Siga-nos nas redes sociais

Games

A maturidade de Clementine na 2ª Temporada do The Walking Dead The Game

Rafael Façanha

Publicado há

em

ATENÇÃO: Há alguns spoilers da segunda temporada do jogo de The Walking Dead – Episódio 1 “All that Remains” (Tudo o que restou) nos parágrafos a frente. Se você ainda não jogou esse episódio ou aqueles antecedentes a ele, e não quer estragar as surpresas, não continue lendo.

Clementine se tornou um dos personagens de vídeo game mais cativantes dos últimos anos. A presença da garota na primeira temporada do The Walking Dead The Game foi aguda, mas não de modo a afetar a jogabilidade, o que acabou sendo interessante. Em vez disso, a Telltale Games se certificou de que Clementine sempre estivesse à frente dos grandes momentos do jogo para aguçar o nosso apego emocional não somente a ela, mas ao resto dos personagens também.

Não demorou muito até que você percebesse o quanto se preocupa com Clemetine. Ela era uma garotinha. Ela era o retrato da vida, do amor e da inocência de uma forma que só as crianças apresentam.

De alguma forma, você queria proteger essa inocência – proteger do mundo e das novas realidades duras sobre a morte e a falta de esperança.

TWDS22

Lee sempre foi o centro desse apego. Alguns o chamavam de protagonista, e apesar de certamente ser, ele era também um instrumento usado para proteger Clementine de uma maneira que só você poderia. Contudo, após a morte de Lee no quinto episódio da primeira temporada, e o anúncio de Clementine como a personagem principal e jogável da segunda temporada, muitos se perguntaram para onde essas emoções iriam. Elas acabariam? Alguém se tornaria o “novo” Lee? Clementine seria tão diferente que nada importaria? Todas eram perguntas válidas.

Telltale Games escolheu um caminho surpreendente, mas fez todo o sentido. Clementine não precisava mais que segurassem sua mão. Você a ensinou sobre como cortar o cabelo seria uma proteção contra as mãos de zumbis. Você a ensinou como usar uma arma. Até ensinou a não confiar em ninguém, talvez a maior lição de todas.

O resultado de todas as lições da primeira temporada é uma Clementine mais madura para a segunda temporada. Contudo, é evidente que seu desejo em protegê-la não é algo que pode ser negligenciado ou esquecido. Então, jogando como Clementine, a Telltale Games usou o seu desejo em mantê-la segura como uma ferramenta para amadurecê-la.

Sem alguém para cuidar de Clementine você escolhe diálogos com ela que normalmente não se espera ou mesmo se quer que saiam da boca dela, tudo no intuito de mantê-la viva.

TWDS2

Um momento em “All That Remains” que captura isso claramente é a conversa entre Clementine e Rebecca quase ao fim do episódio, que se passa na mesa da cozinha. Rebecca não teve medo de mostrar seu descontentamento com a presença da menina. Para Rebecca, ela era uma ameaça, com mordida ou sem. Foi à mesa da cozinha em que os sentimentos de Rebecca chegaram ao extremo, tornando-se uma série de ameaças contra Clementine. Se fosse na primeira temporada, o jogo certamente usaria Lee para desafiar Rebecca, ou ao menos tirar a atenção de Clementine.

Mas como você no papel de Clementine, foi dada a opção de protegê-la por meio de chantagem.

“Você deveria ser mais gentil comigo,” diz Clementine, insistindo que revelaria informações a respeito de Rebecca.

Na primeira temporada, chantagem não seria uma opção, ou ao menos algo que você esperaria ver em Clementine. Mas sua sede pela segurança de Clementine, agora jogando como ela, resulta em uma pessoa bem diferente… uma Clementine mais madura.

Conforme passa por esses diálogos com a ideia de mantê-la a salvo, você participa ativamente na maturação de Clementine. Ela não é mais uma garotinha. Ela não está abrigada. Na verdade, ela tem uma certa frieza pelo mundo; posso até me estender e dizer que ela se acostumou com a nova atmosfera dele.

Então, sem Lee, você aborda Clementine e o jogo de forma diferente. O que surge é o conflito entre o bem-estar de Clementine e a vontade de vê-la de volta como aquela garota que conhecemos na casa da árvore no primeiro episódio da primeira temporada, mesmo sabendo que o último é um sonho que não volta mais.

Se essa é a abordagem que a Telltale Games está escolhendo para Clementine na segunda temporada, nós mal podemos esperar pelos próximos quatro episódios. Com milhões de diferentes maneiras para abordar Clementine no papel principal em The Walking Dead, é memorável ver como a Telltale Games está deixando o desenvolvimento dessa personagem para o jogador. De verdade, é disso que o jogo tem sido feito: suas escolhas, seus sentimentos e as pessoas que surgem por causa deles.

O que você achou do primeiro episódio da segunda temporada? Quais suas dúvidas e teorias sobre os próximos episódios? Deixe tudo nos comentários abaixo.

LEIA TAMBÉM:

The Walking Dead: The Game – REVIEW S02E01: “Tudo o que restou”

Revelados os títulos de todos os episódios da 2ª temporada do The Walking Dead: The Game

The Walking Dead The Game: As perguntas são “Tudo o que restou”


Fonte: Game Zone
Tradução: @Felipe Tolentino / Staff Walking Dead Brasil

Continue lendo
Publicidade
Comentários

Games

Bridge Constructor: The Walking Dead | Trailer de gameplay e lançamento

Confira o trailer de gameplay e a data de lançamento do novo jogo da franquia The Walking Dead, “Bridge Constructor: The Walking Dead”.

Rafael Façanha

Publicado há

em

Headup Games e AMC anunciaram hoje (10) que Bridge Constructor: The Walking Dead, o crossover que ninguém previu e a última parcela da franquia Bridge Constructor™, está planejado para lançamento em 19 de novembro em todas as principais plataformas, incluindo o Xbox Series X, bem como PC, Mac, Linux, iOS, Android, PlayStation®4, Xbox One e Nintendo Switch. Uma versão para PS5 virá logo depois, com compra cruzada incluída!

Além disso, a Headup divulgou um trailer com cenas inéditas do jogo. Confira:

Sobre Bridge Constructor: The Walking Dead

Prepare-se para a melhor experiência do gênero! Bridge Constructor: The Walking Dead combina a lendária e desafiadora jogabilidade de Bridge Constructor™ com o universo pós-apocalíptico de The Walking Dead da AMC.

Junte-se a um grupo de sobreviventes enquanto eles lutam contra hordas de caminhantes mortos-vivos e uma comunidade de humanos hostis. Construa pontes e outras estruturas através de cenários desoladas e em ruínas. Junte-se aos personagens favoritos dos fãs, como Daryl, Michonne e Eugene, e crie passagens seguras para os veículos icônicos da série.

Use objetos móveis de nível, explosivos e iscas a seu favor enquanto atrai caminhantes para armadilhas letais e guia os sobreviventes para um local seguro. Desfrute do frenesi das animações baseadas em física enquanto os caminhantes sucumbem às forças da gravidade.

Características do jogo

• The Walking Dead da AMC encontra Bridge Constructor™
• Crie construções elaboradas e armadilhas letais
• Um enredo cativante com novos personagens, além de rostos conhecidos e veículos da série
• Várias fases para testar seu cérebro e incontáveis caminhantes para devorá-lo
• Faça uso de objetos móveis e explosivos para atrair os caminhantes para destruí-los.
• Salve seus sobreviventes e destrua hordas de mortos-vivos
• Física de boneca de pano walker brutalmente engraçada.

Redes sociais da Headup Games:

Twitter
Facebook
Instagram
Youtube

Screenshots:

Continue lendo

Games

Telltale anuncia que a 4ª temporada do jogo de The Walking Dead será a última

Rafael Façanha

Publicado há

em

A Telltale Games acaba de anunciar na San Diego Comic-Con a renovação do jogo de The Walking Dead para a quarta e última temporada. Ela será lançada em 2018.

Um rápido vídeo dos bastidores exibido no evento – e que você pode conferir abaixo – mostrou que a 4ª temporada continuará a seguir a jornada de Clementine e marcará o final da série.

The Walking Dead da Telltale estreou no final de 2012 e foi um sucesso absoluto, recebendo eventualmente uma premiação de “Game of the Year” (Jogo do Ano). A segunda temporada foi lançada em 2014 e a terceira, intitulada de “A New Frontier” (Uma Nova Fronteira), foi concluída no início deste ano. Além disso, um episódio independente chamado “The 400 Days” foi lançado em 2013, bem como um spinoff focado em Michonne no ano passado.

Você acompanha/joga The Walking Dead? O que achou da notícia? Realmente chegou o momento de concluir essa série? Deixe sua opinião nos comentários!

(A parte de The Walking Dead no vídeo fica entre 4:34 e 9:00)

The Walking Dead, a história de drama mais assistida da TV a cabo, irá retornar com a oitava temporada em Outubro de 2017 na AMC e na FOX Brasil. O trailer da temporada, bem como a data oficial de lançamento, será divulgada durante a Comic Con de San Diego em Julho.

Fiquem ligados aqui no Walking Dead Brasil e em nossas redes sociais @TWDBrasil no twitter e Walking Dead Br no facebook para ficar por dentro de tudo que rola no universo de The Walking Dead.

Continue lendo

Games

The Walking Dead March To War | Novo jogo mobile da franquia está sendo desenvolvido

Ludmilla Peixoto

Publicado há

em

Um novo jogo multiplayer de estratégia para dispositivos móveis intitulado de The Walking Dead: March To War (Marcha para a Guerra) foi anunciado pela gigante dos jogos, Disruptor Beam, para 2017.

The Walking Dead: March To War será um jogo gratuito de multiplayer baseado em uma história, que vai incluir personagens conhecidos das páginas da popular série de quadrinhos The Walking Dead.

E agora temos ainda MAIS detalhes no comunicado de imprensa completo. Confira:

DISRUPTOR BEAM ANUNCIA JOGO MÓVEL “THE WALKING DEAD: MARCHA PARA A GUERRA” EM PARCERIA COM A SKYBOUND ENTERTAINMENT

Disruptor Beam, uma companhia de jogos focada em trazer as melhores franquias do mundo do entretenimento para aparelhos móveis, anunciou hoje seus planos de lançar um novo jogo de estratégia multiplayer baseado em The Walking Dead. Sob a licença da Skybound Entertainment e baseado na aclamada série de quadrinhos de Robert Kirkman, The Walking Dead: Marcha para a Guerra será lançado na App Store e na Google Play no ano que vem. Fãs podem se registrar como um Sobrevivente visitando o www.MarchToWar.com para receber novidades do pré-lançamento sobre o jogo e em um exclusivo jogo, Captured Walker, no lançamento. Fãs também podem seguir o jogo no Facebook e Twitter.

“The Walking Dead é uma franquia icônica e uma com milhões de fãs pelo mundo,” disse Jon Radoff, fundador e CEO da Disruptor Beam. “Nós tivemos sucesso ao trazer Star Trek e Game of Thrones para aparelhos portáteis, permitindo os fãs dessas franquias a contar suas próprias histórias através do gameplay e as conexões que eles fazem com outros jogadores. Estamos muito ansiosos para continuar nosso trabalho com a Skybound Entertainment para criar um jogo em 3D semelhante autêntico e graficamente impressionante, que realmente traz à vida o mundo que os fãs tanto amam em The Walking Dead: Marcha para a Guerra.”

The Walking Dead: Marcha para a Guerra é um jogo multiplayer de estratégia baseado em história. Jogadores devem lutar lado a lado e contra outros por controle dos escassos recursos, e ao redor de uma devastada Washington D.C., enquanto lutam contra walkers e tentam reconstruir a sociedade. Como líder de um grupo de sobreviventes, cada jogador vai montar uma equipe, que inclui um conselho de conhecidos personagens de The Walking Dead, como Rick, Michonne e Negan. Lidando com uma infinidade de escolhas morais, jogadores defenderão seus acampamentos contra hordas de walkers e, a maior ameaça, outros sobreviventes. Inspirado pelo contraste gritante dos quadrinhos de The Walking Dead, Marcha para a Guerra será rico em gráficos, diferente de qualquer outro jogo de The Walking Dead ou outros jogos móveis de estratégia.

the-walking-dead-march-to-war-jogo-anunciado-001

“A habilidade da Disruptor Beam de casar mecanismos inovadores de gameplay com profundos elementos de narrativa baseados em franquias populares como The Walking Dead, é uma das muitas razões pelas quais estamos tão animados por trabalharmos juntos”, disse Dan Murray, Presidente da Skybound Interactive. “Marcha para a Guerra vai proporcionar aos fãs experienciar conflitos similares em uma tentativa de reconstruir a sociedade, assim como os personagens que viemos a conhecer nos quadrinhos de The Walking Dead.”

“Marcha para a Guerra é um novo tipo de jogo móvel de The Walking Dead – um com gráficos 3D imersíveis e focados em verdadeiro gameplay multiplayer competitivo, onde os sobreviventes tem que trabalhar ativamente com e contra outros, para ganhar controle e progredir,” conta Joey Lapegna, Diretor de Produto e Design na Disruptor Beam. “As alianças que os jogadores formam e os inimigos que eles fazem, vai definir sua história, e ditar se eles vão ter sucesso ou se eles vão falhar – uma experiência que esperamos que seja familiar para qualquer fã de The Walking Dead.”

The Walking Dead: Marcha para a Guerra será gratuito para jogar e será lançado na App Store e na Google Play ano que vem. Fãs devem se registrar como um Sobrevivente em www.MarchtoWar.com para se manterem atualizados acerca das últimas atualizações enquanto novos detalhes são anunciados. Também da pra seguir as novidades do jogo The Walking Dead: Marcha para Guerra no Facebook e no Twitter.

The Walking Dead, a história de drama mais assistida da TV a cabo, irá retornar com a sétima temporada no dia 23 de Outubro de 2016 no AMC Internacional e no FOX Action (canal do pacote premium FOX+) e FOX Brasil. Confira o trailer oficial da temporada e fique por dentro de todas as notícias.

Fiquem ligados aqui no Walking Dead Brasil e em nossas redes sociais @TWDBrasil no twitter e Walking Dead Br no facebook para ficar por dentro de tudo que rola no universo de The Walking Dead.

Continue lendo

EM ALTA