Siga-nos nas redes sociais

HQ

Robert Kirkman Fala Sobre a Edição 100 e o Futuro de The Walking Dead

Victoria Rodrigues

Publicado há

em

The Walking Dead foi, de longe, a maior presença na Comic-Con desse ano. De qualquer forma, porque a edição 100 foi lançada uma semana antes, o painel da HQ foi livre de spoilers e não ouvimos quase nada sobre o arco de “Algo a Temer”.

 

Felizmente, fizemos uma entrevista particular com Robert Kirkman durante a convenção e conversamos especificamente sobre The Walking Dead #100 e o futuro dos quadrinhos.  Abaixo, ele conta sobre a morte de um importante personagem, que deveria ter acontecido mais cedo, e qual personagem ele promete que não vai sobreviver.

** ALERTA DE SPOILER** Contém grandes spoilers para aqueles que não leram a HQ até a edição 100.

Eu queria começar falando sobre a morte de um personagem importante na edição 100 de The Walking Dead. Sempre foi o plano matar esse personagem nessa edição ou aconteceu de maneira orgânica?

Na verdade, eu planejava matar Glenn na edição 75, mas achei que ainda tinha coisas pra fazer com o cara. Eu me deparei comigo mesmo tentando encaixar isso no enredo quando ainda estava perto da edição 60. Eu planejo o que vai acontecer na HQ, quem vai morrer e como vai morrer, mas de vez em quando eu jogo uma bola curva e mudo de ideia.

A ideia por trás de sua morte foi de mostrá-la como um evento aleatório. Negan é tão perigoso porque ele pode fazer qualquer coisa com qualquer um a qualquer momento. Pra mim é aterrorizante ter um cara em pé na sua frente dizendo “vou matar um de vocês… Eu não sei qual será e não ligo…”

Isso é terrível e Rick ter essa experiência e se sentir impotente na frente desse cara irá mudar fundamentalmente a HQ de uma maneira imensa. Acho que isso faz de Glenn um dos personagens mais importantes na vida da HQ.

Depois de escrever Glenn por todos esses anos, foi difícil pra você matá-lo? Você sente a mesma conexão, ou uma conexão até maior, com os personagens da forma que os leitores sentem?

Sim, é sempre difícil. É muito duro pra mim aceitar o fato de que nunca mais vou escrever outra história para Glenn e Abraham. Ou o fato de que não tenho escrito Tyrese ou Axel, ou até mesmo Shane, que morreu muito cedo, ou Lori.

Tanto Charlie quanto eu nos apegamos a esses personagens e isso nos afeta da mesma maneira que afeta os leitores. Quando estou escrevendo roteiros, eu realmente fico chateado e às vezes é estressante, porque eu planejo tudo e sei o que está por vir. Quando estou realmente escrevendo o roteiro, eu acabo vivenciando a história em tempo real, de alguma forma.

Quando Charlie lê os roteiros ele gosta de manter as coisas vagas, então não faz perguntas sobre o que está por vir. Ele avalia a HQ baseado em sua leitura do roteiro e como ele o vivencia. Ele pode ter uma experiência nova e isso o ajuda a continuar. É bem emocional pra todos nós.

Pensando no futuro, você sabe como quer que a história de Rick termine? Se a HQ continuar por mais 10 ou 20 anos, e sempre seguir Rick, a história não terá o mesmo impacto porque os leitores saberão que Rick sempre irá sobreviver. Eu ouvi você dizer uma vez que Rick pode morrer a qualquer momento. Ainda é o caso?

Sim, Rick pode ir a qualquer momento. Acho que Carl poderia continuar a história agora. Sei que há algumas histórias interessantes que poderia fazer pra ele, Andrea ou Michonne. De certa forma, acho que seria interessante seguir Negan um pouco e ver como seria essa história.

Eu, definitivamente, acho que Rick tem sido uma âncora para a HQ e pode continuar a ser por um bom tempo. Eu tenho planos para ele sim e sei pra onde essa história está indo, mas prometo que Rick não sobreviverá durante toda a história da HQ.

Acho que a HQ já terá passado de 300 edições quando chegarmos a esse ponto. Charlie e eu amamos absolutamente o que estamos fazendo e isso é exatamente o que eu quis fazer desde que resolvi que queria fazer quadrinhos. Estou aproveitando ao máximo. A HQ continuará por um bom tempo e ninguém está a salvo… nem mesmo Rick.

Acho que sera mais difícil, para os leitores, simpatizar com Rick nesse ponto da HQ. Agora que ele decidiu partir pra ofensiva sem discutir com o grupo todo, ele é mais responsável pelas mortes recentes de alguns personagens. Você quer que os leitores o culpem mais pelos eventos que acontecem durante “Algo a Temer”?

Na vida acho que às vezes você é o vilão e às vezes você é o herói, dependendo da perspectiva. Ao contar a história de Rick de maneira realista, você nem sempre vai gostar dele. Quando lidamos com interação humana as pessoas cometem erros ou fazem decisões sem pensar e é algo que estou, definitivamente, tentando mostrar. Haverá momentos em que você odiará Rick e momentos em que você amará Rick.

É quase o mesmo princípio. Quando a história está passando por momentos bem lentos e tranquilos é que os eventos mais explosivos, violentos e aterradores parecem mais poderosos. Haverá momentos em que você odiará absolutamente o Rick e não se identificará com ele, mas isso fará com que o próximo momento, quando você apoiará o cara completamente, seja mais interessante. Eu acho que a HQ pode sobreviver com um personagem que você, às vezes,  não suporta ler, então eu  me divirto bagunçando com ele.

Eu quero perguntar rapidamente sobre o novo jogo em primeira pessoa de The Walking Dead, com Daryl Dixon, que foi anunciado recentemente e conta os eventos que precederam a série de TV. Você tem algum tipo de envolvimento criativo com a história ou os elementos do jogo?

Eu sou consultado sobre ele e fui avisado. O jogo da Telltale é baseado na HQ e eu tenho controle direto sobre sua existência e como é produzido. Isso é mais coisa da AMC, mas acho que será muito divertido atirar flechas na cabeça de zumbis usando uma besta, como Daryl Dixon.

Antes de terminarmos, pode dar aos leitores uma dica do que esperar para as próximas edições de “Algo a Temer”?

A apresentação de Negan foi uma grande momento e descobrir qual será a reação de Rick a ela será muito interessante. Você terá uma noção de para onde a HQ está indo quando chegarmos na edição 102 e eu acho que as pessoas se assustarão um pouco com o que estamos fazendo. Será uma nova evolução nas histórias que contamos, e uma nova situação para Rick e o resto dos personagens. Será muito legal.

– Fonte: Daily Dead

Continue lendo
Publicidade
Comentários

EM ALTA