Siga-nos nas redes sociais

7ª Temporada

The Walking Dead S07E03: Norman Reedus explica a grande escolha de Daryl

Sabrina Picolli

Publicado há

em

“Daryl.” Se alguém tinha alguma dúvida a respeito da força de Daryl Dixon (Norman Reedus), ela foi apagada com uma única palavra. Tudo o que Daryl tinha que fazer era jurar lealdade, dizendo “Negan”, assim evitando mais tortura e tornando-se mais um soldado no exército de Negan, juntamente com todos os mimos e beneficios inerentes ao “cargo”. Porém, na hora H, Daryl recusou, citando seu próprio nome, antes de ser levado de volta à sua cela. Foi uma grande declaração, em um episódio importante para Daryl.

A Entertainment Weekly conversou com Reedus para sabermos mais, desde esta escolha crítica até a cena de nudez. Também perguntamos ao ator a respeito da situação emocional do seu personagem, especialmente após ver aquela foto macabra, e o relacionamento de Daryl com seu torturador, Dwight.

ENTERTAINMENT WEEKLY: Da primeira vez em que vimos Daryl, ele está nu em sua cela. Estava frio lá?

NORMAN REEDUS: Sim, estava frio, não vou mentir. Mas estava mais sujo do que qualquer outra coisa. Foi estranho sentar naquele chão com a bunda de fora. Eu estava nu, foi nojento.

EW: Você comentou que estava sujo, e que eles gostam de fazer vocês parecerem sujos no show, mas eu não tenho certeza se já o vimos tão sujo quanto neste episódio. Eles ficam o tempo todo encardindo vocês?

Norman Reedus: Addison, nosso maquiador, estava jogando maquiagem em mim o tempo todo. Sim, também acho que foi uma das senas mais encardidas que já fiz no show, se não a mais encardida. Eu fico feliz por estar sem aquelas calças e aquele blusão – a roupa de presidiário que me deram. Ela causava coceiras e era horrível. Nojento.

EW: Vemos Daryl ser torturado por aquela música irritante que ele tem que ouvir. Eles tocavam aquilo para todos no set? Você sabia que música iriam tocar?

Norman Reedus: Não, eu não havia assistido ao episódio. Não sei que canção usaram. Eu sei que originalmente era para ser uma música infantil, mas não a ouvi. Achei que seria complicado conseguir os direitos autorais de uma música para uma cena de tortura.

the-walking-dead-s07e03-the-cell-fotos-003

EW: O episódio inteiro é uma grande batalha de vontades, e verdadeiramente sobre a justaposição entre Daryl e Dwight. E há aquela troca, logo no início, quando Daryl diz “eu não vou me ajoelhar”, e Dwight responde “sim, eu também disse isso.” E você replica, “é, eu sei.” Dwight quer que Daryl justifique a sua própria decisão de se ajoelhar, mas Daryl vê em Dwight a imagem exata daquilo em que ele não quer se tornar?

Norman Reedus: Eu acho que você está certo. Há um pouco dessa coisa de “Mundo Bizarro” ocorrendo entre eles neste episódio. Lembre-se, ele o conheceu antes e acreditou que ele pudesse ser um bom homem, e ele na verdade era um escravo de Negan, faz tudo o que ele diz. Eu acho que Dwight, olhando para trás, gostaria de poder começar de novo, e eu acho que há algo bom em Dwight que Daryl consegue ver, mas isso está muito distante agora. Eu acho que, neste momento, Daryl quer apenas matá-lo.

EW: Mas há aquela cena no final, quando Daryl diz “eu entendo por que você fez isso. Por que aceitou. Você estava pensando em alguém. É por isso que eu não posso.” Então ele entende por que Dwight se desviou do caminho, certo?

Norman Reedus: Claro, é algo nobre de se fazer, mas é pelo mesmo motivo que Daryl não faz o que Dwight acabou fazendo.

EW: Eu amo estas duas grandes cenas entre Daryl e Negan, pois, a primeira vez após ele ser capturado ao tentar fugir, Daryl está desafiador e sequer pisca quando Negan ameaça bater nele com Lucille bem no rosto. A segunda cena é um pouco diferente, você vê hesitação quando Negan começa a balançar o bastão, e acreditamos que Daryl irá desabar, antes de dizer “Daryl” e não “Negan”. Em algum momento ele se sentiu tentado a aceitar o acordo? O que está passando por sua cabeça?

Norman Reedus: Inicialmente, naquela cena, dentro da cela, Daryl pensa que ele merece isso. Tipo, não importa o que aconteça, ele merece, mas ele não pode dizer que é Negan pois isso o faria abrir mào de toda a esperança que Glenn tinha. Glenn era otimista. Ele era seu amigo. Ele fez tanto, e foi o último traço de humanidade que restava, manter isso pelo seu amigo. Era tão importante para Glenn como é para Daryl, entende? Foi a última coisa que ele deixou.

the-walking-dead-s07e03-the-cell-fotos-007

EW: Há alguma parte de Daryl que apenas deseja que Negan acabe com tudo? Especialmente quando ele vem com o bastão e Daryl não reage. Ele está pronto para morrer?

Norman Reedus: Não, Daryl é um lutador. Ele vai até o fim, mas ao dizer em voz alta o seu nome ao invés do de Negan — aquela é a última centelha dele mesmo, que ele tem para si e por seus amigos. Eu suponho que ele pensa que vai ser morto ali mesmo por dizer que não é Negan. Ele está pedindo mais tortura, mas ele fará isso por amor ao seu amigo. Ele não pode dizer que ele é Negan. Ele jamais o fará. Ele lutará, mas assuntos do coração para Daryl são difíceis. Eles significam mais. Bater em seu rosto com o bastão, prendê-lo, dar-lhe ração para comer, que seja. Ele pode lidar com isso, mas quando se trata de sentimentos, isso se torna difícil, e ele está aprendendo. São estas coisas que lhe dão fé e esperança, e ele não pode abrir mão disso, pois este foi o legado deixado pelo amigo.

EW: E aquela cena em que Dwight coloca a fotografia na cela de Daryl e ele desaba? Como você se preparou para aquele momento e se entregou à cena?

Norman Reedus: Eu acho que parte de mim está sempre no limite todos os dias, para ser honesto, mas você sempre volta. Você sente. Você se encolhe em posição fetal e simplesmente está lá. Eu acho que antigamente no show eu ouviria uma canção e entraria no clima. Depois de tanto tempo, é como se houvesse um interruptor. Você o aciona e entra naquele estado. Não é difícil. O que é difícil é parar e voltar do que para iniciar, às vezes. Não há truque ou algo assim. Você inicia à 1 da tarde e termina às 6. Bem assim.

EW: Parece ser um dia terrível.

Norman Reedus: É. Não estou brincando. Não é divertido, mas eu não sou aquele tipo de ator que pode simplesmente sair da cena, pegar uma coca-cola e ir bater papo, simplesmente. Eu não sou a Meryl Streep, entende? Eu preciso sofrer até o fim e então ir embora. Não consigo simplesmente fazer tudo automaticamente. Eu preciso dar um olá à equipe, é um set confortável, todos confiam um nos outros aqui, e eles permitem que você faça isso desta maneira. Eles não ficam batendo papo e contando piadas na cela. É um set bastante sério, e todos querem que o show saia o melhor possível. Então eles permitem que você se envolva desta maneira, quase como um grupo de apoio. Eles respeitam os atores no set, e eu não acho que seria tão fácil com outra equipe.

EW: Eu sei que vocês estão terminando as filmagens da temporada. Claro, não perguntaremos nada a respeito do que estão filmando, mas como é ver a luz, depois de tudo, no final deste túnel tão sombrio?

Norman Reedus: Foi uma temporada muito emotiva para todos, muito diferente. Semana passada vimos algumas coisas divertidas, mas que também são sérias, e a temporada é absolutamente sombria e eu sinceramente espero que realmente haja luz no fim do túnel. Você precisa estar no chão para poder se reerguer, e eu acho que é esse o tema desta temporada.

The Walking Dead, a história de drama mais assistida da TV a cabo, vai ao ar nas madrugadas de domingo para segunda-feira no AMC Internacional, às 00h, e no FOX Action (canal do pacote premium FOX+) e FOX Brasil, às 00h30. Confira todas as notícias sobre a sétima temporada.

Fiquem ligados aqui no Walking Dead Brasil e em nossas redes sociais @TWDBrasil no twitter e Walking Dead Br no facebook para ficar por dentro de tudo que rola no universo de The Walking Dead.


Fonte: Entertainment Weekly

Continue lendo
Publicidade
Comentários

7ª Temporada

Edição limitada do Blu-ray da 7ª temporada de The Walking Dead

Ávila Souza

Publicado há

em

Lembra do Winslow, o zumbi com espetos que Rick enfrentou no lixão na sétima temporada de The Walking Dead? Agora os fãs têm a chance de esfaqueá-lo também… especialmente se eles quiserem ter acesso aos Blu-rays do sétimo ano.

“The Walking Dead Season 7 Limited Edition Spike Walker Statue with Soft Touch Digipak” foi feito pela Lionsgate e Anchor Bay Entertainment e trará todos os cinco discos de Blu-ray da sétima temporada de The Walking Dead além de uma enorme quantidade de especiais que inclui um busto de Winslow, que traz as estacas saindo de sua cabeça ensaguentada e fechada com metais, e estacas em seu peito. Na verdade, a edição limitada do Winslow é interativa: mecanismos especiais de uma das estacas vai fazer com que o usuário tenha que remover e colocá-la de volta para conseguir liberar o box de Blu-rays embaixo do busto.

O Box Limitado Zumbi com Espetos terá venda exclusiva no Amazon e estará disponível a partir de outubro deste ano. Ele foi criado pela McFarlane para prestar homenagem a um dos mortos-vivos mais memoráveis da série que apareceu no episódio “New Best Friends” da sétima temporada. Winslow, interpretado pelo maquiador especial e figurante Gino Crognale, foi colocado contra Rick numa luta brutal armada pela chefe das pessoas do lixão Jadis para testar Rick.

O produtor executivo da The Walking Dead, diretor e especialista em efeitos especiais, Greg Nicotero, que planejou a criação de Winslow com o showrunner Scott M. Gimple e, em seguida, projetou o cara espetado, disse ao Yahoo TV após o episódio de fevereiro, que Winslow era como “uma instalação de arte”.

“Comecei a olhar para os espantalhos de Planeta dos Macacos, que tinham estes grandes, longos… eles eram realmente únicos. Eles eram grandes Xs que têm esse olhar realmente assustador. Eu pensei que seria realmente legal se nós imitássemos de alguma forma com armas e vergalhões e lâminas de serra e unhas e facas saindo”, disse Nicotero. “Nós fomos a partir daí e refinamos o design. O capacete é basicamente um tanque de gasolina de uma motocicleta… levamos cerca de um mês para construí-lo, só porque era algo tão especial e tão intrincado… Adoro coisas assim. Adoro o fato de que depois de sete anos e meio no ar, podemos encontrar coisas que ainda se sentem icônicas e memoráveis.”

O conjunto de edição limitada, bem como as coleções de DVD e Blu-ray disponíveis dia 22 de agosto, incluem comentários de áudio extra; Cenas deletadas e alternativas; E os seguintes especiais:

– Inside The Walking Dead;
– The Making of The Walking Dead;
– In Memorium;
– A Larger World;
– Breaking & Rebuilding;
– A New Chapter of Fear;
– Top Walkers;
– Warrior Women;
– The Writers of The Walking Dead;

Versões adicionais de edição especial dos discos da sétima temporada – disponíveis em 22 de agosto – incluem um conjunto de livros de aço disponível exclusivamente na Target; Um pacote lenticular do Blu-ray disponível exclusivamente na Best Buy; E conjuntos de DVD e Blu-ray que incluem cartões comerciais TWD Topps, disponíveis exclusivamente no Walmart.

The Walking Dead, a história de drama mais assistida da TV a cabo, vai estrear sua oitava temporada no dia 22 de Outubro de 2017 no AMC Internacional e no FOX Action (canal do pacote premium FOX+) e FOX Brasil. Confira o trailer oficial da temporada e fique por dentro de todas as notícias.

Fiquem ligados aqui no Walking Dead Brasil e em nossas redes sociais @TWDBrasil no twitter e Walking Dead Br no facebook para ficar por dentro de tudo que rola no universo de The Walking Dead.


Fonte: Yahoo

Continue lendo

7ª Temporada

The Walking Dead 7ª Temporada: Veja todas as versões alternativas dos mortos por Negan e Lucille

Vinícius Castro

Publicado há

em

A estreia da sétima temporada de The Walking Dead foi um marco histórico na televisão. Além de alcançar diversas polêmicas em relação aos limites da violência neste meio, as mortes causadas por Negan (Jeffrey Dean Morgan) e Lucille renderam uma recepção controversa, para não dizer cômica, por parte dos especialistas – chegando a ser considerado o pior e melhor momento de 2016 ao mesmo tempo.

Mesmo assim, buscando opções de evitar “spoilers” durante a produção da temporada, todos os personagens na linha do uni-duni-tê, com exceção de Rick (Andrew Lincoln), tiveram suas respectivas mortes filmadas. Enquanto oito destas acabaram sendo usadas como um momento de “imaginação” para o líder durante um teste de resistência aplicado em meio a uma horda de zumbis, outras duas, pertencentes a Abraham (Michael Cudlitz) e Glenn (Steven Yeun), infelizmente chegaram ao corte final.

Para a alegria (ou masoquismo) de todos, um fã da série decidiu reunir todas as versões alternativas em um único vídeo, mostrando mais detalhadamente cada uma das mortes. Confira Rosita (Christian Serratos), Sasha (Sonequa-Martin-Green), Eugene (Josh McDermitt), Carl (Chandler Riggs), Maggie (Lauren Cohan), Daryl (Norman Reedus), Aaron (Ross Marquand) e Michonne (Danai Gurira) tendo suas cabeças esmagadas no player abaixo:

Caso você não lembre, na noite anterior ao lançamento oficial de “The Day Will Come When You Won’t Be”, um misterioso vídeo – que você pode ver clicando aqui – mostrando a morte de Maggie (extremamente mais detalhada que nesta acima) caiu na internet, exibindo a grávida tendo sua cabeça esmagada mesmo após Glenn tentar intervir e ser desacordado por Dwight (Austin Amelio). Provavelmente essas versões completas de todos os personagens estarão disponíveis no DVD/Blu-ray da temporada.

E quanto a você? Acha que a decisão original foi correta? Qual(is) dos personagens deveria ter substituído Glenn e Abraham? Compartilhe conosco nos comentários.

The Walking Dead, a história de drama mais assistida da TV a cabo, irá retornar com a oitava temporada em Outubro de 2017 na AMC e na FOX Brasil. O trailer da temporada, bem como a data oficial de lançamento, será divulgada durante a Comic Con de San Diego em Julho.

Fiquem ligados aqui no Walking Dead Brasil e em nossas redes sociais @TWDBrasil no twitter e Walking Dead Br no facebook para ficar por dentro de tudo que rola no universo de The Walking Dead.

Continue lendo

7ª Temporada

Elenco e produtores analisam a 7ª temporada de The Walking Dead

Vinícius Castro

Publicado há

em

A sétima temporada de The Walking Dead, acima de qualquer análise, foi a mais polêmica de todo o currículo do drama zumbi da AMC. Responsáveis por uma recepção mista por parte do público e crítica especializada, os 16 episódios trouxeram uma montanha-russa de emoções, indo desde momentos de extrema tristeza e desolação até alguns outros mais leves, como um “alegre” passeio ao parque de diversões.

De toda forma, a emissora disponibilizou um vídeo especial recapitulando e analisando a mais recente temporada. O foco está por conta da imersão no “novo mundo” e comunidades, trazendo uma visão particular do elenco e equipe de produção sobre a árdua jornada vivida desta vez. Confira legendado no player abaixo:

The Walking Dead, a história de drama mais assistida da TV a cabo, irá retornar com a oitava temporada em Outubro de 2017 na AMC e na FOX Brasil. O trailer da temporada, bem como a data oficial de lançamento, será divulgada durante a Comic Con de San Diego em Julho.

Fiquem ligados aqui no Walking Dead Brasil e em nossas redes sociais @TWDBrasil no twitter e Walking Dead Br no facebook para ficar por dentro de tudo que rola no universo de The Walking Dead.


Legenda: Gabriel Simonassi / Staff Walking Dead Brasil

Continue lendo

EM ALTA