Siga-nos nas redes sociais

Destaque

The Walking Dead S10E13: 5 coisas que você pode ter perdido em “What We Become”

What We Become foi o décimo terceiro episódio da décima temporada de The Walking Dead. Veja aqui 05 coisas que você pode ter perdido.

Publicado há

em

Atenção! Este conteúdo contém SPOILERS do décimo terceiro episódio, S10E13 – “What We Become”, da décima temporada de The Walking Dead. Caso ainda não tenha assistido, não continue. Você foi avisado!

A despedida de Michonne em “What We Become” contou com uma série de referências de anos anteriores de The Walking Dead. A personagem teve a chance de conhecer outros pontos de vista de seu destino caso não tivesse sido resgatada por Rick ainda nos tempos da prisão. No fim das contas todos concordamos que encontrar o grupo que fundou Alexandria foi a melhor coisa que aconteceu para ela dentro do contexto do apocalipse, uma vez que Michonne encontrou uma família nos amigos que fez ao longo do caminho e o amor nos braços de Rick.

Michonne foi embora mas deve voltar. A personagem ainda tem histórias em aberto e sua nova missão é encontrar novos sinais do paradeiro de Grimes para reuni-lo com Judith e apresentá-lo a R.J., o filho que o xerife ainda não sabe que existe. Resta saber onde veremos a personagem novamente. As dicas dão conta que, das duas, uma: ou ela vai aparecer no novo spinoff de The Walking Dead, “The Walking Dead: World Beyond“, ou na trilogia de filmes de Rick.

Em um capítulo cheio de dicas e referências, separamos cinco coisas que você pode não ter percebido em “What We Become”. Confira:

1. “Vou te chamar todos os dias” 

Ao se despedir de Judith pelo rádio antes de partir para a missão de procurar por Rick, Michonne diz que vai tentar falar com a filha todos os dias pela manhã enquanto conseguir.

No primeiro episódio de The Walking Dead, Rick deu a Morgan um walkie-talkie de longo alcance na despedida dos dois. Ele prometeu a Morgan que tentaria falar com ele todas as manhãs ao amanhecer. “Vou ligar o meu alguns minutos todos os dias ao amanhecer”, Rick disse a Morgan antes de deixá-lo em busca de sua família.

Se você se lembra, essa promessa não deu tão certo. Ao longo da primeira temporada, Rick até tenta entrar em contato com Morgan para avisá-lo sobre a superação de Atlanta e contar onde ele e seu filho, Duane, poderiam tentar encontrá-los. Essa promessa não dura muito e os dois acabam se encontrando por acaso mais para frente.

LEIA TAMBÉM:
The Walking Dead S10E13: 5 perguntas em aberto após o episódio “What We Become”

2. Michonne deu dicas de que procuraria por Rick

Deixar os filhos para trás e tentar encontrar Rick foi, com certeza, uma escolha dificílima para Michonne. Afinal de contas, Judith e R.J. ficaram aos cuidados do tio Daryl em meio a uma violenta guerra contra os Sussurradores. A Samurai se sentiu mais segura em partir quando ouviu a filha falar que Alpha tinha morrido, mas, ainda assim, ainda tem muito conflito contra os mascarados pela frente e Michonne sabe disso.

Ainda assim, em alguns momentos anteriores, Michonne deu a entender que poderia, sim, sair da série em algum momento para procurar pelo amado. Na temporada nove, episódio 14, a amiga de Michonne, Jocelyn, diz para ela ir atrás do homem. Michonne adiou o projeto por causa de sua gravidez.

Mais tarde, na estreia da 10ª temporada, Michonne disse a R.J. e Judith que faria qualquer coisa por eles. Quando o pequeno pergunta se isso também inclui o pai deles, ela diz: “Sim”.

A showrunner Angela Kang confirmou que essas cenas eram indicativos do destino na personagem. “Sabemos que Michonne ainda não acredita que Rick está morto. Então isso são aquelas coisas que vamos plantando durante a temporada”.

3. “Lamento ter errado”

“What We Become” foi um episódio que se destacou por mostrar o que seria de Michonne se algumas pequenas coisas tivessem sido diferentes no caminho da personagem. Mas um detalhe pequeno envolvendo outro personagem também poderia resultar em mudanças drásticas no destino de outras pessoas.

Quando a Michonne que não é resgatada por Alexandria se encontra sozinha e perdida na floresta, ela é encontrada justamente por Negan e alguns Salvadores. A primeira reação da Samurai ao ver o homem é tentar atingi-lo com a espada, mas ela erra o golpe e, nesse cenário hipotético, é resgatada e recrutada pelo grupo que mais tarde guerrearia contra Alexandria.

Agora imagine se Michonne acerta o golpe, abre as entranhas de Negan e mata o Salvador ali mesmo, no primeiro encontro dos dois. Quão diferente não seria o destino de diversos personagens. A Samurai, certamente, seria morta pelos capangas do líder que estavam com ele, mas outras pessoas, certamente, teriam destino diferente. Abraham e Glenn que o digam.

LEIA TAMBÉM:
Danai Gurira, a Michonne de The Walking Dead, agradece fãs e equipe em emocionante carta

4. Michonne correndo atrás do carro

Mais um momento específico de “What We Become” que alguns espectadores podem ter se lembrado é quando Michonne aparece correndo atrás de um carro pedindo por socorro. Este veículo, que tinha Daryl como um dos ocupantes, escolhe não resgatar a Samurai e segue viagem.

Um movimento parecido foi feito no episódio 12 da terceira temporada. Michonne, Rick e Carl viajam no mesmo veículo e não hesitam em acelerar enquanto um homem aparece correndo e gritando por socorro. No final do episódio, quando voltam para casa, eles veem as entranhas do homem na beira da estrada. No delírio de Michonne, é ela que aparece como este homem. Este momento, provavelmente, é um dos que atormentam a Samurai.

A cena também destaca, mais uma vez, a importância das pequenas decisões no nosso destino. Se Rick, Michonne e Carl tivessem decidido salvar aquele homem, isso mudaria o resultado de como o resto da série se desenrolava? Talvez não. Em sua alucinação, Michonne não é devorada pelos mortos. Em vez disso, ela encontra Negan e se torna membro dos Salvadores.

5. “Pequeno Homem Corajoso”

Michonne criou o hábito de contar histórias sobre o “Homem Corajoso” aos filhos Judith e R.J. Quando eles se afastam, gostam de se comunicar por apelidos por questões de segurança. Michonne é “Daito”, que significa longa espada, Judith é “Shoto”, pequena espada, e R.J. tem o nome em referência ao pai, “Little Brave Man”, ou “Pequeno Homem Corajoso”.

Você percebeu algo além das cinco coisas acima? Deixe abaixo nos comentários para que a gente também possa saber.

Publicidade
Comentários

EM ALTA