Siga-nos nas redes sociais

7ª Temporada

Quem é Jadis? Pollyanna McIntosh, a nova integrante do elenco de The Walking Dead, fala sobre sua personagem

Dhebora Fonseca

Publicado há

em

ATENÇÃO! O post a seguir contém spoilers do episódio S07E10 – New Best Friends, da sétima temporada de The Walking Dead. Não continue se você ainda não assistiu. VOCÊ FOI AVISADO!!

Amiga ou inimiga? Essa é a grande questão entorno de Jadis, a enigmática líder do grupo habitante do ferro-velho, que sequestrou Rick Grimes e companhia no último episódio de The Walking Dead, “New Best Friends” (Novos Melhores Amigos). Ela fala um pouco estranho. Ela é um pouco estranha. E ela tem – ou melhor, tinha – um estranho zumbi armado chamado Winslow, que usava para dar boas vindas aos convidados. Então, sim, ela é única.

Quem é essa misteriosa mulher? A Entertainment Weekly foi até o ferro-velho atrás de Jadis, e parece que seu verdadeiro nome é Pollyanna McIntosh – ou melhor, este é o nome da atriz por trás da estranha nova personagem da série. Felizmente, ao contrário de Jadis, Pollyanna conversa usando frases completas! A seguir, ela nos conta um pouco sobre o novo trabalho, ajudar a criar a aparência da personagem, trabalhar no ferro-velho e também, sobre o zumbi Winslow.

ENTERTAINMENT WEEKLY: Porque não começamos falando sobre o processo de audição e como você conseguiu esse trabalho?

Pollyanna McIntosh: Bem, foi uma audição muito legal de conseguir. Era praticamente fazer o meu trabalho, ser encorajada dentro da sala, e me divertir. Depois, meu vídeo foi enviado ao produtor, e no dia seguinte, ele [o vídeo] estava incrível. Me disseram “Eles querem oferecer o papel à você”. Então, foi o processo de casting mais simples, para algo com tanto peso.

A sua audição foi muito diferente do que o produto final das gravações oficiais? Ou foi parecida?

Pollyanna McIntosh: Na verdade, foi bem parecida, mas é claro, eu tinha apenas uma cena [na audição], o nome da personagem era diferente, e me disseram que ela poderia ser um homem ou uma mulher, e foi muito interessante de ver que eles estavam com suas mentes tão abertas. As pessoas estavam falando sobre uma personagem chamada A [dos quadrinhos]. Haviam rumores se a personagem entraria mesmo na série, sobre quem ela seria, isso tudo antes mesmo de eu saber que ela não fazia parte dos quadrinhos. E é claro, agora eu sei que Jadis é uma criação de Scott [Gimple], e que ela não está nos quadrinhos.

Quando você conseguiu o papel, quais foram as intruções dadas a você pelo showrunner Scott Gimple, sobre a maneira como você deveria interpretar a personagem?

Pollyanna McIntosh: Ele me contou algumas coisas sobre o lugar de onde ela veio, e também sobre a maneira como ele a enxerga, e foi um jeito muito confiável e colaborativo de trabalhar. Há coisas que eu já sabia, mas também havia muitas que eu não sabia, e continuo não sabendo, para ser sincera. Ela [Jadis] é cheia de mistérios.

E sobre o jeito que Jadis tem de se comunicar? Há muitos gestos com as mãos e ela é bem econômica com palavras. Praticamente tem sua própria linguagem. O que você pode nos dizer sobre isso?

Pollyanna McIntosh: Exatamente. A maneira como eu vejo é como você disse, é direto. Não há tempo, nada é desperdiçado em montes, sabe, no nosso ferro-velho. Tudo está sendo aproveitado, como você pôde ver pelas roupas e armamento do grupo, e tudo mais. Nós aproveitamos as coisas, não as desperdiçamos. Logo, não há desperdício de palavras, também. Sinto que essa é uma maneira de fazer o grupo parecer mais harmonioso. Eles têm características que os diferenciam entre si dentro desse grupo, desse quase exército, e isso acaba causando uma intimidação, uma separação entre eles e os estranhos, também. Mesmo interpretando o papel, pude sentir que o personagem de Rick – quando eu estava no “modo Jadis” – estava tipo “Quem é essa mulher? Porque ela está falando assim?”, então, eu saí andando. Eu sei o que está acontecendo. Há algo que ela sabe que as outras pessoas não sabem, e eu acho que isso é uma ferramente muito útil para manter essa distância, e um pouco de intimidação também.

O que você achou da aparência da personagem, com o cabelo, as roupas e tudo mais?

Pollyanna McIntosh: Foi divertido! Eu li alguns comentários online outro dia, e tinham umas seis ou sete pessoas falando “Meu Deus, aquele cabelo… É horrível. O que é aquela franja? Está péssimo!” Mas, para mim, era só o meu cabelo antes de eu conseguir esse trabalho. Era um penteado que eu usei para um filme que fiz antes e, assim como a personagem, eu queria parecer impaciente, e também queria ter a aparência de uma forasteira. E isso acabou se encaixando para Jadis também, o que é incrível.

As roupas são meio militares, para mim, e meio “moda urbana”. As botas são fantásticas, também! Tudo é muito prático, ao meu ver. As luvas têm aqueles círculos, são símbolos de proteção, e também um outro sinal de liderança: não sujar suas mãos. E ela também usa aquelas botas antigas. Jadis parece um pouco intimidadora, mas também é calma e minimalista, assim como sua linguagem.

Eu dei uma volta pelo ferro-velho quando visitei o set recentemente, e é inacreditável. Como foi a primeira vez que você viu tudo aquilo?

Pollyanna McIntosh: Me senti uma criança na manhã de Natal vendo aquele set. É incrível, impressionante e tão lindo, para mim. Estranhamente, quando eu era criança, eu costumava ver ferros-velhos e querer um pra mim. É bem estranho, mas é verdade, e aqui estou eu agora, no meu próprio ferro-velho que chamo de casa. Há montes e montes de carros empilhados juntos, particularmente animador. A quantidade de trabalho que a equipe investiu para projetar esse lugar – é um grande investimento e eu acho isso tudo muito lindo. É muito animador estar lá.

Você tem algum detalhe favorito sobre o set do ferro-velho? Peças específicas de lixo, ou apenas o jeito como foram montados?

Pollyanna McIntosh: Grande parte do cenário é uma grande estrutura de madeira aonde eles empilharam bastante lixo para parecer que é uma enorme pilha de lixo. Eu ficava olhando pra aquilo, sabendo que era seguro, mas apenas imaginando como se estivesse tudo realmente empilhado. Basta pensar no cara ou na garota que subiu até o topo da estrutura, para colocar a peça final, e como tudo parece tão incrível. Eu tive uma noção do grande comprometimento e arte de todos que trabalham na série quando eu olhei para aquilo [o set do ferro-velho], e eu me senti orgulhosa por fazer parte daquilo.

Como foi trabalhar com Andrew Lincoln pela primeira vez? Eu já vi esse cara em set várias vezes, e ele é bem intenso. Ele anda de um lado para o outro, grita, e às vezes até bate nas coisas entre um take e outro.

Pollyanna McIntosh: Trabalhar com Andy foi muito inspirador. Eu adoro atores que são livres e fazem o que precisam fazer para conseguir chegar ao ponto que precisam para exercer seus trabalhos. Todas essas coisas que você disse são uma grande diversão para mim, porque eu apenas sei que eles são livres, comprometidos, estão bem consigo mesmos e extremamente felizes em set. É exatamente assim que Andy é. Eu apenas amei trabalhar com ele. Ele foi ótimo. É estranho porque, é claro, eu o conheço como um ator britânico do meu país, mas ele mantém seu sotaque americano o tempo inteiro. Ele foi muito mais Rick do que Andy de certa forma, por conta do sotaque, o que é incrível porque isso o mantém no papel.

Foi engraçado, quando estávamos fazendo a cena da negociação depois de ele cair do topo [do ferro-velho] – nós nos divertimos muito. Jadis realmente adora barganhar. Ela gosta de negociar, então eu tive que focar muito nisso com ele e aproveitar o momento, e ele ficou com um sorrisinho no rosto. Ao final [da gravação], ele disse “Foi muito divertido!”, e isso me fez sentir muito bem vinda e muito bem aceita, foi muito bom.

Vamos falar sobre Winslow, o zumbi cheio de espetos e que usava um capacete. Como aquela coisa era vista de perto?

Pollyanna McIntosh: Fenomenal! Eu assisti essa cena como se fosse uma telespectadora porque eu a vi por um monitor. É claro, há momentos em que Jadis olha para baixo e mantém seu olhar misterioso, mostrando o que ela realmente está pensando. Mas eu, Pollyanna, assistindo a cena pelo monitor, estava tipo “Pega ele! Pega ele! Não seja pego! Corra para esse lado!”, eu estava animada. Estava muito entregue àquilo. Várias pessoas vieram ao set assistir à cena porque foi a primeira vez que tivemos um zumbi armado na história.

Então, todos estavam muito animados. Norman apareceu pela primeira vez naquele dia apenas para ver a cena. Novamente, eu tive um enorme sentimento de camaradagem do elenco e da equipe. Eu senti pelo ator [que interpretou o zumbi armado]. O calor lá embaixo era muito intenso, e ele não estava apenas maquiado, mas também tinha toda a vestimenta armada por cima da maquiagem. Mas ninguém reclamava, apenas iam lá e faziam o que tinham que fazer, da melhor maneira que conseguiam, e isso foi extremamente animador de ver. Acho que foi algo muito interessante na série.

Quais as intenções do grupo [de Jadis]? Jadis disse que eles esperaram por um bom tempo que alguém pegasse os suprimentos do barco, para que depois eles apenas fossem lá, e roubassem-nos. Ela disse “Nós pegamos, não nos importamos.” Então, o modo de trabalho do grupo é, basicamente, evitar riscos o máximo possível, e deixar que os outros façam o trabalho duro?

Pollyanna McIntosh: Eu diria que, o máximo possível, sim. Nós nos arriscaríamos quando precisássemos mas sim, quanto mais pudermos apenas pegar e não nos importar, melhor, porque é assim que nós funcionamos. Nós estamos indo muito bem dessa maneira, porque mudaríamos agora, sabe?

O que você pode nos dizer sobre o que aconterá com Jadis a seguir? Eles construiram aquele set incrível então, provavelmente o veremos novamente.

Pollyanna McIntosh: Estou animada pelo que vem à frente! Essa é uma série aonde qualquer coisa pode acontecer e eu vou descobrir coisas novas assim como todo mundo. Veremos. Espero mais aventura!

The Walking Dead, a história de drama mais assistida da TV a cabo, vai ao ar nas noites de domingo no AMC Internacional, às 23h, e no FOX Action (canal do pacote premium FOX+) e FOX Brasil, às 23h30. Confira todas as notícias sobre a sétima temporada.

Fiquem ligados aqui no Walking Dead Brasil e em nossas redes sociais @TWDBrasil no twitter e Walking Dead Br no facebook para ficar por dentro de tudo que rola no universo de The Walking Dead.


Fonte: Entertainment Weekly

Continue lendo
Publicidade
Comentários

7ª Temporada

Edição limitada do Blu-ray da 7ª temporada de The Walking Dead

Ávila Souza

Publicado há

em

Lembra do Winslow, o zumbi com espetos que Rick enfrentou no lixão na sétima temporada de The Walking Dead? Agora os fãs têm a chance de esfaqueá-lo também… especialmente se eles quiserem ter acesso aos Blu-rays do sétimo ano.

“The Walking Dead Season 7 Limited Edition Spike Walker Statue with Soft Touch Digipak” foi feito pela Lionsgate e Anchor Bay Entertainment e trará todos os cinco discos de Blu-ray da sétima temporada de The Walking Dead além de uma enorme quantidade de especiais que inclui um busto de Winslow, que traz as estacas saindo de sua cabeça ensaguentada e fechada com metais, e estacas em seu peito. Na verdade, a edição limitada do Winslow é interativa: mecanismos especiais de uma das estacas vai fazer com que o usuário tenha que remover e colocá-la de volta para conseguir liberar o box de Blu-rays embaixo do busto.

O Box Limitado Zumbi com Espetos terá venda exclusiva no Amazon e estará disponível a partir de outubro deste ano. Ele foi criado pela McFarlane para prestar homenagem a um dos mortos-vivos mais memoráveis da série que apareceu no episódio “New Best Friends” da sétima temporada. Winslow, interpretado pelo maquiador especial e figurante Gino Crognale, foi colocado contra Rick numa luta brutal armada pela chefe das pessoas do lixão Jadis para testar Rick.

O produtor executivo da The Walking Dead, diretor e especialista em efeitos especiais, Greg Nicotero, que planejou a criação de Winslow com o showrunner Scott M. Gimple e, em seguida, projetou o cara espetado, disse ao Yahoo TV após o episódio de fevereiro, que Winslow era como “uma instalação de arte”.

“Comecei a olhar para os espantalhos de Planeta dos Macacos, que tinham estes grandes, longos… eles eram realmente únicos. Eles eram grandes Xs que têm esse olhar realmente assustador. Eu pensei que seria realmente legal se nós imitássemos de alguma forma com armas e vergalhões e lâminas de serra e unhas e facas saindo”, disse Nicotero. “Nós fomos a partir daí e refinamos o design. O capacete é basicamente um tanque de gasolina de uma motocicleta… levamos cerca de um mês para construí-lo, só porque era algo tão especial e tão intrincado… Adoro coisas assim. Adoro o fato de que depois de sete anos e meio no ar, podemos encontrar coisas que ainda se sentem icônicas e memoráveis.”

O conjunto de edição limitada, bem como as coleções de DVD e Blu-ray disponíveis dia 22 de agosto, incluem comentários de áudio extra; Cenas deletadas e alternativas; E os seguintes especiais:

– Inside The Walking Dead;
– The Making of The Walking Dead;
– In Memorium;
– A Larger World;
– Breaking & Rebuilding;
– A New Chapter of Fear;
– Top Walkers;
– Warrior Women;
– The Writers of The Walking Dead;

Versões adicionais de edição especial dos discos da sétima temporada – disponíveis em 22 de agosto – incluem um conjunto de livros de aço disponível exclusivamente na Target; Um pacote lenticular do Blu-ray disponível exclusivamente na Best Buy; E conjuntos de DVD e Blu-ray que incluem cartões comerciais TWD Topps, disponíveis exclusivamente no Walmart.

The Walking Dead, a história de drama mais assistida da TV a cabo, vai estrear sua oitava temporada no dia 22 de Outubro de 2017 no AMC Internacional e no FOX Action (canal do pacote premium FOX+) e FOX Brasil. Confira o trailer oficial da temporada e fique por dentro de todas as notícias.

Fiquem ligados aqui no Walking Dead Brasil e em nossas redes sociais @TWDBrasil no twitter e Walking Dead Br no facebook para ficar por dentro de tudo que rola no universo de The Walking Dead.


Fonte: Yahoo

Continue lendo

7ª Temporada

The Walking Dead 7ª Temporada: Veja todas as versões alternativas dos mortos por Negan e Lucille

Vinícius Castro

Publicado há

em

A estreia da sétima temporada de The Walking Dead foi um marco histórico na televisão. Além de alcançar diversas polêmicas em relação aos limites da violência neste meio, as mortes causadas por Negan (Jeffrey Dean Morgan) e Lucille renderam uma recepção controversa, para não dizer cômica, por parte dos especialistas – chegando a ser considerado o pior e melhor momento de 2016 ao mesmo tempo.

Mesmo assim, buscando opções de evitar “spoilers” durante a produção da temporada, todos os personagens na linha do uni-duni-tê, com exceção de Rick (Andrew Lincoln), tiveram suas respectivas mortes filmadas. Enquanto oito destas acabaram sendo usadas como um momento de “imaginação” para o líder durante um teste de resistência aplicado em meio a uma horda de zumbis, outras duas, pertencentes a Abraham (Michael Cudlitz) e Glenn (Steven Yeun), infelizmente chegaram ao corte final.

Para a alegria (ou masoquismo) de todos, um fã da série decidiu reunir todas as versões alternativas em um único vídeo, mostrando mais detalhadamente cada uma das mortes. Confira Rosita (Christian Serratos), Sasha (Sonequa-Martin-Green), Eugene (Josh McDermitt), Carl (Chandler Riggs), Maggie (Lauren Cohan), Daryl (Norman Reedus), Aaron (Ross Marquand) e Michonne (Danai Gurira) tendo suas cabeças esmagadas no player abaixo:

Caso você não lembre, na noite anterior ao lançamento oficial de “The Day Will Come When You Won’t Be”, um misterioso vídeo – que você pode ver clicando aqui – mostrando a morte de Maggie (extremamente mais detalhada que nesta acima) caiu na internet, exibindo a grávida tendo sua cabeça esmagada mesmo após Glenn tentar intervir e ser desacordado por Dwight (Austin Amelio). Provavelmente essas versões completas de todos os personagens estarão disponíveis no DVD/Blu-ray da temporada.

E quanto a você? Acha que a decisão original foi correta? Qual(is) dos personagens deveria ter substituído Glenn e Abraham? Compartilhe conosco nos comentários.

The Walking Dead, a história de drama mais assistida da TV a cabo, irá retornar com a oitava temporada em Outubro de 2017 na AMC e na FOX Brasil. O trailer da temporada, bem como a data oficial de lançamento, será divulgada durante a Comic Con de San Diego em Julho.

Fiquem ligados aqui no Walking Dead Brasil e em nossas redes sociais @TWDBrasil no twitter e Walking Dead Br no facebook para ficar por dentro de tudo que rola no universo de The Walking Dead.

Continue lendo

7ª Temporada

Elenco e produtores analisam a 7ª temporada de The Walking Dead

Vinícius Castro

Publicado há

em

A sétima temporada de The Walking Dead, acima de qualquer análise, foi a mais polêmica de todo o currículo do drama zumbi da AMC. Responsáveis por uma recepção mista por parte do público e crítica especializada, os 16 episódios trouxeram uma montanha-russa de emoções, indo desde momentos de extrema tristeza e desolação até alguns outros mais leves, como um “alegre” passeio ao parque de diversões.

De toda forma, a emissora disponibilizou um vídeo especial recapitulando e analisando a mais recente temporada. O foco está por conta da imersão no “novo mundo” e comunidades, trazendo uma visão particular do elenco e equipe de produção sobre a árdua jornada vivida desta vez. Confira legendado no player abaixo:

The Walking Dead, a história de drama mais assistida da TV a cabo, irá retornar com a oitava temporada em Outubro de 2017 na AMC e na FOX Brasil. O trailer da temporada, bem como a data oficial de lançamento, será divulgada durante a Comic Con de San Diego em Julho.

Fiquem ligados aqui no Walking Dead Brasil e em nossas redes sociais @TWDBrasil no twitter e Walking Dead Br no facebook para ficar por dentro de tudo que rola no universo de The Walking Dead.


Legenda: Gabriel Simonassi / Staff Walking Dead Brasil

Continue lendo

EM ALTA