Siga-nos nas redes sociais

7ª Temporada

The Walking Dead S07E13: 5 coisas que você pode ter perdido em “Bury Me Here”

Publicado há

em

Atenção! Este conteúdo contém SPOILERS dos quadrinhos originais e do décimo terceiro episódio, S07E13 – “Bury Me Here” (Enterre-me aqui), da sétima temporada de The Walking Dead. Caso ainda não tenha assistido ou lido, não continue. Você foi avisado!

Depois de muita frustração tentando convencer Ezekiel de que ele precisava se unir às outras comunidades na luta contra os Salvadores, as coisas finalmente chegaram a algum lugar no episódio 13, “Bury me here” (Enterre-me aqui). O plano instável de Richard não apenas resultou na morte dele e de Benjamin, mas também fez com que Ezekiel percebesse que enterrar a cabeça na areia não será suficiente para manter a comunidade segura para sempre.

Além de toda a merda que rolou entre Richard, os Salvadores e os habitantes do Reino, também recebemos Carol de volta de sua permanência no chalé após a terrível notícia sobre Glenn e Abraham estarem mortos. Carol ficou compreensivelmente arrasada, e quando você se lembra que Carol conhecia Glenn há mais tempo até do que Rick, pode ter certeza de que ela estará sedenta por vingança em qualquer forma possível.

O episódio 13 talvez tenha sido um dos melhores da temporada, mas entre os grandes momentos de desenvolvimento de personagem também havia muitos pequenos detalhes. Dê uma olhada nas cinco coisas que você pode ter perdido em “Bury me here”:

1. O período de isolação de Carol acabou

Ela passou praticamente a temporada inteira fora de ação, mas agora que saiu do chalé ela certamente não voltará. Além do uso da placa de “one way” (mão única) para matar zumbis confirmar isso, ela também abandonou seu chalé por Morgan.

Ouvir sobre os destinos de Glenn e Abraham foram dois grandes fatores que motivaram Carol a voltar para a sociedade, mas talvez tenha sido a interação com Benjamin que decidiu as coisas. Você deve ter notado a relutância de Carol em se envolver com Benjamin no começo do episódio quando ele pediu a ela para lhe ensinar a lutar. Mas Carol não o rejeitou porque ele era um idiota, e sim porque cada interação de Carol com alguém jovem parece resultar em sua morte, incluindo Sophia, Lizzie, Mika e Sam.

Mas no fim, foi porque Carol não permitiu que Benjamin a acompanhasse que ele estava na entrega de suprimentos e terminou infelizmente morto. Depois de perceber que não foi sua interação com os jovens sobreviventes que resultou em suas mortes, mas sim a natureza do novo mundo, ela pareceu se acertar com seu passado e se mudou para o Reino para se juntar à luta.

2. Nós (provavelmente) vimos nossa primeira personagem muçulmana!

The Walking Dead sempre se destacou ao incluir uma grande variedade de personagens de diferentes raças e etnias, e durante o episódio 13 a série introduziu Nabila, a primeira muçulmana a aparecer até o momento em The Walking Dead, usando inclusive um hijab!

Nabila apareceu duas vezes no episódio, e foi introduzida quando foi dizer a Ezekiel que os jardins reais estavam infestados por carunchos e que todas as plantas precisariam ser removidas. O nome de Nabila em árabe significa “nobre”, “felicidade” ou “honrada”, definições que certamente convém à sua vida no Reino.

Nabila é uma personagem exclusiva da série, mas nos quadrinhos também há um personagem árabe, Siddiq. Ele não vai aparecer na série por um tempo – isso se a série decidir introduzir esse personagem – mas quando ou se aparecer, já haverá pelo menos uma personagem de origem árabe. Apenas mais um exemplo de que, mesmo que o mundo esteja habitado pelos zumbis, também é bastante representativo do mundo real.

3. Os carunchos eram um simbolismo para os Salvadores

Não era apenas uma coincidência que o jardim real estivesse infestado de carunchos no mesmo episódio em que a merda acertou o ventilador com os salvadores. Isso era na verdade um belo simbolismo.

Como foi sumarizado pelo redditor Katonthewall, os carunchos representavam a relação parasitária dos Salvadores com o Reino. Para salvar os outros jardins de uma infestação, o jardim real precisou ser removido, assim como homens do Reino talvez tenham que ser sacrificados para salvar a comunidade dos Salvadores. Através do sacrifício do jardim real (bravos guerreiros do Reino) o resto dos jardins (a comunidade maior) serão salvos. E depois que os carunchos e as plantações infestadas se forem, o jardim real será replantado (uma nova geração de sobreviventes), trazendo nova vida para a comunidade.

4. A luta com os Salvadores pode custar a sanidade de Morgan

Era óbvio que Morgan se tornaria um pouco descolado da realidade neste episódio, e por mais legal que tenha sido vê-lo perder a cabeça com Richard, também foi um sinal de que ele está voltando ao seu estado mental da terceira temporada.

No episódio 13, Benjamin cita “A Arte da Paz” para Morgan, dizendo que “ferir um oponente é ferir a si mesmo”, e ao fim do episódio o ferimento de Morgan a si mesmo ao acabar com a vida de Richard era evidente. Depois de matar Richard, Morgan começou a explicar o plano inicial de Richard para Ezekiel, mas ao invés de “Benjamin” ele diz o nome de seu próprio filho, “Duane“.

Depois da morte de Duane, em algum momento entre a primeira e a terceira temporada, Morgan perdeu a cabeça. Foi só depois da visita de Rick na terceira temporada que Morgan começou a clarear a mente, por fim tornando-se aluno de Eastman e usando o Aikido e “A Arte da Paz” para se salvar, mesmo depois da morte de Eastman. Mas agora que Morgan se afastou do sistema de crença que o mantinha são, parece que ele está voltando para a instabilidade. A cena final, com Morgan no chalé afiando seu bastão pareceu confirmar isso, sugerindo que Morgan está planejando usar o bastão como arma ou defesa da mesma maneira que fazia na terceira temporada, quando estava tão louco que atacou seu único amigo, Rick.

5. Carol está assumindo o arco de treinamento de Michonne nos quadrinhos

Depois dos eventos do episódio 13, parece que Ezekiel está prestes a oferecer seu apoio a Rick, e quando o fizer, parece que a recém-chegada Carol vai liderar o treinamento para os guerreiros do Reino. Nos quadrinhos é Michonne quem ajuda a treinar os moradores do Reino, mas pelo que vimos no episódio 2, “The Well”, parece que Carol assumirá muitos dos arcos de Michonne, incluindo um possível romance com o rei Ezekiel.

Mas como foi mencionado, Ezekiel não parece estar agindo com urgência, então talvez demore alguns episódios até que o grupo dele comece a aparecer para ajudar Rick. E se eu conheço The Walking Dead e o gosto do rei Ezekiel pelo drama, nós talvez não tenhamos notícias do Reino até que os cavaleiros e seus cavalos brancos surjam para salvar o dia no final da temporada.

The Walking Dead, a história de drama mais assistida da TV a cabo, vai ao ar nas noites de domingo no AMC Internacional, às 22h, e no FOX Action (canal do pacote premium FOX+) e FOX Brasil, às 22h30. Confira todas as notícias sobre a sétima temporada.

Fiquem ligados aqui no Walking Dead Brasil e em nossas redes sociais @TWDBrasil no twitter e Walking Dead Br no facebook para ficar por dentro de tudo que rola no universo de The Walking Dead.

Continue lendo
Publicidade
Comentários

EM ALTA