam no baralho e as que estão nas mãos dos imponentes – e possivelmente incorretas – como um blefe.

É possível tratar matematicamente, ou seja, atribuir valores, a praticamente cada uma das diversas técnicas dos competidores de poker, como o já mencionado blefe,e calcular a melhor escolha possível para uma determinada jogada baseando-se neles e nas informações disponíveis.

Um exemplo simples que podemos mencionar é o de um competidor que pague um blefe feito em uma rodada interior pois sabe que a chance de que as cartas necessárias para que um oponente faça um jogo maior que o seu já não podem ser reveladas no jogo é mínima. Outra maneira é considerar o custo da sinalização do blefe, mas explicaremos esta mais adiante.

Agora que já sabemos como a teoria dos jogos funciona e que é possível calcular essas probabilidades, vamos mostrar como a autora Caitlin O’Connor utilizou o processo para analisar uma das decisões passadas do Rick.

No episódio 12 da 3ª temporada, Rick, Michonne e Carl estão procurando por suprimentos quando descobrem uma rua lotada de armadilhas. Existem diversos sinais com mensagens como “Dê a volta e viva”, “Saia daqui”e “Não estou brincando” escritas e parece óbvio para os personagens que um sobrevivente desconhecido está morando ali.

Como afirma a autora, a teoria dos jogos dita que precisamos destilar as escolhas para os seus elementos mais básicos, sendo assim Rick pode escolher “prosseguir” ou “ir embora”. Para decidir, ele deve considerar a natureza real sobrevivente. Se ele for perigoso, é melhor ir embora. Se ele não, o indicado é prosseguir.

Entretanto, as informações que ele são dúbias e inconclusivas. As armadilhas realmente são possíveis ameaças mas os avisos, podem ser reais ou não. Tanto um sobrevivente perigoso quanto um vulnerável poderiam escrever as mesmas mensagens, o primeiro para ameaçar e evitar o desperdício dos seus recursos defensivos e o segundo para evitar que tomem vantagem dele.

Para descobrir isto e eliminar as dúvidas é necessário utilizar a parte da teoria dos jogos que trata sobre o custo de sinais, que foi mencionada lá em cima quando falamos sobre o blefe no poker. A ideia por trás disto é que sinalizar mensagens para outras pessoas possui um custo, sendo assim, somente pessoas que estiverem dispostas a pagar este custo mandariam um determinado sinal.

Por exemplo, um diploma em física ou engenharia não é obrigatório para um trabalho corporativo, mas é um sinal confiável de que a pessoa possui um bom conhecimento em matemática e a motivação, inteligência e dedicação necessárias para terminar a faculdade. O mesmo pode ser afirmado em relação ao poker, já que dificilmente alguém sem qualquer carta na mão vai fazer uma aposta alta como um all-in.

Como no mundo pós-apocalíptico de The Walking Dead o custo para reunir os recursos para os sinais que o sobrevivente quer passar – armadilhas e sinais – é alto, isto deveria indicar para Rick que estes são sinais confiáveis de que o sobrevivente é perigoso e que não valeria a pena tentar encarar os riscos para encontrá-lo.

Entretanto, como quem assistiu ao episódio sabe [SPOILER] Rick não utiliza a teoria, resolve arriscar e os três sofrem as consequências disto.

Ainda assim, temos que levar em conta que até agora a maioria das decisões foram tomadas principalmente com a ideia da sobrevivência do grupo em primeiro lugar. Nesse caso em específico, a melhor escolha teria sido fugir, mas e se o sobrevivente fosse um inimigo perigoso mas conhecido como Negan?

Considerando que na próxima temporada a principal motivação de Rick não é apenas sobreviver mas sim derrotá-lo e construir um novo mundo com o resto dos grupos de sobreviventes, a escolha correta muito provavelmente seria bolar um plano e assumir os riscos.

O que você achou? Esta e outras decisões do Rick realmente poderiam ter sido melhores se ele utilizasse a teoria dos jogos? Como a mudança de motivação afetará as decisões do personagem? Conte pra gente nos comentários!

The Walking Dead, a história de drama mais assistida da TV a cabo, vai estrear sua oitava temporada no dia 22 de Outubro de 2017 no AMC Internacional e no FOX Action (canal do pacote premium FOX+) e FOX Brasil. Confira o trailer oficial da temporada e fique por dentro de todas as notícias.

Fiquem ligados aqui no Walking Dead Brasil e em nossas redes sociais @TWDBrasil no twitter e Walking Dead Br no facebook para ficar por dentro de tudo que rola no universo de The Walking Dead.

Publicidade
Comentários

EM ALTA