Siga-nos nas redes sociais

4ª Temporada

REVIEW S04E02: Ação, sabotagem e dúvidas fazem de “Infected” um grande episódio!

Publicado há

em

ATENÇÃO: Esta matéria contém spoilers do segundo episódio da quarta temporada, “Infected” (Infectados).

Como o título do episódio já indicava, “Infected” entra mais a fundo nas origens e consequências da tal nova ameaça. Entra? Na verdade, o episódio mostra, em um ritmo cronológico arrastado (considerando que não são decorridas sequer 24 horas ao longo do mesmo), toda a tensão e o desespero das pessoas que pensavam ter encontrado segurança e tranquilidade para viverem felizes com suas famílias.

The-Walking-Dead-4-Temporada-Episodio-2-Infected

O início traz o suspense, que serve como norte para as especulações inevitáveis, até que se revele a causa da infecção. Vemos alguém utilizando ratos para alimentar os walkers através das cercas. Seria a epidemia uma espécie de sabotagem? Tudo indica que sim.

A seguir, acompanhamos os instantes seguintes à morte/transformação de Patrick, e seus efeitos catastróficos na pacata vida da prisão. Enquanto o eterno Greg (Todo Mundo Odeia o Chris) se arrastava pelos corredores escuros, em busca de carne humana, o suspense reinou, com truques de câmera, dando a todo momento a impressão de que ele se encontraria com Karen, Rick, Carl e Beth. No entanto, sua vítima acaba sendo um desconhecido figurante, numa cena que exigiu estômago – menos para o mordido, que, ao se levantar, acabou abrindo mão do seu.

The-Walking-Dead-4-Temporada-Episodio-2-Infected-024

Como se não bastasse todo o quiproquó interno, do lado de fora, as cercas parecem não suportar mais a pressão dos zumbis e devem ceder a qualquer momento.

É aí que se justifica o ritmo lento do episódio, já que há problemas urgentes a resolver: decifrar a doença que ameaça dizimar a população da prisão e, ao mesmo tempo, tentar impedir a invasão da horda que pode dizimá-los ainda mais rapidamente.

A simples (e simplória) suspeita de que os porcos possam ser transmissores acaba se tornando a solução para o problema externo. Rick e Daryl, num típico ato de heroísmo, sacrificam os suínos, dando-os de comer aos walkers e ganhando tempo para pensar numa saída mais definitiva.

Por fim, temos o momento WTF (tradicional nos finais de episódios), onde Tyreese descobre sua Karen carbonizada, ao lado de David. Qual o motivo? Alguém preocupado em exterminar as ameaças de contaminação ou pura obra do(s) sabotador(es)?

The-Walking-Dead-4-Temporada-Episodio-2-Infected-27

Observações:

– Não poderiam ser os ratos a fonte transmissora da doença? (Contaminando os walkers e, posteriormente, suas vítimas);

– Difícil dizer ao certo se é apenas uma brincadeira, mas fica cada vez mais clara a noção de destino, de que aqueles que acabam morrendo, teriam a chance de evitar seu triste fim, mas tomaram a decisão “errada” (Karen poderia ter passado a noite na cela de Tyreese, mas seu “ainda não” virou um não definitivo);

– Afastar os possíveis infectados dos demais parece ser uma ideia coerente, mas até que ponto se pode estipular quem foi ou não exposto?

– Explicada a nova postura “relax” de Carl e Rick. Aparentemente, o garoto traumatizou o seu pai e a si próprio com o assassinato gratuito cometido no fim da última temporada, o que levou ambos a quererem distância das armas de fogo;

– No entanto, trata-se de um apocalipse-zumbi, e quando a coisa fica feia, não dá tempo para pensar demais – Carl precisou se reconciliar com uma calibre 12, para salvar a vida de Michonne;

– Destaque para a garotinha Lizzie, que espantou a todos ao demonstrar mais tristeza com a morte do walker Nick do que com a do próprio pai. Os roteiristas parecem dar a pista de que ela pode ser a sabotadora. Mas vale lembrar que a intenção deles invariavelmente é confundir/surpreender o público. De toda forma, a personagem promete ganhar força na trama;

– Michonne deve ter levado sua legião de fãs ao delírio, ao não resistir e acabar revelando seu lado mais emotivo, se debulhando em lágrimas com a pequena Judith no colo;

– O episódio termina de forma triste, com Rick devolvendo a arma a Carl, constatando que em tempos como os atuais, não se pode dar ao luxo de querer preservar a pureza da infância. É preciso estar pronto para salvar a própria pele a todo momento;

O próximo episódio tem o título “Isolation” (Isolamento), o que parece indicar que estamos longe de respostas em relação à nova ameaça. Concordam? Comentem!

Continue lendo
Publicidade
Comentários

EM ALTA