Siga-nos nas redes sociais

Série

Lennie James, Morgan em The Walking Dead, fala sobre a cena da 8ª temporada que será inesquecível

Publicado há

em

Primeiro ele estava matando tudo que se mexia. Então ele se fechou e se recusou a matar qualquer coisa. Agora? Bem, essa é uma grande pergunta para a oitava temporada de The Walking Dead depois que Morgan estrangulou Richard. Ele está no exército do Reino e parece estar pronto para entrar na guerra contra Negan, mas seu psicológico conseguirá dar conta?

Em entrevista, Lennie James falou sua opinião sobre o assunto e falou sobre o que esperar para a temporada seguinte, especialmente sobre a cena de luta entre Morgan e Jesus que apareceu no trailer.

Por que não começamos falando sobre qual a abordagem de Morgan para a oitava temporada? Obviamente ele estava tentando não matar, mas então ele matou, e agora a guerra chegou, então como ele vai lidar?

Lennie James: Bem, como ele lida é basicamente o enredo da oitava temporada na verdade. Nós estamos indo para guerra, e isso é algo que é inevitável. Ele está envolvido numa grande batalha interna sobre o quanto é difícil ou o quanto ele acredita que toda vida é preciosa. E mais que isso, ele resolverá se continuará sendo uma pessoa que não mata ou se muda de opinião.

Lembro que na temporada passada você falou que ele tinha medo de matar as pessoas porque ele sabia que era bom naquilo, e se ele voltasse a ser aquela pessoa nada poderia pará-lo. É esse tipo de coisa que veremos em sua batalha interior?

Lennie James: Uma das coisas que gostei nessa temporada foi poder voltar a ser um personagem regular na série, em vez de ficar aparecendo e desaparecendo como fazia antes, o que também foi uma coisa boa, porque nos deu o desafio de reapresentar o novo e diferente Morgan para o público. E isso pode mostrar passo a passo para o público a minúcia do seu problema, e como a mudança de caráter dele não é algo simples.

Então sim, esse é o tipo de coisa com a qual ele vai batalhar nessa temporada, só que tudo ficou ainda mais complicado porque antes sua jornada era a de um homem que havia perdido tudo e não tinha nada. Agora, ele tem relações e fez conexões. Ele fez conexões com o Reino. Com Carol. Com Alexandria. Ele ainda tem conexões com Rick e todas essas coisas complicarão sua jornada e tornam sua tomada de decisões mais difícil.

É interessante como você fala das diferentes conexões dele porque eu iria perguntar se ele se considera um membro de Alexandria ou do Reino a essa altura? Ou nenhum dos dois?

Lennie James: Essa é uma boa pergunta, e um bom exemplo disso é a decisão dele sobre o exército do Reino. Tinha um ponto da história que isso aconteceria mais cedo, então eu conversei com o showrunner Scott M. Gimple e isso foi adiado porque eu achei ser muito cedo para o Morgan tomar essa decisão de assumir uma posição. Se você entra no exército do Reino, você faz parte do Reino, então o fato dele não assumir o exército até a morte de Benjamin deixou tudo mais significativo e importante. Então demorou muito para responder uma pergunta que não tenho resposta de verdade.

A razão pela qual eu não sei é porque o Morgan não sabe. Não acho que ele no exército faça dele um membro do Reino e não um da Alexandria. Essa jornada de pertencimento de Morgan será respondida na oitava temporada.

Ele já não tem um lar faz um longo, longo tempo.

Lennie James: Sim, quando você pensa sobre isso, do primeiro momento que o conhecemos há 100 episódios, ele ficou para trás quando Rick deixou Atlanta porque ali era onde estava sua esposa, então ele e seu filho ficaram ali e fizeram dali sua casa. Depois disso, seu lar era Duane, e então ele perdeu Duane. Então esse homem tem estado sem-teto durante toda a história, e ao ter perdido Duane, ele foi buscar por Rick, porque Rick era a única pessoa que ele conhecia nesse mundo que havia sobrado. Então ele foi me busca desse novo lar, e o resultado não foi bem o esperado, e ele se encontrou no Reino. E resta esperar para ver se ele vai funcionar no Reino ou se será apenas mais um lugar.

Nós vimos no trailer uma batalha entre Morgan e Jesus. O que você pode dizer sobre desafiar Tom Payne ali?

Lennie James: O que eu posso dizer é que foi muito divertido trabalhar com Tom nessa cena em particular. Não posso falar muito, nem mesmo pouco, sobre o que é aquela cena e onde ela acontece, ou o que acontece antes e depois dela, mas sim, isso é basicamente tudo que posso dizer e que não vai ser um momento que será facilmente esquecido.

Como você diria que a temporada 8 se difere da temporada 7?

Lennie James: A maior diferença é que a sétima temporada era preparação para guerra, e a oitava temporada é guerra, e esse tipo de diferença dita todas as outras diferenças que seguem. Na oitava temporada, toda cena parece ser interpretada num fundo de guerra em desenvolvimento, ou nos momentos entre uma batalha e outra. É uma montanha russa. O enredo é um pouco diferente. Nós não vamos pegá-los pelas mãos e mostrar todos os caminhos. O público terá que trabalhar um pouco mais a medida em que a história se preocupa com a natureza da guerra e no fato do inimigo não saber qual o próximo passo, e em certas circunstâncias, o público não saberá qual o plano até ele entrar em ação.

Os três primeiros episódios são de perder o fôlego. Eles vão acontecendo e vamos acalmar um pouco depois, e será brutal e haverá consequências. As batalhas não acontecerão necessariamente na direção que são planejadas, e com isso as consequências serão diferentes também.

A oitava temporada de The Walking Dead estreia no dia 22 de Outubro. Confira o trailer oficial da temporada e fique por dentro de todas as notícias.

Fiquem ligados aqui no Walking Dead Brasil e em nossas redes sociais @TWDBrasil no twitter e Walking Dead Br no facebook para ficar por dentro de tudo que rola no universo de The Walking Dead.


Fonte: Entertainment Weekly

Publicidade
Comentários

EM ALTA