Siga-nos nas redes sociais

TWD World Beyond

CRÍTICA | TWD World Beyond S01E09 – “The Deepest Cut”: Amarga Traição

The Deepest Cut foi o nono episódio da primeira temporada de The Walking Dead: World Beyond. Veja a nossa crítica ao episódio.

Publicado há

 

em

Iris reflexiva e conversando com Hope no episódio 9 da 1ª temporada de The Walking Dead: World Beyond.

Atenção! Este conteúdo contém SPOILERS do nono episódio, S01E09 – “The Deepest Cut”, da primeira temporada de The Walking Dead: World Beyond. Caso ainda não tenha assistido, não continue. Você foi avisado!

O nono episódio de TWD: World Beyond, intitulado “The Deepest Cut” (“O Corte Mais Profundo”), revelou mais sobre a relação entre Huck (Annet Mahendru) e Elizabeth (Julia Ormond) além de pôr a prova lealdades antigas. A verdade sobre o que aconteceu na noite em que o grupo se dividiu finalmente aparece.

Em “The Deepest Cut” é revelado que Huck e Elizabeth, na verdade, são mãe e filha e que a missão da Huck é de isolar e levar uma das meninas para a República Cívica Militar. O episódio se desenrola mostrando as ações de Huck para que esse isolamento realmente fosse posto à prova: ela é na verdade a responsável pela morte de Tony (Scott Adsit) e nesse episódio também feriu Felix (Nico Tortorella) para que ele ficasse para trás.

Isso é muito condizente com o flashback da soldado mostrado no episódio “Truth or Dare” e mostra a mudança e evolução da personagem diante dos anos que precisou passar no apocalipse. Huck agora não mais faria o que fez com seu pelotão, ela agora cumpre suas missões, independente do que for necessário. Embora a série imponha um tom mais vilanesco a personagem desde o começo desse episódio, não vejo como um demérito, mas sim como uma possibilidade de explorar ainda mais a personagem. Até por que, como levantado no sétimo episódio, relativismo moral é algo recorrente para a personagem.

A descoberta de que ela foi responsável por incriminar Silas (Hal Cumpston) se confirma quando Elton (Nicolas Cantu) – numa vibe Bilbo Bolseiro – encontra Percy (Ted Sutherland), que está com um ferimento de bala – coisa que Silas nunca possuiu. Enquanto tentava salvar o garoto, Elton tem seu momento de matar alguns empty. Embora essa revelação já estivesse implícita para o público, era necessário que houvesse uma explicação para Elton já que ele está só em busca de Silas que pensa ser o culpado por tudo.

Flashbacks de Felix finalmente mostram o famoso Will (Jelani Alladin) e como a relação deles começou, além de mostrar o dia em que Leo (Joe Holt) decide partir para os laboratórios da CRM. O desenvolvimento do personagem ainda parece meio incompleto, mas essa visão do passado dele ajuda a simpatizar ainda mais com o personagem que, culpado de nunca confiar em ninguém, é apunhalado pelas costas – literalmente – por quem julgava ser sua amiga.

LEIA TAMBÉM:
CRÍTICA | TWD World Beyond S01E08 – “The Sky is a Graveyard”: Fissura Familiar

Depois de passar o episódio completamente insuportável, é revelado que, na verdade, Hope (Alexa Mansour) tentava salvar sua irmã e seu protetor. Ao conseguir decifrar o código escondido no caderno – de forma mágica – da República Cívica Militar, ela entende que Huck está infiltrada ali. Deixando Iris (Aliyah Royale) e Felix para trás, Hope parte com a tentativa de descobrir o que realmente está acontecendo.

Embora ainda preze por uma grande parcela de melodramaticidade, TWD World Beyond possui uma trama interessante e que cresce mais a cada episódio. Decisões questionáveis a parte, é um fato de que a finale tem a oportunidade de corrigir alguns desvios de roteiro e deixar a trama dos adolescentes digna do Universo The Walking Dead.

O que você achou do episódio “The Deepest Cut”? Deixe sua opinião nos comentários!

Publicidade
Comentários

EM ALTA