Siga-nos nas redes sociais

4ª Temporada

The Walking Dead 4ª Temporada: Andrew Lincoln diz que Rick está em seu pior momento

Publicado há

em

A boa notícia para Rick Grimes é que ele ainda está vivo. Eeeeeeeeee, é basicamente isso. Ele pegou um assento na primeira fila para a execução do seu grande amigo Hershel, o Governador o espancou até quase a morte, a prisão foi assolada por zumbis, e, claro, até onde ele sabe, sua filha Judith virou o lanche de alguém. Então, isso não qualifica o que chamaríamos de melhores dias até o momento para o Sr. Grimes. (Tipo, é só ver a foto acima, Deus do céu!) O que vem pela frente? Saberemos quando The Walking Dead voltar com os oito episódios finais de sua quarta temporada em 9 de fevereiro, na AMC. O primeiro episódio de volta traz uma luta de desejos entre Rick e Carl enquanto buscam por abrigo e segurança.

A Entertainment Weekly conversou com o Papai Grimes, Andrew Lincoln, sobre o que podemos esperar no episódio 409 – “After” (Após) e adiante.

ENTERTAINMENT WEEKLY: Então, com o fim da prisão, todos vão ficar isolados em pequenos grupos e vamos ver as pessoas tendo que se esforçar mais. O que você pode nos contar sobre o que vem por aí?

ANDREW LINCOLN: Estou muito animado para os 8 episódios de volta. Acho que veremos um tom diferente nesses 8 últimos, e acho que vocês vão ver muitos personagens que não tinham visto com tantos detalhes e todos tem sua chance de brilhar. E as pessoas estão mostrando desempenhos excelentes. Acho que três dos scripts que recebi dos 8 restantes foram meus favoritos de todos os tempos. Mas é diferente, e isso é tão admirável a respeito da visão de Scott Gimple. É um tom bem diferente para a série e eu acho que você aprende muito. É bem focado nos personagens, bem cheio de alma – muito mais remanescente da primeira temporada, eu acho, bem porque eles estão todos perdidos e sozinhos e eles estão muito mais vulneráveis. E também porque eles estão longe uns dos outros e você percebe que sozinhos sua família está morrendo. É quase como vinhetas; é como estudo de caráter em todos os personagens. A motivação em tudo isso é a grande esperança de que eles se encontrarão novamente.

EW: Na maior parte do tempo, tudo o que vimos nessa série tem sido como um grande grupo, deixando de lado algumas separações aqui e ali quando pequenos grupos saem em buscas ou algo assim. Mas agora teremos bem mais histórias de grupos individuais ou menores já que todos estão espalhados. Essa mudança de ritmo é boa?

LINCOLN: Eu acho que sim. Não é somente uma mudança de ritmo, mas ela acaba causando uma recompensa para o público que não conhece bem alguns personagens em suas histórias e passados. Há alguns pares bem legais, posso dizer. Muito, muito legais.

the-walking-dead-s04e09-002

EW: A esta altura, após verem o assento vazio e ensanguentado, os espectadores estão indagando: Onde está a bebê Judith? O que Rick está assumindo com relação à Judith?

LINCOLN: Ela sumiu. Acho que como vocês viram no episódio, ela sumiu. É isso. É isso que fica para Rick e Carl. Rick tem colocado muito de sua ideologia de esperança e mudança em Hershel e na prisão. Agora essas pessoas foram arrancadas dele. Os 8 restantes para ele são muito a respeito de uma história de autodescoberta, de se encontrar derrubado no chão e descobrir uma nova maneira de se levantar. E é a respeito de ser um pai. Acho que o episódio 9 explora muito disso – sobre se tornar um homem e um homem que aceita esse fato. É uma história honrada no tempo. Mas é organizada sob circunstâncias incrivelmente difíceis. Há um montão de coisas fervilhando para todos os personagens. Eles estão em seu momento mais frágil provavelmente desde que eu acordei do coma. É claro, todos são sobreviventes tenazes. Lembre-se disso, os únicos habitantes deste mundo que não estão atrás de paredes são também sobreviventes tenazes.

EW: E quais são os resultados de ter visto Hershel sendo executado? Especialmente para Rick, porque ele foi o negociador de sua liberdade e acabou falhando nisso. Como isso vai pesar para ele?

LINCOLN: Cara, ele nunca tem descanso. Não é um sujeito fácil de interpretar. Não são muitas das suas decisões que dão certo, sejamos honestos. Esse foi o sinal de morte para esse estilo de vida. Isso terminou, esse acordo que Rick estava tentando e fez como a oferta de paz para o Governador. Hershel era uma figura paterna e um mentor, ele era o alicerce para todo mundo, ele era a consciência moral. Eu acho que o espírito de Hershel vai permanecer sempre. Todos que exercem impacto na sua vida você acaba carregando para sempre, mas eu acho que Rick está em uma maré bem ruim. E eu acho que fisicamente, no episódio 9, vocês vão ver um homem assustado pela primeira vez em muito tempo. Ele não está assustado por si, mas pelo filho que está fraco. Ele está muito, muito fraco e isso o torna beligerante e agressivamente desafiador com seu filho porque ele está com medo. Então, ele está fisicamente fraco, espiritualmente ele está perdido, mentalmente ele não sabe bem por onde começar porque ele só é capaz de ver sua casa demolida. Ele está no seu pior momento.

Como você acha que Rick vai conseguir se reerguer? Você acha que ele vai tentar encontrar os outros ou vai seguir em frente apenas com Carl? Deixe seus pensamentos nos comentários abaixo.

The Walking Dead, a história de drama mais assistida da TV a cabo, irá retornar com os oito últimos episódios da quarta temporada no dia 09 de Fevereiro de 2014 na AMC e 11 de Fevereiro de 2014 na FOX Brasil.

Fiquem ligados aqui no Walking Dead Brasil e em nossas redes sociais @TWDBrasil no twitter e Walking Dead Br no facebook para ficar por dentro de tudo que rola no universo de The Walking Dead.


Fonte: Entertainment Weekly
Tradução: @Felipe Tolentino / Staff Walking Dead Brasil

Continue lendo
Publicidade
Comentários

EM ALTA