Siga-nos nas redes sociais

Destaque

THE WALKING DEAD 10 ANOS: Entrevista exclusiva com IronE Singleton (T-Dog)

The Walking Dead completa 10 anos em outubro e, para comemorar, entrevistamos alguns atores da série. Confira nosso papo com IronE Singleton.

Rafael Façanha

Publicado há

em

arte com IronE Singleton e T-Dog para comemorar os 10 anos de The Walking Dead

To access the interview with IronE Singleton in english, click here.

The Walking Dead completa 10 anos de história na TV no dia 31 de outubro de 2020. Em comemoração a essa marca histórica, entrevistamos vários atores que participaram da série ao longo dos anos. Essas entrevistas, que começaram a ser divulgadas no início de setembro e vão até o final de outubro, estão sendo lançadas diariamente. Elas se encerrarão com uma grande surpresa preparada exclusivamente para os fãs, com grande carinho.

Nosso convidado de hoje é IronE Singleton, que interpretou T-Dog durante as temporadas 1, 2 e 3. O ator nos contou sobre as mortes de personagens que T-Dog presenciou, sobre seu último dia de gravações, sobre seu final preferido para The Walking Dead, sobre a IronE School of The Arts e mais!

Sem mais delongas, confira nossa entrevista exclusiva com IronE Singleton:

É uma honra conversar com você em um momento tão importante para The Walking Dead. Não é qualquer série que consegue chegar à marca de 10 anos, e você estava lá no começo de tudo. Comece contando para nós como foi fazer parte deste projeto. Como ele surgiu e como foi seu processo de audição?

IronE Singleton: Meu agente na época, o vencedor do Emmy Chase Paris, na Houghton Talent, pediu que eu fosse lá e lesse o teste para ele. Frank Darabont queria que eu lesse de forma diferente no segundo teste. O resto é história!

Além de The Walking Dead, nosso site também completa 10 anos de existência esse ano. Nós começamos juntamente com a série, em 2010. Você imaginava que a série fosse fazer tanto sucesso? Ter participado dela, mesmo que no começo, te abriu novas portas? Como você analisa o impacto de The Walking Dead na sua vida, tanto pessoal como profissional?

IronE Singleton: PARABÉNS! Não tinha ideia de que se tornaria isso que se tornou. O sucesso de TWD me deu status internacional como ator. Tenho fãs e amigos pelo mundo todo!

Pouco se sabe sobre a vida de T-Dog antes do surto. De acordo com Glenn, T-Dog era muito religioso. Quando você o interpretou, criou alguma estória sobre o que já havia acontecido com ele ou isso não o afetava na hora de atuar? Os roteiristas te contaram algo sobre ele para ajudar de alguma maneira?

IronE Singleton: Uma história de fundo é uma informação para um humano. Portanto, é sempre importante e necessário para que um ator interprete.

No segundo episódio da 1ª temporada de The Walking Dead, “Guts”, os personagens tiveram que se cobrir com partes dos zumbis. Como foram as gravações desse dia e teve alguma cena/momento que fez você ficar com o estômago revirado?

IronE Singleton: Hahaaa. Não, mas fez o T-Dog passar mal.???

T-Dog conseguiu salvar a vida de Beth quando a sua mãe zumbificada a atacou, mas infelizmente mais tarde na estória, não chegou a tempo de salvar Dale. De todas as mortes que seu personagem presenciou, qual foi a mais difícil de assistir? Tem alguma história por trás que você gostaria de compartilhar?

IronE Singleton: Cada um era diferente, mas tinha igual valor em termos de mais difícil de filmar, porque amo todos eles e não queria perder nenhum. Sophia, se eu tivesse que escolher porque ela era uma criança. Percebi ao perder meu sobrinho Edward Bozeman em circunstâncias misteriosas que quanto mais jovem, mais difícil é perdê-los por causa de tanta vida que foi tirada junto com uma abundância de sonhos, esperanças e potencial.

Todos eles tinham suas personalidades diferentes, o que contribuiu para uma experiência melhor, mais diversificada e completa para me ajudar a crescer mais como ser humano.

T-Dog definitivamente foi de extrema importância pro desenvolvimento da série, ele foi de um personagem secundário à um membro importantíssimo do grupo, morrendo como herói tentando salvar todos na prisão – em especial nossa amada Carol. Como/quando você descobriu que T-Dog iria morrer? E o que você achou dele ter morrido como um herói?

IronE Singleton: Fiquei sabendo 6 semanas antes. Eu amei. Uma morte heroica foi um sonho que se tornou real.

Olhando para o seu tempo na série, qual foi o episódio mais divertido de gravar? E qual o mais desafiador? Por quê?

IronE Singleton: Cada episódio é como um filho meu, mas meu primeiro – episódio 2 da primeira temporada, se eu tivesse que escolher, porque filmamos a menos de um quilômetro de onde eu cresci.

Mais desafiador: Temporada 2, Episódio 1 porque Darabont me fez filmar a cena do “corte de braço” 25-50 vezes!! Eu estava exausto!!

Você lembra como foi o seu primeiro dia no set? E o seu último? Adoraríamos saber detalhes sobre a recepção do elenco e também sobre sua despedida!

IronE Singleton: Meu primeiro dia foi no telhado, a temperatura estava acima de 38 graus e eu quase desmaiei.

No meu último dia, todo o elenco / equipe técnica se reuniu ao meu redor e da Sarah Wayne Callies para fotos. Norman Reedus me presenteou com um escudo que ele fez com que todos assinassem, e Greg Nicotero me presenteou com um molde do cadáver do T-Dog.

Se T-Dog tivesse sobrevivido por mais tempo na série, com quais personagens você gostaria que ele tivesse interagido? Existe algum ator/atriz específico com quem você gostaria de ter trabalhado mais durante seu período em The Walking Dead?

IronE Singleton: Todos eles. Eu só tive momentos de maior proximidade com Jeff DeMunn (Dale).

Durante a recente maratona da primeira temporada de The Walking Dead no AMC você postou um tweet falando que estava trocando mensagens nostálgicas com a Melissa McBride. Existe algo que você possa compartilhar conosco sobre essas lembranças maravilhosas? Que outros atores da série você ainda mantém um contato muito próximo?

IronE Singleton: Foi uma experiência linda conhecer meus colegas de elenco, intimamente. Pude aprender e crescer. Eu tenho a maioria dos seus números salvos caso eu precise deles.

Agora falando sobre o final de The Walking Dead, eu não sei se você continuou assistindo a série após a sua saída ou se acompanhou alguns momentos, mas adoraria saber de você: Como você acha que poderia ser o final ideal da série?

IronE Singleton: Daryl e Carol (os originais) devem salvar o dia e cavalgar juntos até o pôr do sol. Caso contrário, traga o T-Dog de volta para fazer isso. ?

Um dos motivos pelos quais o T-Dog e o Merle sempre discutiam era os comentários racistas feitos pelo Merle. O mundo ainda não dá a devida importância para a vida e principalmente para a vida negra. Agora, com o movimento Black Lives Matter, muitas pessoas estão aprendendo mais e se conscientizando, outras nem tanto. Você gostaria de comentar algo sobre?

IronE Singleton: Pratique verdade & amor em vez de paixões & ganância. Eu aplaudo TWD por abordar um tópico tão difícil, controverso e contundente e por abraçar Black Lives Matter, porque eles entendem que todas as vidas não podem importar até que as vidas negras importem.

Por favor, nos fale sobre a IronE School of The Arts! Como/quando surgiu a ideia de criar a escola e como está sendo esse projeto? Quais dicas você pode dar para quem sonha em seguir a carreira de ator?

IronE Singleton: Abrir o IronEsa.com foi uma progressão natural. Desde então tenho passado adiante tudo o que aprendi em meus mais de 25 anos como ator. A ISA vem sendo preparada durante toda a minha vida porque o que acontece não é por coincidência, mas por desígnio.

Sabemos que a pandemia adiou muitos projetos, e nós, fãs de The Walking Dead, estamos sofrendo porque a season finale da série foi afetada. Como a pandemia te afetou? Algum projeto que estava em andamento teve que ser adiado? E como você tem se cuidado?

IronE Singleton: Consegui encerrar o segundo de dois dos meus projetos definidos para lançar este ano uma semana antes de tudo fechar.

Para encerrar: aqui no Brasil sempre mandamos muito amor a todos que estão envolvidos em The Walking Dead. Os fãs brasileiros são muito apaixonados! Esse carinho chega de alguma maneira até você através de convenções ou redes sociais? Deixe um recado para os fãs do nosso país!

IronE Singleton: Eu sinto o amor do Brasil de uma forma importante e sou muito grato por isso. Eu te amo Brasil!! Amem-se uns aos outros. É grátis. #FiquemSeguros

REDES SOCIAIS DO IRONE:

– Twitter: @ironesingleton
– Instagram: @irone.singleton
– Facebook: @IronESingleton1
– Site oficial: www.ironesingleton.com

AGRADECIMENTOS:

– Entrevista: Rafael Façanha & Estefany Souza
– Tradução: Victoria Rodrigues & Ávila Souza
– Arte da capa: FORMES

ENTREVISTA ANTERIOR:

THE WALKING DEAD 10 ANOS: Entrevista exclusiva com Andrew Rothenberg (Jim)

Continue lendo
Publicidade
Comentários

10ª Temporada

Trailer LEGENDADO dos episódios extras da 10ª temporada de The Walking Dead

Assista ao trailer dos episódios extras da 10ª temporada de The Walking Dead. Série retorna em 28 de Fevereiro!

Rafael Façanha

Publicado há

em

daryl armado em imagem dos episódios extras da 10ª temporada de The Walking Dead

The Walking Dead está se preparando para retornar com 6 episódios extras da 10ª temporada e a AMC acaba de divulgar o trailer oficial para aquecer a ansiedade dos fãs.

Os novos episódios vão focar em determinados grupos de personagens e prometem responder algumas perguntas em aberto, como onde Maggie estava, o passado de Negan e sobre os soldados que cercaram o grupo de Eugene no final do episódio “A Certain Doom”.

Assista ao trailer de The Walking Dead:

LEIA TAMBÉM:
Títulos e sinopses dos episódios extras da 10ª temporada de The Walking Dead

Nesses episódios extras, encontraremos nossos sobreviventes tentando se reerguer após a destruição que os Sussurradores deixaram para trás. Os anos de luta pesam sobre eles e os traumas do passado ressurgem, expondo seus lados mais vulneráveis. Ao questionarem o estado da humanidade, o estado de sua comunidade coletiva e o estado de suas mentes, eles encontrarão a força interior para perseverar com suas vidas, amizades e grupo intactos?

A 11ª temporada de The Walking Dead – que tem previsão de estreia para Outubro deste ano – será a última da série inspirada nos quadrinhos de Robert Kirkman. Para dar uma despedida digna e épica ao universo zumbi, serão exibidos 24 episódios nesta parte final da história, oito a mais em relação aos tradicionais 16 capítulos divididos em duas partes que nos acompanharam na maioria das temporadas.

The Walking Dead retorna em 28 de Fevereiro com o episódio “Home Sweet Home”.


Legenda por: Guilherme Catai / Equipe The Walking Dead BR

Continue lendo

Destaque

Anunciada data de retorno da 10ª temporada de The Walking Dead

Confira a data de estreia dos episódios extras da 10ª temporada de The Walking Dead. Série se encaminha para a reta final.

Rafael Façanha

Publicado há

em

A AMC divulgou através de uma nova leitura de roteiro a data de retorno da 10ª temporada de The Walking Dead. Por conta da pandemia de COVID-19, a temporada ganhou 6 episódios extras.

A 10ª temporada de The Walking Dead retorna em 28 de Fevereiro de 2021. Os seis episódios extras, até certo ponto, vão seguir um formato de antologia, focados em personagens individuais ou pequenos grupos de personagens.

Já sabemos que pelo menos um desses episódios vai explorar o passado de Negan, provavelmente mostrando partes da HQ “Here’s Negan”. A atriz Hilarie Burton, esposa de Jeffrey Dean Morgan (Negan), foi anunciada recentemente no papel de Lucille (a esposa do personagem).

The Walking Dead é uma história que começou há 10 anos com um homem tentando encontrar sua família. Essa família cresceu e gradualmente as comunidades tomaram forma. Eles lutaram e sobreviveram, prosperaram e deram origem a uma nova geração. É um conto sobre a humanidade e há mais histórias para contar.

Continue lendo

10ª Temporada

Hilarie Burton entra para o elenco de The Walking Dead e interpretará Lucille

A atriz Hilarie Burton participará de um dos seis episódios extras da 10ª temporada de The Walking Dead dando vida a esposa de Negan.

Rafael Façanha

Publicado há

em

O Comic Book acaba de revelar com exclusividade que Hilarie Burton entrou para o elenco de The Walking Dead. A atriz interpretará Lucille, a esposa de Negan, em um dos seis episódios extras da 10ª temporada, que serão lançados no início de 2021.

Burton é a esposa na vida real do ator Jeffrey Dean Morgan (Negan) e os dois já começaram a trabalhar em um episódio juntos na Geórgia. Os fãs dos quadrinhos de The Walking Dead, nos quais a série de zumbis da AMC é baseada, provavelmente têm uma ideia precisa do que esperar.

Nos quadrinhos The Walking Dead, Negan foi casado com uma mulher chamada Lucille antes do fim do mundo. Nos últimos dias do mundo normal, Lucille estava lutando contra o câncer. O casamento não era tradicional, pois Negan estava tendo um caso que sua esposa tinha conhecimento antes de seu diagnóstico. Após o diagnóstico, Negan queria passar o máximo de tempo possível com sua esposa, terminando seu caso e dedicando todo seu tempo a Lucille.

A morte de Lucille veio quase simultaneamente com a queda do mundo e o vírus zumbi começando a se espalhar, então ela acabou se transformando na cama do hospital. Conforme a história continua, Negan deu o nome de sua falecida esposa a um taco de beisebol que usava para proteger a si mesmo e aos outros.

LEIA TAMBÉM:
Leitura de roteiro de The Walking Dead revela reunião de Maggie e Negan

Os seis episódios extras, até certo ponto, vão seguir um formato de antologia, focados em personagens individuais ou pequenos grupos de personagens. A história de Negan contada na HQ “Here’s Negan” parece ser o foco de um desses episódios.

Burton é mais conhecida por seu trabalho em “One Tree Hill” e também desempenhou papéis em “The Secret Life of Bees”, “Surprised by Love”, “Extant” e “Grey’s Anatomy”. Hilarie Burton e Jeffrey Dean Morgan se casaram em outubro de 2019, tendo estado juntos muitos anos antes do casamento, e têm dois filhos juntos.

The Walking Dead volta com seis episódios bônus da 10ª temporada no início de 2021.

Continue lendo

EM ALTA