Siga-nos nas redes sociais

6ª Temporada

REVIEW THE WALKING DEAD S06E02 – “JSS”: Just Survive Somehow

Publicado há

 

em

Quebrando a expectativa de que veríamos a horda alcançar Alexandria no início deste episódio, JSS começa a trama com um flahsback, recurso amplamente utilizado pela série e que geralmente traz um pouco de luz sobre os acontecimentos atuais da história. Curiosamente, o flashback mostra a trajetória de Enid antes de chegar em Alexandria e nada esclarece a respeito da buzina que tirou os walkers da estrada, o que pode parecer uma jogada incomum, considerando que a garota não tem participação direta nos acontecimentos deste episódio.

Após os lançamentos das promos de JSS, surgiram especulações a respeito de Enid. Algumas pessoas começaram a achar que ela tivesse ligação com os Lobos e teria conspirado para que eles tomassem o local. Longe de apontar ligação com qualquer grupo, o flashback inicial serviu para lembrar qual é o real preço da sobrevivência. Sozinha, assustada e faminta, ela vagou até fazer seu caminho para Alexandria. E sozinha ela deixou o refúgio por perceber que aquele já não é um lugar seguro.

Certo. E o que isso tudo tem a ver com os acontecimentos centrais do episódio? O ataque a Alexandria se relaciona com a jornada de Enid de alguma forma?

De certa forma sim, pois todos estão procurando uma maneira de sobreviver. Deanna ainda não descobriu como fazer isso após a morte de Reg e permanece num estado semi-catatônico, uma sombra da líder que fundou Alexandria. Gabriel quer se redimir se tornando um membro útil, mas é odiado por todos. Jessie tenta entender como lidar com seus filhos, após a morte de Pete. Ron e Sam precisam lidar com o fato de que seu pai era um tipo de monstro, mas ainda assim era seu pai, e também com o fato de que as pessoas que mataram ele são as mais indicadas para proteger a comunidade.

the-walking-dead-s06e02-jss-review-001

Até mesmo os Lobos estão tentando sobreviver de alguma forma. O que parece ser pura barbárie, na verdade é a maneira insana que o bando encontrou para dar sentido a suas vidas neste mundo devastado.

Embora morasse em Alexandria, Enid já havia percebido a futilidade de tentar se manter atrás daqueles muros. Enquanto todos ainda estão se apegando a máquinas de fazer macarrão, cigarros e alimentos em conserva, ela já abriu mão desta ilusão e fleumaticamente decidiu partir da comunidade. Pode parecer uma decisão precipitada, mas

O fato é que mesmo entre aqueles que têm noção real de como funciona o apocalipse zumbi, as opções estão ficando cada vez mais escassas e sobra pouco espaço para meias medidas. Agora começo a perceber que foi um engano achar que o contraponto a visão pacifista de Morgan seria Rick. De fato, Carol é quem melhor desempenha esse papel. Debaixo do disfarce de dona de casa frágil, ela é a personificação do sobrevivente que faz o que é preciso para continuar vivo. Nos próximos episódios, este tipo de debate deverá voltar à tona, com Morgan e Carol em lados opostos e Rick pendendo para um dos lados.

Isso se os walkers deixarem algum espaço. Como sabemos, logo a comunidade será atingida novamente, pois os walkers continuam marchando em direção a Alexandria.

the-walking-dead-s06e02-jss-review-002

OBSERVAÇÕES:

O ataque a Alexandria foi um massacre, mas de certa forma é um alívio ver o choque de realidade finalmente chegar ao local. Tardiamente, é verdade. Considerando que os Lobos sequer carregavam armas de fogo consigo, o número de moradores mortos foi altíssimo. Tal situação teria sido facilmente evitada se todos tivessem ouvido as instruções de Rick e começassem a se preparar para lutar.

Preciso dizer que estou adorando a temporada, mas vou confessar que assistir tanta gente ser morta por pura falta de precaução a essa altura do apocalipse zumbi me faz querer berrar com os personagens.

Segue então a lista de coisas que eu berraria se eles pudessem me ouvir:

Quando Spencer, do alto da torre de vigia, e com uma vista completamente livre não conseguiu acertar um tiro:
– Você tem uma arma com mira telescópica. ACERTE ESSE CARA NA CABEÇA, PELO AMOR DE DEUS!!

E quando ele se mordeu todo pra matar um walker completamente imobilizado.
– MORRA!! APENAS MORRA!!

Quando Morgan disse que eles não tinham que matar pessoas:
– É CLARO QUE TEM, CARAMBAAA!! ESSAS PESSOAS ESTÃO TENTANDO MATAR VOCÊSS! ELAS NÃO VIERAM TOMAR CHÁ E VOCÊ NÃO É GANDI!!!

Quando Ron saiu correndo logo após Carl salvar a vida dele:
– EU ESPERO GENUINAMENTE QUE VOCÊ MORRA LOGO!

Quando Jessie matou a mulher lobo que invadiu sua casa:
– FUCKYINNG YEAAAH, MOTHERFUCKER!!

Quando Carol cortou o papo fucking bullshit “people don’t belong here anymore”:
– FUCKYINNG YEAAAH, MOTHERFUCKER!!

Quando Carol se disfarçou de Lobo e, mais uma vez, salvou o dia:
– FUCKYINNG YEAAAH, MOTHERFUCKER!!

Enfim, quando Carol fez tudo o que Carol sabe fazer:
– LOOK AT THE FLOWERS, MOTHERFUCKER!!

E quando Morgan simplesmente deixou cinco dos lobos andarem normalmente como se nada tivesse acontecido, enquanto corriam entre os pedaços dos corpos despedaçados dos moradores de Alexandria:
– WTF!

O próximo episódio se chama Thank You (Obrigado)! Curioso, não? Não deixe de acessar o link para promos e nem de deixar abaixo o seu comentário falando o que achou do episódio e suas expectativas para o embate walkers x alexandrianos. Até semana que vem!

Fiquem ligados aqui no Walking Dead Brasil e em nossas redes sociais @TWDBrasil no twitter e Walking Dead Br no facebook para ficar por dentro de tudo que rola no universo de The Walking Dead.

Publicidade
Comentários

EM ALTA