Siga-nos nas redes sociais

Curiosidades

The Walking Dead S09E08: 5 coisas que você pode ter perdido em “Evolution”

Publicado há

em

Atenção! Este conteúdo contém SPOILERS do oitavo episódio, S09E08 – “Evolution”, da nona temporada de The Walking Dead. Caso ainda não tenha assistido, não continue. Você foi avisado!

Depois de muita expectativa, finalmente os Sussurradores chegaram, e em grande estilo! O episódio desta semana deixou os espectadores com um tipo de medo que há muito tempo não sentiam em The Walking Dead. Tanto os personagens quanto a audiência já estavam acostumados com a ameaça dos mortos e dos vivos, e mesmo assim ficamos todos apavorados em “Evolution”.

Depois de um episódio em tom de despedida na semana passada, Jesus partiu de forma heroica e muito bem coreografada, para desespero do grupo que assistia uma cena completamente inverossímil. E agora nos resta esperar até fevereiro para acompanhar o desenrolar desse cliffhanger. Pelo menos o trailer já mostrou que o Cachorro está bem!

Enquanto aguardamos pelo retorno de The Walking Dead, que tal dar uma olhada nas cinco coisas que você pode ter perdido em “Evolution”? Confira:

1. Negan e seus brinquedos

Negan parece estar preso em uma cela com nada além do mínimo necessário para sobreviver, mas os olhos mais atentos notaram alguns detalhes que tornam o ambiente um pouco mais familiar.

Na janela estavam dois brinquedos: um mini taco de baseball, referência óbvia a Lucille, e um porquinho, que nos lembra de quando Negan visitou Alexandria na sétima temporada e parou no portão da comunidade dizendo “porquinhos, porquinhos, me deixem entrar”.

2. Fugas cronometradas

Para tentar desviar, ou pelo menos atrasar a horda de zumbis, Daryl usou um barulhento relógio despertador. A ideia é boa, mas o mérito da criatividade não é dele.

No episódio 15 da quinta temporada Enid usou a mesma técnica – com um timer de cozinha – para distrair um walker na floresta e fugir com Carl.

3. Tem que acabar o jovem

Adolescente já é uma criatura propensa a fazer besteira – no apocalipse então, esse potencial se multiplica. A combinação de tédio, álcool e jovens não costuma resultar em coisa boa no universo de The Walking Dead. E nós já sabemos disso porque uma cena muito parecida com a desta semana já aconteceu em Fear the Walking Dead.

Assim como Henry, a jovem Alicia havia acabado de chegar a uma nova comunidade na terceira temporada de Fear quando foi recebida por um grupo de adolescentes. Eles começam a beber e usar drogas e, pouco depois, apresentam a ela a cabeça sem corpo de um zumbi que eles mantêm escondida.

4. Gabriel e sua dificuldade com portões

Em meio a tanta coisa acontecendo, a fuga de Negan (fraco e sem seus Salvadores para recebe-lo) pareceu até um problema menor – mas, ainda assim, um problema. E um que poderia ser facilmente evitado, se Gabriel tivesse sido um pouco mais cuidadoso com o prisioneiro que era sua responsabilidade.

Na verdade, se os moradores de Alexandria não tivessem a memória tão curta, sequer teriam deixado Negan sob a responsabilidade do padre. Basta lembrar que no final da quinta temporada, quando a comunidade era vulnerável e seus moradores bem mais indefesos, Gabriel deixou o portão principal entreaberto, permitindo a entrada de um walker sorrateiro.

5. Negan não desperdiçou a oportunidade

E falando na fuga de Negan, a cena em que ele escapa da prisão foi um pouco diferente do mesmo momento nos quadrinhos. Na HQ a cela também é deixada destrancada, mas por Olivia, que ainda está viva. Negan considera fugir, mas decide ficar para tentar ganhar a confiança de Rick.

Algum tempo depois, ele é libertado por um adolescente revoltado, e depois de fugir ele se infiltra entre os Sussurradores para derrubar o grupo pelo lado de dentro.

Você percebeu algo além das cinco coisas acima? Deixe abaixo nos comentários para que a gente também possa saber.

Fiquem ligados aqui no Walking Dead Brasil e em nossas redes sociais @TWDBrasil no twitter e Walking Dead Br no facebook para ficar por dentro de tudo que rola no universo de The Walking Dead.

Continue lendo
Publicidade
Comentários

EM ALTA