Siga-nos nas redes sociais

Curiosidades

The Walking Dead S08E16: 5 coisas que você pode ter perdido em “Wrath”

Publicado há

em

Atenção! Este conteúdo contém SPOILERS dos quadrinhos originais e do décimo sexto episódio, S08E16 – “Wrath” (Ira), da oitava temporada de The Walking Dead. Caso ainda não tenha assistido ou lido, não continue. Você foi avisado!

Finalmente chegamos ao fim da oitava temporada e, com ela, da Guerra Total. Como já era esperado, a misericórdia de Rick prevaleceu sobre sua ira, e Negan foi poupado, mesmo depois de tudo que fez contra todas as comunidades.

Mas nem só de Rick e Negan foi feito o final de temporada. Oceanside finalmente saiu de cima do muro e apareceu para ajudar, Eugene tentou compensar sua traição com uma oportuna sabotagem, Dwight saiu – à força, mas ainda assim – à procura de seu amor, e Morgan cansou disso tudo e partiu em busca de novos ares em Fear the Walking Dead.

Com tanta coisa acontecendo na guerra, talvez você tenha deixado passar alguns detalhes. Então que tal dar uma olhada nas 5 coisas que você pode ter perdido em “Wrath”? Confira:

1. A sabotagem de Eugene não foi uma surpresa

Algumas pessoas ficaram surpresas quando foi revelado que Eugene sabotou todo o estoque de balas que seriam usadas pelos Salvadores na batalha, já que o próprio deu uma bronca no Padre Gabriel quando percebeu que ele estava tentando ajudar os amigos dessa mesma forma.

No entanto, a pista sobre esse plot twist foi dada na semana passada. No final do episódio, Eugene disse aos seus trabalhadores que era hora de todos eles fazerem algo útil com suas vidas patéticas. Essa fala ecoou as últimas palavras de Rosita antes da fuga de Eugene.

Rosita disse que ele era um traidor egoísta por trabalhar para Negan e trair os únicos amigos que já teve, e que ele seria trancafiado pelo resto de sua vida para fazer “algo útil com sua vida patética”. Essa deve ter sido a gota d’água para Eugene, que já vinha mostrando sinais de consciência pesada.

2. Uma nova ameaça está se aproximando

A caminho da batalha, Rick nota uma horda gigantesca à distância e comenta que nunca havia visto uma tão grande. Mais do que a ameaça dos zumbis, esse breve momento parece ter sugerido qual será o próximo inimigo que veremos na nona temporada.

Os Sussurradores são um grupo liderado por uma mulher chamada Alpha e conhecido por se cobrirem com pele e vísceras de zumbis para andarem camuflados entre eles, controlando assim hordas enormes.

Outro sinal de que eles podem estar próximos são as estacas que são vistas ao fundo do campo de batalha. Nos quadrinhos os Sussurradores demarcam seu território com estacas de madeira fincadas no chão e, em um momento icônico, assassinaram vários membros do grupo de Rick e deixaram suas cabeças no alto dessas estacas.

3. O embate final foi uma homenagem aos quadrinhos

A cena final da batalha, em que Rick corta a garganta de Negan, foi mais uma das famosas homenagens aos quadrinhos que a série gosta de fazer. Os fãs da HQ certamente reconheceram o momento em que Rick faz uma oferta de paz para Negan e, aproveitando sua breve vulnerabilidade, corta a garganta do vilão.

Nos quadrinhos, no entanto, a cena não para por aí. Ao invés de cair após o ataque, Negan ainda tem energia suficiente para quebrar a perna de Rick, deixando sequelas permanentes.

4. A cela de Negan já o aguardava há algumas temporadas

Rick decidiu mostrar misericórdia e poupar a vida de Negan, que deve viver o resto de seus dias trancado em uma cela. Isso significa que agora será necessário construir uma, já que ele não pode ser deixado em um cercadinho como foi feito com os Salvadores, certo?

Na verdade, não. Rick já tem uma cela pronta, que estava apenas esperando por um prisioneiro. Morgan construiu uma cela em Alexandria na sexta temporada, durante sua fase “toda vida é preciosa”, e a mesma foi usada brevemente para prender Dwight no final da sétima temporada. Agora parece que a cela de Morgan terá um prisioneiro fixo.

5. As palavras de Rick não eram apenas uma resposta à carta de Carl

No final do episódio, vemos uma memória de Rick passeando com Carl quando era criança. Rick diz ao filho que se lembra de quem ele foi, e que o filho mostrou a ele o novo mundo pelo qual ele era responsável por tornar realidade.

Essas palavras não são apenas uma resposta à carta de Carl, mas também a um momento que pai e filho tiveram na sexta temporada, logo depois que Carl levou um tiro no olho. Enquanto o filho estava entre a vida e a morte, Rick ficou ao seu lado contando sobre o mundo melhor que imaginava para os dois.

“Hoje eu vi do que eles são capazes, do que nós somos capazes, se trabalharmos juntos. Nós vamos reconstruir os muros. Vamos expandir os muros. Haverá mais, precisa haver mais. Tudo aquilo que Deanna falou é possível. É tudo possível, eu vejo isso agora. (…) Eu quero te mostrar o novo mundo, Carl. Eu quero tornar isso uma realidade para você. Por favor, Carl, deixe-me mostrar isso para você. Por favor, filho, não morra”.

Qual foi a sua parte favorita do episódio “Wrath”? Notou mais alguma coisa bacana? Compartilhe conosco nos comentários abaixo.

The Walking Dead retorna em Outubro.

Fiquem ligados aqui no Walking Dead Brasil e em nossas redes sociais @TWDBrasil no twitter e Walking Dead Br no facebook para ficar por dentro de tudo que rola no universo de The Walking Dead.

Publicidade
Comentários

EM ALTA