Siga-nos nas redes sociais

3ª Temporada

O que acontecerá no final da terceira temporada de The Walking Dead? Andrew Lincoln revela: “Vinte e sete pessoas morrem”

Publicado há

 

em

O megahit planeja matar 27 personagens em sua season finale (3×16 – “Welcome to the Tombs”) – e isso é só o começo.

Em outubro passado, quando Glen Mazzara se preparava pra a a première da terceira temporada do drama da AMC, The Walking Dead – sua primeira temporada inteira no comando do show, uma crônica de sobrevivência em um apocalipse zumbi – ele se sentia invencível. “Estou muito feliz”, Mazzara falou à RS, após substituir o criador da série, Frank Darabont, no ano anterior. “Todos estamos na mesma página. Me sinto como uma criança em uma loja de balas.” Dois meses depois, Mazzara já não era mais o avcılar escort showrunner, substituído por um dos seus roteiristas, Scott Gimple. Esta partida não foi particularmente amarga, mas essa sacudida durante a midseason sugere um show discutível que perdeu o seu rumo, certo?

Não exatamente. The Walking Dead continua a ser um campeão de audiência. É o drama mais assistido da historia da TV a cabo básica e hoje atinge mais pessoas dos 18 aos 49 anos do que qualquer outro show na tv. Mazzara atribui sua saída a diferenças criativas, mas não parece que elas impactaram mais na série do que o seu predecessor, que teve uma saída consideravelmente menos amigável na temporada anterior. É como se The Walking Dead fosse como uma de suar hordas de mortos-vivos: claro, você pode tirar alguns fora, mas como um todo, ele é uma força que não se consegue parar.

Chegando ao final da terceira temporada, dois campos de sobreviventes – um em uma prisão, liderada por Rick Grimes, um policial de uma pequena cidade; o outro em uma cidade cercada, liderada por um sociopata conhecido como o Governador – e ambos parecem estar indo para a guerra. “Nós temos duas comunidades ou guetos lutando por suas vidas”, diz David Morrissey, o ator que interpreta o Governador. “Se ao menos eles juntassem forças, mas os seus egos não permitem”.

Grimes, interpretado pelo astro do show, Andrew Lincoln, passou boa parte da temporada completamente louco, tendo visões de sua esposa adúltera morta. Nas semanas recentes, no entanto, ele recuperou-se de sua síndrome pós-traumática para guiar um bando de pessoas perdidas pelo desafio da sobrevivência, um desenvolvimento não inteiramente indesejado para Lincoln. “É bom estar no jogo novamente,” ele diz. “Rick é um líder. Ele precisa estar em ação, salvando pessoas.”

De acordo com Robert Kirkman, escritor e produtor executivo do show, que também escreve os quadrinhos nos quais a série é baseada, o restante da temporada seguirá o mesmo ritmo de tirar o folego. “Os episódios estão todos centrados no conflito entre o Governador e Rick”, ele diz. “Se trata de descobrir onde está a confiança. Há poucas surpresas guardadas em relação a quem estará fazendo o que em cada lado. Estas revelações serão assustadoras.”

Para a season finale, Lincoln promete, haverá muito sangue. “Vinte e sete pessoas morrem”, ele diz. “É seguro dizer que todos estarão em ação. Será uma season finale louca.” É uma boa aposta dizer que entre estas 27 mortes estarão algumas figuras centrais do elenco. Parte da filosofia de The Walking Dead é que serão mortos até mesmo os personagens mais amados. “A verdade é que ninguém está seguro,” diz Morrisey. “Mas já sabíamos disso.”

Na próxima temporada, diz Kirkman, os telespectadores devem aguardar por mudanças. “Não vamos diminuir o ritmo, mas uma crítica que tenho em relação à terceira temporada, seria que nós não focamos no desenvolvimento dos personagens”,  ele diz. “Vamos tentar melhorar isso.” Ele menciona “Clear”, um dos episódios mais bem recebidos este ano, que focou em uma viagem de carro de Grimes, seu filho Carl e a guerreira-samurai-e-sua-espada Michonne, como um exemplo do que eles querem para o futuro. “Vamos focar menos personagens por episódio.” Não por coincidência, “Clear” foi escrito pelo novo showrunner Gimple. Lincoln já discutiu com ele a respeito de como seu personagem irá evoluir, mas, como ele diz, “Eu não posso falar nada, pois senão eles me matam.”

O que nós achamos engraçado sobre essa revelação de Andrew Lincoln para a Rolling Stone é que em entrevista recente no Yahoo, ele simplesmente brincou com a publicação da revista. Então, podemos acreditar ou não?  De qualquer maneira faltam apenas dois dias para descobrirmos! Enquanto isso, quem você acha que vai morrer na season finale? Deixe sua opinião nos comentários abaixo.

Scan - The Walking Dead na Rolling Stones


Thanks a nossa querida parceira @ClaudiaCiuffo por ter enviado o scan da revista. =)
Tradução: @BinaPic / Staff Walking Dead Brasil

Publicidade
Comentários

EM ALTA