Siga-nos nas redes sociais

4ª Temporada

The Walking Dead 4ª Temporada: Danai Gurira apresenta um momento “volátil” de Michonne

Publicado há

em

A 4ª temporada tem sido um passeio em uma montanha-russa para Michonne até aqui em The Walking Dead. Um minuto, ela está sorrindo e entregando a Carl um montão de quadrinhos; no próximo, ela está se agarrando ao bebê Judith e chorando que nem um bebê. Um minuto, ela está finalmente gostando de fazer parte da grande comunidade; no próximo, ela está observando aquele idiota do Governador degolar a cabeça de Hershel e destruir tudo o que eles construíram na prisão. Então, o que Michonne fará agora? A boa noticia (para nós, não pra ela) é que vamos descobrir a resposta para essa pergunta quando The Walking Dead retornar em 9 de Fevereiro com os oito últimos episódios da temporada. A estreia do midseason irá nos mostrar onde Michonne termina – ambos, mentalmente e fisicamente – após a queda da prisão. E sim, isso inclui a introdução de dois “Bichinhos” novinhos em folha (como na foto acima).

The Walking Dead 4ª Temporada: Andrew Lincoln diz que Rick está em seu pior momento

A Entertainment Weekly conversou com Danai Gurira, que interpreta Michonne, para conseguir algumas informações adicionais em termos do que esperar.

ENTERTAINMENT WEEKLY: Então começamos os últimos oito episódios com todos meio que divididos em pequenos grupos e eu sei que nesse primeiro episodio nós veremos o que aconteceu com Michonne com a queda da prisão e aonde ela vai. O que mais você pode nos dizer?

DANAI GURIRA: O que nós sabemos é que ela realmente estava começando a se estabelecer. Ela realmente se importava com esse lugar. Ela realmente quis impedir o que ela sabia sobre o que Governador era capaz de fazer. Ela não viu qualquer esperança em sua transformação ou redenção. A ideia de que isso na verdade aconteceu só porque ela estava com a guarda baixa. Você sabe o que ela disse para o Daryl no episodio 404, “Eu não vou mais sair e procurar por ele.” Então o rastro esfriou e ela começa a se sentir bem em apenas estar lá, e não isolada em seu cavalo. Ela faz essa pequena viagem com Hershel e começa a literalmente ajudar mais com as atividades domésticas da prisão. Então para chegar no ponto onde tudo isso é perdido, é cruelmente traumático para ela. O que acontece com Hershel logo ao lado dela, em sua presença, algo que ela não poderia impedir, isso para ela é extremamente traumático. Você sabe que ela gosta de cuidar dos negócios. Ela tinha acabado de deslizar para dentro da comunidade como membro e se conectar e isso é enorme para ela. É revolucionário para ela. Então a perda é seriamente extrema. Então a pergunta é, como ela metaboliza isso? Como ela lida com isso?

michonne-too-far-gone-walking-dead

EW: Qual é a consequência para todos em termos de assistir Hershel ser executado? Houveram obviamente muitas mortes nessa série, mas essa foi tão brutal para uma alma tão boa e gentil para ter sido morta de uma forma tão selvagem. O que essa perda causou a todos?

GURIRA: Quer dizer, o que todo mundo realmente tem que fazer é processar e sobreviver. Mas eles têm que sobreviver, e eles ao menos têm o tempo e o espaço para processar? É claro que eles vivem em um apocalipse onde não há mais paredes e nem proteção, então como todo mundo irá lidar com essa perda? Poderia ir por qualquer caminho. Como nós navegamos por esse mundo enquanto ainda tentamos metabolizar todas essas perdas e sofrimentos. Esse é um momento volátil. É um momento aterrorizante para todo mundo.

EW: Para a maioria essa série tem sido um grande grupo. Agora que todos parecem ter sido divididos em grupos menores, como isso vai mudar na série?

GURIRA: Eu acho que o que Andy disse é o melhor. Há espaço em torno dos eventos de uma forma que é definitivamente diferente. Há muita atenção dispensada às pessoas e suas experiências e sua confusão interior e trauma exterior. Há muito do que conhecer em todos. Nós não estamos mais agindo como um conjunto porque o grupo está quebrado. O que eu amo sobre isso é que olhando para isso de uma grande perspectiva é a forma fantástica de contar a história porque na pequena pesquisa que fiz eu aprendi que um dos elementos chave da guerra é o deslocamento. As pessoas estão presas na preocupação de onde as elas estão e o que aconteceu a elas e não tendo qualquer forma de descobrir. Isso é tão rico, um componente autentico do que realmente acontece na zona de guerra. Então eu acho isso realmente eletrizante que estará ondulando através do retorno do oitavo.

EW: Mais alguma intriga está vindo para a Michonne?

GURIRA: O que é interessante para a Michonne é que ela está na pista de alguma coisa. Ela está na pista de algo nos primeiro oito episódios. Ela irá se estabelecer? Ela começará a se abrir? Então o trauma bate e eu acho que a grande questão é, isso irá fazê-la se fechar novamente ou fazê-la se abrir? É uma questão de voltar a ser a antiga Michonne ou seguir um caminho diferente. Essa é a questão presidindo em sua alma enquanto ela tenta metabolizar o trauma que se abateu sobre ela.

The Walking Dead, a história de drama mais assistida da TV a cabo, irá retornar com os oito últimos episódios da quarta temporada no dia 09 de Fevereiro de 2014 na AMC e 11 de Fevereiro de 2014 na FOX Brasil.

Fiquem ligados aqui no Walking Dead Brasil e em nossas redes sociais @TWDBrasil no twitter e Walking Dead Br no facebook para ficar por dentro de tudo que rola no universo de The Walking Dead.


Fonte: Entertainment Weekly
Tradução: Kinha / Staff Walking Dead Brasil

Continue lendo
Publicidade
Comentários

EM ALTA