Siga-nos nas redes sociais

Talking Dead

Talking Dead Brasil #1 – Kevin Smith e Steven Yeun

Publicado há

em

Hey, Walkers! Estamos trazendo mais uma super novidade para vocês. Agora toda segunda-feira nós teremos o Talking Dead Brasil, uma coluna recapitulando tudo o que aconteceu no último Talking Dead. A coluna é escrita pela talentosíssima Sabrina Picolli que além de aficionada pelo Norman Reedus, sabe absolutamente tudo sobre The Walking Dead.

O Talking Dead, para quem ainda não conhece, é um programa onde só falam sobre a série e suas curiosidades. Apresentado pelo comediante e podcaster Chris Hardwick, o Talking Dead vai ao ar logo após os episódios de The Walking Dead na AMC.

Talking Dead Brasil #1 – Kevin Smith e Steven Yeun

Tradicionalmente, após a apresentação de um episódio inédito de The WalkingDead, na AMC, Chris Hardwick comanda o Talking Dead, programa no qual atores da série e convidados debatem a respeito do episódio que acaba de ir ao ar. No programa de ontem, Steven Yeun (o intérprete de Glenn na série) e Kevin Smith (do reality show da AMC, The Comic Book Man) responderam perguntas de fãs presentes no set e enviadas via telefone ou internet. Confira abaixo alguns dos comentários e curiosidades apresentadas pelo programa de ontem, a respeito do retorno da série com o episódio “The Suicide King”.

Chris Hardwick inicialmente pergunta a Steven Yeun a respeito da evolução de Glenn desde a primeira temporada até o episódio de ontem. Yeun concorda que houve uma mudança e uma evolução grande do personagem, e Kevin Smith arremata: “É como acompanhar o New Edition (risos), vendo Bobby Brown pequenino lá no começo e como ele é hoje”. Ele ainda comenta o fato de Steven Yeun ser o primeiro ator a sentar-se no sofá daquele show sem que seu personagem tivesse morrido durante o episódio, ou que estivesse à beira da morte. Yeun prossegue, comentando que Glenn, na primeira temporada é apenas um garoto tentando descobrir que novo mundo é aquele e em quem confiar; a partir da segunda temporada ele se torna alguém comprometido com o grupo, precisando defender quem ele ama e também decepcionando-se com algumas pessoas. Glenn inicialmente era mais conciliador ( talvez por influência de Dale?), mas que agora segue Rick e tornou-se alguém destemido – “The Walking Glenn”, como resumido por Smith.

Captura de Tela 2013-02-11 a_s 17.56.12

Ao ser perguntado como se prepara para as cenas mais intensas, como a do interrogatório, Yeun atribui o sucesso daquelas cenas ao trabalho incrível de toda a equipe, dos escritores aos cenógrafos, e fala como foi incrível para ele, enquanto ator, fazê-las. Sem esquecer de comentar, em relação à cena onde ele está preso à cadeira com fita adesiva que, ao contrário do pensamento ‘popular’ , fita adesiva não protege contra mordidas de zumbis (risos), e o que lhe protegeu naquela cena foi o fato de ter colocado a perna quebrada da cadeira na boca do zumbi – não a fita adesiva.

E qual seria agora a razão de Rick para viver? Seriam seus filhos? Manter o grupo seguro?

Kevin Smith especula que talvez seja realmente por Carl e Judith. Hardwick brinca a respeito da paternidade de Judith. “Então Rick pega o bebê e alguém comenta que ela tem os olhos de Lori… e ele, que já não anda muito bem da cabeça, olha para o bebê e grita: ‘E TEM O NARIZ DO SHANE!’ Smith arremata seu pensamento comentando que Rick tem passado muito tempo matando zumbis, ou em Woodbury, ou defendendo a prisão, e que naquele momento, com a filha nos braços, é inevitável relembrar dos eventos que abateram-se sobre sua família e acredita que sim, seus filhos são seu maior impulso para estar vivo.

Smith fala ainda a respeito daquele que, em sua opinião, foi o melhor momento do show, quando Daryl toma de volta sua besta das mãos do capanga do Governador, comparando-o a Indiana Jones e seu chapéu, sendo aplaudido pela plateia.

Captura de Tela 2013-02-11 a_s 17.54.27

Como foi feita a cena em que Glenn esmaga a pisoteadas a cabeça do zumbi?

Yeun comenta que a cena foi feita muito cedo pela manhã. Greg Nicotero colocou o ator deitado no chão e então Glenn o “pisotearia” na cabeça. Em seguida sua cabeça seria substituída por essa outra cabeça de zumbi, destruída por Glenn, sendo mantida no lugar por um dos membros da equipe.

Em seguida, Hardwick comenta a respeito da surpreendentemente aparição de Lori, e Kevin Smith rebate com humor: “aquele seria o momento em que Rick olharia para a mulher e deveria pensar ‘oba, sexo!’, mas não! Ele sai aos berros, perguntando o que ela está fazendo lá.”, arrancando risos da plateia. Hardwick então comenta o fato de Rick estar afastando de perto de si todos os membros mais “fortes” do grupo – querendo afastar Michonne, aceitando a partida de Daryl, não querendo Tyreese no grupo. Yeun acrescenta que Rick está se dando por conta que ele não tem o controle de tudo, que tudo o que ele quis proteger está acabando. Ele está desabando e está se dando por conta disso, e que todos os que se aproximam demais acabam morrendo.

Se você pudesse trazer um personagem de volta à vida, quem ele seria e por quê?

Kevin Smith diz que, mesmo não tendo 100% de certeza de sua morte, uma vez que nunca foi mostrado o corpo, ele traria Lori de volta, por tudo o que aconteceu com a personagem, do triangulo amoroso até sua falta de uma oportunidade de ficar bem novamente com Rick. Yeun responde que, evidentemente, para seu personagem, seria Dale, por causa do relacionamento de ambos, conselhos, livros emprestados e que ele jamais leria de outra maneira, histórias entre ambos e tudo o que o personagem significou para o crescimento de Glenn.

Como a experiência em Woodbury mudou o relacionamento de Glenn e Maggie?

Para Yeun, o show destrói arquétipos. Glenn era o garoto altruístico e legal, mas ele também é um ser humano, e quando ocorre algo que o ameaça, ou o destrói psicologicamente, ele irá reagir, assim como se acontece o mesmo com alguém a quem ele ama. Ele mostrará um lado dele que nem sempre é correto. Ele menciona, por exemplo, que parceiros de esposas que tenham sido violentados tendem a vitimizar a pessoa e a trata-la sempre assim. Para Glenn, Maggie foi violentada, e precisa ser protegida. Então, ele passa a falar por ela, e não deixar ela falar, oferece proteção em exagero – você está ferida, você foi violentada e não sabe agora o que é melhor para você, mas eu sei. E isso acaba sendo ainda pior para a pessoa. Mas esse é Glenn, jovem demasiado, tentando lidar com a situação da melhor maneira possível.

Glenn está descobrindo que a única pessoa nesse mundo em quem ele realmente pode confiar é nele mesmo e naquilo que ele pensa.

Captura de Tela 2013-02-11 a_s 17.56.25

Em um breve “especial”, algumas curiosidades do show: Greg Nicotero aparece pela segunda vez como um zumbi, sendo morto por Andrea. Da primeira vez que apareceu, ele também foi morto por Andrea, logo após morder Amy.
Destaque também para outro zumbi, descoberto por Greg Nicotero e Norman Reedus em uma cafeteria de Senoia, e que agora “ganhava dinheiro para morder pessoas” no show.

Quando perguntado que tipo de atividade física Steven Yeun tem feito para parecer mais “forte” ao longo das temporadas, ele comenta que, por influência de Jon Bernthal, passou a praticar boxe, como uma maneira de manter o corpo magro, porém forte, adequado para todos os esforços feitos e a falta de comida durante um apocalipse zumbi – e também para parecer um “protetor plausível”.

Em mais um momento especial, Chris Hardwick entrevista Dallas Roberts, que fala de Woodbury, localizada na cidade de Senoia, Georgia, e como são montados os cenários e os muros de Woodbury. Fala de seu personagem, Milton, tentando ser um cientista, tentando compreender o que está acontecendo e que não necessariamente sobreviveria sozinho – por isso sua associação com o Governador. Em troca de suas pesquisas, ele recebe proteção.

O penúltimo quadro abre com um bate papo sobre os “sexy dirts”, ou como os personagens estando encardidos parecem sexies. Dallas Roberts, em entrevista gravada, fala a Chris Hardwick que todos no roteiro seriam contemplados com alguma “sexy dirt”, mas não Milton. Yeun comenta que não acha nada sexy estar sujo, mas que faz parte do papel. No início, não havia sujeira o suficiente para todos, então eles se rolavam no chão, para que os personagens pudessem ficar convincentes.

Captura de Tela 2013-02-11 a_s 17.58.32

Em seguida, um membro da plateia pergunta a respeito do novo papel de Andrea como líder. Kevin Smith faz a defesa de Andrea como a pessoa que se importa com o povo de Woodbury e como uma líder em potencial, uma vez que o Governador não se importa mais com a cidade e seu destino – tornando-se, gradativamente, o supervilão que todos conhecem dos quadrinhos.

A hashtag da noite foi #TheWalkingDixons, a respeito da saída de Daryl do grupo, para acompanhar o seu irmão. Chris Hardwick lê vários tweets de fãs surpresos com a decisão de Daryl. E, como não poderia deixar de ser, a última pergunta diz respeito ao relacionamento de Daryl e Merle, e qual seria o ponto da virada neste relacionamento. Kevin brinca, dizendo que o ponto de virada será quando Merle voltar-se para Daryl e atirar-lhe um praetzel coberto com chocolate, arrancando risos de todos. Yeun pondera a respeito do quanto Norman Reedus consegue construir coisas fantásticas com seu personagem, citando o exemplo de como Daryl retoma sua besta em Woodbury – momento “típico de Norman”- e como ele tornou seu personagem o verdadeiro “irmãozinho mais novo” quando diante de Merle. Ele faz grandes escolhas, inclusive a de ser um homem forte que se torna frágil diante do irmão. Para Yeun, o ponto de virada foi justamente ter abandonado o grupo que tanto o valorizou, para partir junto de Merle.

No último quadro, ao debaterem se Rick fez certo ou errado ao não querer o grupo de Tyreese na prisão, a conclusão foi a de que o grupo de Tyreese é quem deveria dar graças a Deus por não ser aceito, em virtude de o líder mostrar-se completamente desequilibrado psicologicamente – tudo em tom de brincadeira, claro.

talking.dead.s02

No final do programa os resultados da enquete da noite são divulgados: O que Rick deveria ter feito com Merle?

21% – ele estava certo em manda-lo embora
30% – permitir que ele se juntasse ao grupo na prisão
22% – deixar Glenn mata-lo
27% – cortar sua outra mão.

Talking Dead vai ao ar sempre após os episódios inéditos de The WalkingDead, na AMC, e você confere toda segunda-feira a recapitulação do episódio somente aqui, no Walking Dead Brasil.

Continue lendo
Publicidade
Comentários

EM ALTA