Siga-nos nas redes sociais

Destaque

The Walking Dead S10E13: 5 perguntas em aberto após o episódio “What We Become”

O 13º episódio da 10ª temporada de The Walking Dead, What We Become, deixou algumas perguntas em aberto. Veja uma seleção de 5 dessas questões.

Publicado há

em

Atenção! Este conteúdo contém SPOILERS do décimo terceiro episódio, S10E13 – “What We Become”, da décima temporada de The Walking Dead. Caso ainda não tenha assistido, não continue. Você foi avisado!

Uma série de perguntas pairou na cabeça dos fãs de The Walking Dead após “What We Become”, uma vez que o episódio foi a despedida de uma das principais personagens da série. Michonne saiu – pelo menos por enquanto – do universo de Robert Kirkman, mas ficou claro que a personagem ainda tem muita história pela frente.

Isso porque, no capítulo, ela encontrou as primeiras pistas de que Rick Grimes sobreviveu à explosão na ponte no quinto episódio da nona temporada da série. Michonne foi surpreendida pelo par de botas usado pelo amado e também por um desenho feito em um celular, onde está escrito o nome do xerife e desenhadas a amada e a filha Judith (lembrando que Rick não sabe da existência de R.J.)

Então Michonne partiu em busca do pai de seus filhos e teremos que esperar um tempo considerável para ter notícias dela de novo em The Walking Dead. Enquanto não temos pistas dos próximos passos da Samurai, preparamos uma lista com cinco perguntas que ficaram em aberto após “What We Become”. Confira:

1. Para onde foi Michonne?

Essa pergunta se divide em duas: primeiro, para onde Michonne foi com Virgil? Sabemos que ele vivia em uma ilha e, no diálogo entre os dois no começo do capítulo, o homem alega que ficou algemado por cinco horas. Qual foi o destino dos dois?

Revisitando o oitavo episódio desta décima temporada, Virgil diz brevemente que fazia parte de uma comunidade fortificada em uma base naval localizada na Ilha Bloodsworth. Essa é uma localização real na baía de Chesapeake, em Maryland. Se dermos uma olhada no mapa, a ilha fica a cerca de 110 quilômetros a sudeste de Virgínia, onde fica a base de Alexandria.

Segundo: para onde foi Michonne ao fim do episódio? Pelo rádio, ela diz a Judith que está a caminho do norte. Se dermos uma olhada nos papéis que Michonne estava folheando encontramos uma dica. Michonne para em uma página com dois locais. Um deles é na Virgínia. O outro? Nova Jersey.

Isso pode significar duas coisas. A primeira localização em Hopewell, Virgínia, é o local onde a terceira série de The Walking Dead, “World Beyond”, foi filmada. A outra é um terminal marítimo em Camden, Nova Jersey, do outro lado da fronteira com a Filadélfia. No teaser do filme de Rick Grimes, a silhueta da cidade mostrada nos 30 segundos lembrava o horizonte da Filadélfia.

2. Que grupo é aquele que apareceu no fim do episódio?

Ao fim de “What We Become”, Michonne encontra dois sobreviventes que pedem ajuda para alcançar o grupo que está para partir para algum lugar. Ela então se depara com um grande grupo, que parece bem organizado. Mas quem são eles e para onde estão indo?

A showrunner Angela Kang disse: “Nós coordenamos com Scott Gimple que ele precisava configurar o fim do episódio com a transferência para o universo de The Walking Dead”. 

Em outras palavras: o grupo vai reaparecer em outra produção dentro do universo da saga, que segue se expandindo. Resta saber se eles vão para algum dos dois spinoffs – Fear the Walking Dead e The Walking Dead: World Beyond – ou para os filmes de Rick Grimes.

LEIA TAMBÉM:
The Walking Dead S10E13: Quem é o grupo misterioso encontrado por Michonne?

3. Veremos Virgil novamente?

Virgil foi o elo de ligação entre Michonne e os primeiros sinais de que Rick pode estar vivo. Para chegar a esta conclusão, no entanto, a personagem cortou um dobrado na mão do homem, que a princípio só queria ajuda para enterrar a família e levar flores todos os dias para a esposa. Depois, Virgil prendeu Michonne, que descobriu que outros prisioneiros estavam ali porque ele simplesmente perdeu a razão após ser responsável pela morte dos entes queridos.

Ao fim de “What We Become”, todos resolvem poupar a vida de Virgil e os antigos companheiros até aceitam levá-lo com eles no barco que ruma para o norte. No entanto, ele prefere manter a promessa de flores diárias para a amada e fica sozinho na ilha.

É inegável que Virgil teve participação importantíssima nas recentes descobertas de Michonne. Será que seu papel na série será só esse ou vamos ver o homem novamente? Será que, quando voltar, a Samurai vai querer rever aquele que, por mais que tenha dado trabalho a ela, pode ser o responsável por, de certa forma, reuni-la com Rick?

4. Quem fez e o que significava a mensagem e o desenho encontrados por Michonne?

O principal indicativo de que Rick Grimes poderia estar vivo foi o desenho encontrado em um celular, onde Michonne viu a si mesma e a Judith. Mas em nove anos de The Walking Dead nunca fomos apresentados a este lado desenhista do xerife. Quem desenhou aquilo?

Se lembrarmos bem, Jadis (ou Anne), que resgatou Rick e o colocou no helicóptero, era uma artista e poderia muito bem ser ela quem fez aquele desenho. Resta saber se o celular escolhido para receber o desenho é alguma referência do que vem por aí.

Outra pergunta que ficou no ar: como Rick desenhou a Judith atual se ele desapareceu há seis anos? Será que ele, Anne (ou Jadis) ou outra pessoa teve a chance de dar uma espiada em Alexandria e viu a garota? Ou foi apenas um erro do episódio?

Por fim, qual o significado das letras japonesas que estavam acima do desenho? Angela Kang confirmou que se trata da mensagem: “Acredite um pouco mais”. Seria um recado de Rick para alguém de Alexandria?

LEIA TAMBÉM:
The Walking Dead pode ter revelado para onde Michonne está indo

5. O que é Shoto e Daito?

Michonne e Judith criaram codinomes para se comunicar pelo rádio por motivos de segurança. Alguns episódios atrás a garota chamou a mãe pelo nome de “Daito”, que em japonês significa “longa espada”, em referência à katana da mãe. Shoto, por sua vez, significa “pequena espada”, e também simboliza a arma da pequena. Juntas, as espadas formam a palavra Daisho, um termo para espadas longas e curtas usadas pelos samurais. Fofo, né?

E você, ficou com mais alguma dúvida ao final de What We Become? Têm respostas ou teorias para as perguntas transcritas nesse artigo? Deixe nos comentários.

Continue lendo
Publicidade
Comentários

EM ALTA