Siga-nos nas redes sociais

10ª Temporada

5 Coisas que podemos esperar de Daryl na 10ª temporada de The Walking Dead

Listamos cinco momentos que podem fazer parte da história de Daryl na 10ª temporada The Walking Dead.

Publicado há

 

em

Poucos personagens em The Walking Dead têm um grupo tão maciço e fiel de fãs quanto Daryl Dixon, e isso explica muito bem o crescimento do personagem na série. Na nona temporada, após a saída de Rick Grimes, ele ganhou mais espaço, tomou decisões e assumiu arcos que seriam do xerife.

Desde a primeira temporada, Daryl se apresenta como um homem cheio de mistérios e interessantes habilidades de sobrevivência. Pouco vimos sobre o passado do personagem além do que soubemos através de seu irmão, Merle. No entanto, Daryl hoje é um dos homens-fortes de Alexandria e Hilltop, e, com a saída de Michonne e a incerteza sobre o retorno de Maggie, é bem provável que ele tenha ainda mais protagonismo na série.

Pensando nisso, pensamos em cinco momentos que queremos ver do personagem na 10ª temporada de The Walking Dead. Confira:

1 – Cenas com Carol

São poucos os personagens que podemos dizer que estão em The Walking Dead desde a primeira temporada. Os dois remanescentes ostentam também a amizade mais forte e as habilidades mais diferenciadas da série.

Carol está se separando do rei Ezekiel e voltando a morar em Alexandria, onde ficará mais perto do melhor amigo. Além de tudo, ela acaba de perder o filho, Henry, para os Sussurradores, e terá que se apoiar em Daryl para superar a perda e buscar vingança contra os Sussurradores.

No trailer divulgado da décima temporada, Carol parece estar a vontade perto de Daryl. Os dois, inclusive, brincam sobre o fato de serem melhores amigos, quando ela pergunta se deve fazer pulseirinhas da amizade para os dois. A união dos amigos em torno do objetivo de liquidar as ameaças que se aproximam podem render cenas bem interessantes nesta 10ª temporada.

LEIA TAMBÉM:
10 vezes em que Daryl Dixon foi um babaca em The Walking Dead

2 – Cuidar bem do Cachorro

Muitas caras novas foram apresentadas na 10ª temporada de The Walking Dead: a nova Judith, RJ, o grupo de Magna, os Sussurradores. Mas um rosto em especial agradou aos fãs: o Cachorro, que rapidamente conquistou o coração de todos (se você não torce para que o Cachorro de The Walking Dead conquiste o mundo, saia deste texto). O canino tem uma forte afinidade por Daryl, e não apenas segue os comandos do mentor, mas parece ter orgulho em proteger seu amigo humano.

Claro que pensamos em como os cachorros conseguiram sobreviver por tanto tempo dentro do apocalipse zumbi. É cada vez menos comum vermos diferentes espécies soltas por aí, então temos sim que valorizar os bichos no contexto atual. Também por isso temos que torcer para que o Cachorro fique por muitos anos em The Walking Dead, porque pode significar também a sobrevivência da espécie.

Daryl e seu cão formaram uma dupla bastante interessante para rondas, para atrair e reencaminhar zumbis, e possivelmente para luta. O Cachorro ainda não foi posto em batalha, mas, dadas suas habilidades em outras funções, é de se imaginar que ele também é um bom guardião nesse sentido.

3 – Parceria com Connie

Outra excelente adição à vida de Daryl na nona temporada foi Connie. Os dois formaram uma dupla interessante e, em pouco tempo, mostraram um entrosamento interessante. Após passar tanto tempo na solidão e na esperança de encontrar algum rastro de Rick Grimes, ele voltou para o convívio de Alexandria e Hilltop e encontrou abrigo em amigos antigos e em novas parcerias, principalmente com Connie.

Connie se juntou à série como parte do grupo de Magna e rapidamente deu um novo brilho a Daryl. Os dois compartilham um estilo agressivo de buscar a verdade e proteger aqueles com quem se preocupam, mesmo que isso signifique colocar-se em perigo para fazê-lo.

O Daryl que conhecemos luta para se expressar emocionalmente, enquanto Connie se expressa através de anotações e com seu jeito de viver o apocalipse zumbi. Os dois ainda encontram uma maneira de resolver suas limitações de comunicação, mas isso em momento algum os impediu de se entrosar muito bem.

Há quem shippe o casal e há quem prefira que Daryl se envolva com Carol. Fato é que todos eles precisam estar juntos em mais missões na décima temporada. Se essas forças se juntarem, os Sussurradores correm sérios perigos.

LEIA TAMBÉM:
Norman Reedus quer reencontro de Daryl e Rick nos filmes de The Walking Dead

4 – Outra treta com Beta

Um dos momentos mais legais da nona temporada foi o luta entre Daryl e Beta. Apesar da vitória do mocinho, o número dois dos Sussurradores sobreviveu, e provavelmente está em busca de vingança contra aquele que quase o matou.

Vale lembrar que os Sussurradores estão em uma posição de dominância sobre os sobreviventes de Hilltop e Alexandria. Após colocar cabeças nas estacas para demarcar território, estabelecer fronteiras e se infiltrar na feira do Reino, Beta e seu povo são uma ameaça maior do que nunca.

O cenário está pronto para outro confronto, já que Hilltop, Alexandria (além de Oceanside, que ainda existe) provavelmente não chegarão a lugar algum tão cedo sem passar pela barreira dos vilões. É provável que haja algum tipo de conflito eventual quando o grupo de Alpha retornar de sua migração.

O próximo encontro entre Daryl e Beta deve resultar em outra luta histórica. Estes são dois dos sobreviventes mais durões que o apocalipse zumbi tem a oferecer, e eles têm bastante a nos mostrar em caso de novo embate.

5 – Explorar mais o personagem

Daryl é um dos remanescentes dos primórdios de The Walking Dead, mas muito pouco sabemos do personagem. Ele não mostra interesse romântico por ninguém e é lento para formar laços com outras pessoas, a menos que algo se desenvolva organicamente através de eventos ao seu redor.

Houve momentos em que parecia que o passado de Daryl seria explorado pelos produtores da série. Principalmente na época de seus tempos com Merle e quando pegou um livro sobre abuso em uma biblioteca. Esses eventos abriram a porta para Daryl se tornar um personagem mais completo, mas eles nunca foram realmente explorados.

Talvez a AMC esteja mantendo um pouco de mistério sobre o passado e as emoções de Daryl, na esperança de torná-lo um enigma para os espectadores. No entanto seria bom saber um pouco mais sobre o que move o personagem e faz com que ele seja como é atualmente.

Por todas as ações que os fãs viram de Daryl, ele raramente está envolvido em cenas altamente emocionais, a menos que esteja lá para confortar alguém em momentos de necessidade. Seria bom ver Daryl se abrir mais na 10ª temporada.

E você, o que espera de Daryl na 10ª temporada de The Walking Dead? Deixe sua opinião nos comentários!

A 10ª temporada de The Walking Dead estreia dia 6 de Outubro.

Publicidade
Comentários

EM ALTA