Siga-nos nas redes sociais

Talking Dead

Talking Dead Brasil #2 – Robert Kirkman e Joe Manganiello

Rafael Façanha

Publicado há

em

Agora toda segunda-feira nós teremos o Talking Dead Brasil, uma coluna recapitulando tudo o que aconteceu no último Talking Dead. A coluna é escrita pela talentosíssima Sabrina Picolli que além de aficionada pelo Norman Reedus, sabe absolutamente tudo sobre The Walking Dead.

Talking Dead, para quem ainda não conhece, é um programa onde só falam sobre a série e suas curiosidades. Apresentado pelo comediante e podcaster Chris Hardwick, o Talking Dead vai ao ar logo após os episódios de The Walking Dead na AMC.

Talking Dead Brasil #2 – Robert Kirkman e Joe Manganiello

O programa Talking Dead, apresentado por Chris Hardwick, trouxe como convidados na noite de domingo o produtor executivo e escritor de The Walking Dead (HQ e seriado) Robert Kirkman, e o ator de True Blood, Joe Manganiello. Mais tarde, juntou-se ao grupo o intérprete de Axel, Lew Temple – o convidado-surpresa. Ao longo de uma hora, conversaram sobre o incrível episódio da noite, “Home” (Lar), e responderam perguntas dos fãs.

Manganiello confessa, logo de início, sua admiração pela HQ de The Walking Dead, confessando-se leitor dos quadrinhos desde o início, deixando Kirkman surpreso e entusiasmado. Chris Hardwick então inicia o debate.

O Governador parecia quase ter orgasmos de tão feliz ao atacar a prisão. Por que isso?

Kirkman comenta que o ataque à prisão foi uma demonstração de força – levar seu povo às grades da prisão e atacá-la serviria como um aviso para não atacar mais Woodbury, assustar o grupo rival, mostrando do que eles são capazes. Inclusive jogar a van cheia de walkers para dentro da prisão foi bem ilustrativo disso.

001

Quais as diferenças que você vê entre o Governador dos quadrinhos e o da prisão?

Joe Manganello responde, enquanto leitor, que o Governador dos quadrinhos é muito mais sinistro e sombrio do que o mostrado na TV, e relembra todo o arco de Michonne junto a ele, que, por motivos óbvios, não pode ser mostrado na televisão. O Governador do seriado parece ser durão na superfície, mas se fôssemos abrir as cortinas e ver o que há por detrás dele, há um homem fraco, muito fraco. Kirkman pondera que o Governador está se tornando sombrio nesse momento. Hardwick acrescenta o quanto o Governador do seriado age mais politicamente no início, para depois começar a mostrar quem ele realmente é.

Por que o grupo estava tão despreparado para o ataque?

Kirkman relembra que na prisão estão vivendo pessoas normais, tentando levar suas vidas normalmente, e que não tinham até então por que se preocupar em criar trincheiras ou mecanismos de defesa.. O que poderia ser feito, no mundo em que eles vivem, para preparar-se e se defender de um ataque como aquele?

Chris então complementa, mostrando seu entusiasmo ao aparecer a cena em que o zumbi é atingido pela flecha certeira de Daryl, em pleno ataque à prisão, salvando Rick.

Se fosse Shane, como ele lideraria a defesa da prisão e lidaria com o Governador?

Kirkman crê que Rick estava certo ao matar Shane e tinha todas as razões, é mais preparado como líder e planeja mais, enquanto Shane provavelmente lideraria um ataque suicida e todos morreriam.

E o que você acha de Glenn enquanto líder?

Manganiello acredita que Rick precisa voltar à liderança o quanto antes, mas que Glenn tem uma boa ideia sobre o que fazer – deixar Michonne de lado (muitas brincadeiras a respeito de como ela é ótima com a katana mas não saberia atirar) e partir em busca do Governador para matá-lo, defender a prisão.

002

Se o Governador descobrisse a respeito de Judith, haveria a possibilidade de ele raptá-la, uma vez que perdeu Penny?

Kirkman brinca com o fato de que, agora que ele não tem mais Penny, ele acabe curtindo a vida de solteiro e sem compromissos.

Quais seriam as intenções do Governador com Andrea?

Kirkman acredita que o Governador vê em Andrea um potencial para liderança, alguém para ter “governando” junto dele e que não tem mais contato com o grupo da Prisão.

Ao final do primeiro quadro, como de hábito, o programa mostrou o quadro In Memoriam, para “homenagear” os mortos da noite: os walkers da ponte, os walkers mortos nas cercanias da prisão durante o ataque, o garoto da torre de guarda e Axel.

Por que Maggie brigou com Glenn e afastou-se dele?

Manganiello relembra que ambos estão lidando com uma experiência muito traumática, com Maggie sendo vitimizada e Glenn não conseguindo lidar muito bem com a possibilidade dela ter sido tocada por outro homem. Chris Hardwick pondera que, no momento em que alguém que amamos sofre uma violência, ficamos não apenas preocupados em proteger a pessoa como em querer saber tudo o que aconteceu e “fazer parte” daquilo, enquanto a ‘vítima’ vê aquilo como a sua experiência e algo com que ela deve lidar, não os demais ao seu redor.

Qual o significado dessas aparições de Lori, adorável em seu vestido branco?

Kirkman pondera, antes de mais nada, que não se trata da aparição de um fantasma. Trata-se de uma visão de Rick, que vem de uma época mais feliz, uma memória para auxiliá-lo naqueles momentos tensos, como por exemplo, a presença de Tyreese na prisão, ou quando uma decisão importante tem que ser feita. A aparição é uma fuga destas decisões.

E por que Hershel aceita tão naturalmente quando Rick fala disso?

Kirkman responde que provavelmente por Hershel já ter passado por isso e ter perdido sua esposa, é possível que ele compreenda o que Rick está passando.

Na abertura do terceiro quadro, Chris Hardwick comenta como foi emocionante ver Daryl fincando pé e mantendo sua posição diante de Merle durante a discussão entre ambos, ainda defendendo sua “família da prisão” ao afirmar categoricamente sobre Glenn: “Ele é coreano!” (risos)

Kirkman reflete o quanto é interessante trabalhar com os atores que interpretam os irmãos Dixon, agora juntos, como não vimos em temporadas anteriores – na primeira temporada, ambos foram apresentados separadamente, na segunda temporada Merle aparece como uma alucinação e agora, finalmente, Merle e Daryl estão contracenando juntos, fazendo coisas juntos.. Chris acrescenta que Daryl está transformado e não será mais um cachorrinho atrás de Merle, tendo sido realmente tocado pela vida com o grupo. Joe Manganiello complementa: Daryl finalmente sabe como pode ser boa a vida “em família”, após conviver com o grupo de Rick, e que ele jamais salvaria aquela família na ponte se tivesse convivido esse tempo todo com Merle. Eles falavam dos planos de saquear o grupo na época do acampamento de Atlanta tendo Daryl desconfortável. Manganiello se pergunta o que acontecerá a Merle, se ele terá alguma redenção ou irá querer vingar-se de Rick, também cortando-lhe a mão.

Ainda neste mesmo segmento, Chris Hardwick mostra a reportagem feita no setor de guarda-roupas de The Walking Dead, conversando com a responsável por ele, Eulyn Womble . Ela mostra algumas das roupas utilizadas por zumbis na série e como elas são tingidas e reaproveitadas para outros personagens. Logo após, Hardwick veste-se como um zumbi e Womble mostra como faz toda a preparaçãoo do vestuário para os zumbis – incluindo como sujar as roupas e o uso de “sangue humano” e “sangue zumbi”.

Captura de Tela 2013-02-18 a_s 15.36.29

Kirkman a seguir fala sobre o concurso que está acontecendo na página oficial de The Walking Dead no Facebook: o fã grava um vídeo respondendo “por que ele é um fã que se destaca na multidão” e tentando provar isso. O grande prêmio é a oportunidade de estar na première da quarta temporada de The Walking Dead, juntamente com o elenco, e com direito a acompanhante (nota do editor: infelizmente a promoção é válida apenas nos Estados Unidos!).

Durante o intervalo acontece a sessão de “curiosidades” a respeito da série:

– Para criar a perna amputada de Hershel, o departamento de efeitos visuais faz com que Scott Wilson use uma meia verde. Wilson comenta que “interpretar um personagem sem uma perna faz com que você crie músculos onde antes não existiam”.
– Walkers são orientados a fazer gestos amplos quando receberem o tiro na cabeça. O elenco e a equipe provavelmente fizeram o mesmo quando foram atingidos pela chuva bem no meio da gravação da cena da ponte.
– Anos antes de se tornar ator, Lew Temple (Axel) fazia parte do time de baseball de sua faculdade, jogando no Houston Astros. Infelizmente, ele morreu antes de atingir a primeira base, em relação a Carol…

A partir da metade do programa, o trio recebe Lew Temple, intérprete de Axel e o “morto da noite”. Chris dá-lhe as condolências pela morte do seu personagem, confessando ter ficado triste com sua morte.

004

O quanto você sabia a respeito de Axel quando entrou no show?

Temple comenta que sabia tudo a respeito de Axel, desde os quadrinhos, teve muita informação. Ele entrou no show sabendo que seu personagem seria um prisioneiro, um serial killer que rapta alguém do grupo e leva para a floresta, e este personagem acabou se modificando na TV. Relembra seu teste para o personagem, contracenando com T-Dog em um diálogo a respeito de bigodes. Hardwick comentou o quanto era inesperada a morte de Axel e como a cena foi incrível – vendo-se apenas o sangue espirrando no rosto de Carol, à medida em que Axel é atingido. Temple complementa dizendo que a morte de Axel serviu a um propósito, à medida em que Carol se salvou – apesar de sequer ter dado tempo suficiente para acontecer algo entre eles. Hardwick volta a comentar que nada de bom pode acontecer à pobre Carol (risos)!

Você acha que poderia acontecer algo entre Axel e Carol?

Manganiello comenta que Axel estava há tanto tempo na prisão e sem ver mulher que ele faria qualquer coisa para ter, digamos, alguma ação. Temple comenta que, em um momento de tantas crises pessoais, Daryl e Merle, Andrea e o Governador, Rick estando pirado, Glenn e Maggie brigados, finalmente Axel estava encontrando alguma paz e conforto na prisão, se abrindo com alguém e deixando Carol conhece-lo melhor, e de repente, BOOM! Ele acaba morrendo.

De quem o Governador tem mais gana: Rick (que atacou a cidade) ou Michonne (que matou Penny)?

Manganiello acredita que, por motivos óbvios, seria de Michonne. Chris concorda, adicionando que Michonne tirou tudo o que ele tinha: sua filha, seu olho, seu aquário de zumbis.

No quadro seguinte, Chris Hardwick e convidados comentaram a respeito do aplicativo para smartphones DeadYourself, onde você pode “zumbificar sua foto” e é encontrado no website http://www.deadyourself.com também para brincar online. Em seguida, foi debatida a hashtag da noite, #VisionaryLeader – com as participações dos telespectadores no Twitter, falando sobre a loucura de Rick.

003

Enquanto no set, você interagia apenas com os zumbis ou ficava junto ao elenco principal?

Lew Temple responde que, no início, ele achava que não interagiria tanto com os zumbis, mas que, durante os intervalos eles conversavam sobre tudo, de música a notícias, e que, apesar de suas aparências terríveis, eles eram pessoas adoráveis. No fim acaba-se ficando muito próximo de todos, e o trabalho é incrível.

O que eram aquelas cicatrizes nas costas de Daryl?

Kirkman comenta que são cicatrizes da infância de Daryl, mais uma camada sua foi revelada ao público. E, consequentemente, mais uma camada de Merle também foi mostrada – um lado dele mais suave, à medida em que se assusta ao ver as marcas nas costas do irmão.

Pergunta feita por um fã: Toda criança tem um cãozinho. Por que não dar um cãozinho a Carl? Hershel é veterinário, então ele poderia operar o cãozinho para não latir e atrair zumbis… (Chris Hardwick reconhece que a pergunta é infame, e todos caem na risada)

Kirkman apenas ri bastante e diz “isso não vai funcionar”. Manganiello complementa: “isso é muito doentio”. Mais risos.

O último quadro abre com mais um sneak peek do próximo episódio, mostrando o diálogo entre Merle e Hershel na prisão, que foi muito aplaudido. Confira:

Tyreese e seu grupo ainda estão na prisão?

Kirkman responde: o grupo não está mais na prisão, tendo saído após o episódio do surto de Rick, mas que serão vistos mais tarde.

O que esperar do próximo episódio?

Manganiello diz estar curioso para ver como Andrea vai lidar, estando agora entre a defesa do povo de Woodbury e a vontade de rever os antigos companheiros, que estão na prisão, e como ela reagirá ao ataque do Governador. Hardwick comenta a respeito do péssimo mentiroso que Milton é, tentando esconder de Andrea o que ele foi fazer “lá fora”. Temple acredita que o grupo precise decidir até que ponto a prisão é seu lar, como eles irão mantê-la, protegê-la e fortificá-la, ou se deverão voltar para a estrada. Alguém deverá tomar essa decisão.

005

ENQUETE DA NOITE:

Após vermos o primeiro ataque do Governador à prisão, no último episódio, o que o grupo de Rick deveria fazer? A enquete foi ao ar durante todo o programa, e este foi o resultado, baseado na votação dos telespectadores:

O grupo de Rick deveria ficar e defender a prisão?

55% -Sim, a prisão é sua única chance de sobreviver
45% – Não, levem a luta para Woodbury.

Talking Dead vai ao ar sempre após os episódios inéditos de The WalkingDead, na AMC, e você confere toda segunda-feira a recapitulação do episódio somente aqui, no Walking Dead Brasil.

VEJA TAMBÉM:

• Talking Dead Brasil #1 – Kevin Smith e Steven Yeun

Todas as informações sobre o próximo episódio: 3×11 – ” I Ain’t A Judas”

Galeria de imagens do Talking Dead

Continue lendo
Publicidade
Comentários

Talking Dead

CORONAVÍRUS | Talking Dead cancela programa do episódio de hoje de The Walking Dead

O Talking Dead, que normalmente é transmitido ao vivo após os novos episódios de The Walking Dead, ficará ausente neste domingo.

Diana Monteiro

Publicado há

em

O Talking Dead, que normalmente é transmitido ao vivo após os novos episódios de The Walking Dead, ficará ausente no domingo, 15 de março, em meio a preocupações com Coronavírus, anunciou a AMC na sexta-feira.

O episódio que seria transmitido ao vivo após o episódio 12 da 10ª temporada, dirigido por Greg Nicotero, “Walk With Us“, teria marcado o retorno no Talking Dead do ex-ator de Jesus, Tom Payne, que estava programado para aparecer ao lado de dois membros surpresa do elenco.

O anúncio veio apenas algumas horas depois que a AMC Networks atrasou a pré-produção na 11ª temporada de The Walking Dead em três a quatro semanas e colocou uma pausa de três semanas na sexta temporada do spin-off Fear the Walking Dead.

“Queríamos que você soubesse que, à luz de tudo o que está acontecendo, o #TalkingDead ficará temporariamente escuro neste domingo, 15 de março”, twittou a conta oficial do Talking Dead na sexta-feira. “Cuidem de si e uns dos outros! Entraremos em contato em breve.”

LEIA TAMBÉM:
CORONAVÍRUS | Roteiristas de The Walking Dead estão trabalhando remotamente por causa do surto

O programa apresentado por Chris Hardwick, Talking Dead, agora se junta ao crescente número de produções de televisão e cinema adiadas por preocupações com a pandemia de coronavírus.

Os programas de auditório “Jeopardy!” e a “Wheel of Fortune” renunciarão à gravação com o público tradicional de estúdio ao vivo, uma abordagem replicada por programas de entrevistas diurnos como o “Dr. Phil”, o “Ellen DeGeneres Show” e o “The View”. Apenas alguns dias atrás, os talk shows noturnos, incluindo “The Tonight Show”, estrelado por Jimmy Fallon, “Late Night With Seth Meyers” e “The Late Show With Stephen Colbert”, suspenderam a produção por pelo menos duas semanas.

Embora o Talking Dead às vezes tenha pré-gravado episódios, o programa voltado para fãs geralmente é transmitido ao vivo na frente de uma plateia.

Um membro selecionado do público tem a chance de usar um microfone, em frente ao sofá do Talking Dead, e perguntar aos convidados – normalmente elenco e equipe de The Walking Dead, ou fãs celebridades do drama sobre zumbis – perguntas sobre o episódio de domingo de The Walking Dead.

Talking Dead, da AMC, é o primeiro pós-show ao vivo da rede que serve como plataforma de discussão para a série da AMC, The Walking Dead. Talking Dead vai ao ar imediatamente após a estréia da transmissão de novos episódios de The Walking Dead. O AMC Talking Dead mostra Hardwick passando tempo com fãs, atores, produtores e entusiastas da TV, recapitulando o episódio mais recente do Dead, fornecendo bônus exclusivos e discussão dos próximos episódios e recebendo perguntas e comentários dos telespectadores.

Nenhuma informação foi revelada sobre os próximos episódios do Talking Dead da 10ª temporada de The Walking Dead. Informaremos aqui quando novas atualizações saírem.

Continue lendo

7ª Temporada

Khary Payton, Dana Gould e Chloe Bennet estarão no Talking Dead do episódio S07E02 – “The Well”

Rafael Façanha

Publicado há

em

Neste domingo (30/10), vai ao ar mais um episódio da nova temporada do talk show Talking Dead – imediatamente após o segundo episódio da sétima temporada de The Walking Dead, “The Well”. Junto ao apresentador Chris Hardwick, nesta semana, teremos Khary Payton (Rei Ezekiel), Dana Gould (comediante) e Chloe Bennet (Agents of Shield). Eles comentarão sobre o episódio da noite e responderão perguntas ao vivo durante a transmissão, então acessem TalkingDead.com para enviar suas perguntas.

Durante o show, aproveitem para votar na pesquisa online e fiquem ligados nos resultados que Chris Hardwick apresentará no ar. No dia seguinte, retorne ao TalkingDead.com para ver os vídeos exclusivos e fotos do episódio e não esqueça de visitar o Walking Dead Brasil para conferir o nosso quadro Talking Dead Brasil, onde recapitulamos o episódio da semana.

talking-dead-s07e02

The Walking Dead, a história de drama mais assistida da TV a cabo, vai ao ar aos domingos no AMC Internacional, às 23h, e no FOX Action (canal do pacote premium FOX+) e FOX Brasil, às 23h30. Confira todas as notícias sobre a sétima temporada.

Fiquem ligados aqui no Walking Dead Brasil e em nossas redes sociais @TWDBrasil no twitter e Walking Dead Br no facebook para ficar por dentro de tudo que rola no universo de The Walking Dead.

Continue lendo

7ª Temporada

The Walking Dead S04E10 – S07E01: Em memória de Abraham Ford

Gabriel Simonassi

Publicado há

em

Sempre com frases profundas e filosóficas, o Sargento Abraham Ford chegou em The Walking Dead na quarta temporada junto com seus companheiros com uma simples missão: levar Eugene até Washington. Desde a sua chegada, Abraham se mostrou um personagem forte e determinado, sempre com algumas belas palavras para dividir com seus colegas e com o público.

Acompanhar o desenvolvimento desse personagem foi uma experiência muito intrigante. Vimos Abraham lutar por Eugene, lutar COM Eugene, vimos suas esperanças serem destroçadas e reconstruídas, sua sanidade chegar na beira do penhasco e voltar, mas também vimos a aceitação do mundo como está, uma aceitação tão grande que o fez inclusive perceber que poderia até ser pai, mesmo em meio ao caos.

Infelizmente, depois deste último episódio, onde tivemos de nos despedir de Abraham, não sabemos o que é maior: a saudade do personagem, a tristeza com a brutalidade de sua morte ou o bigode de Michael Cudlitz, que vivenciou o sargento boca-suja mais destemido do pós-apocalipse. O programa The Talking Dead preparou, na última semana, um pequeno memorial de Abraham – que se despediu da série na estreia da sétima temporada. Vocês podem conferir o vídeo legendado a seguir.

Como assuntos inacabados dão coceira no rabo de Abraham, não poderíamos finalizar esta matéria sem agradecer a Michael Cudlitz por todos esses anos dedicados ao universo de The Walking Dead! Toda a equipe do Walking Dead Brasil deseja toda a felicidade do mundo e muito sucesso! Obrigado, Michael! <3

The Walking Dead, a história de drama mais assistida da TV a cabo, vai ao ar aos domingos no AMC Internacional, às 23h, e no FOX Action (canal do pacote premium FOX+) e FOX Brasil, às 23h30. Confira todas as notícias sobre a sétima temporada.

Fiquem ligados aqui no Walking Dead Brasil e em nossas redes sociais @TWDBrasil no twitter e Walking Dead Br no facebook para ficar por dentro de tudo que rola no universo de The Walking Dead.


Legenda: Gabriel Simonassi / Staff Walking Dead Brasil

Continue lendo

EM ALTA