Siga-nos nas redes sociais

Série

Por que The Walking Dead não mostrou a morte de Carl?

Publicado há

 

em

Atenção! Este conteúdo contém SPOILERS do nono episódio, S08E09 – “Honor” (Honra), da oitava temporada de The Walking Dead. Caso ainda não tenha assistido, não continue. Você foi avisado!

Carl Grimes está oficialmente morto na versão televisiva de The Walking Dead, mas literalmente ninguém testemunhou de maneira explícita os momentos finais do personagem, uma escolha intencional da equipe de criação do show.

Durante entrevista ao site Comic Book, no quadro “After the Dead”, o produtor executivo Greg Nicotero explicou a escolha de manter o verdadeiro momento da morte de Carl fora da tela. Afinal, Nicotero sabe melhor do que ninguém, uma vez que ele foi o responsável pela direção do episódio.

“Não há motivo ou necessidade de ver aquele momento,” disse Nicotero. “Está implícito, como o momento em que Carl foi forçado a atirar em Lori na terceira temporada. Há uma maneira respeitosa de mostrar isso, e eu jamais imaginei que a gente sequer quisesse filmar algo assim. Suas últimas palavras foram ‘Parece que tem que ser feito por alguém que você ama.’ Ele realmente estava poupando Rick e Michonne deste último doloroso momento, escolhendo ele mesmo tirar sua vida.”

Enquanto Andrew Lincoln conta que a morte de Carl irá mudar irreversivelmente Rick Grimes, testemunhar o suicídio de seu filho poderia trazer mais dano do que o que já está a caminho.

“Eu não acho que Rick ou Michonne pudessem se recuperar de algo assim,” disse Nicotero. “Ele já deixou muita coisa para eles pensarem a respeito, no que diz respeito aos seus desejos no leito de morte. Ele está realmente confiando no que pode ser este possível futuro. Ele fala do Governador, de Woodbury, do fato que Rick no passado foi capaz de trazer as pessoas de volta. O que descobrimos enquanto isso é que todas as sequências de ‘flash forward’ que vemos neste momento eram visões de Carl a respeito do futuro e o que Carl realmente estava esperando que acontecesse. Então ele precisa deixar Rick e Michonne com algum senso de esperança, e um senso de que existe mais pelo qual viver. Então, não acho que faria sentido realmente mostrar explicitamente a morte de Carl na TV ou ter um dos dois apertando o gatilho.”

Riggs expressou sentimento semelhante em relação à escolha do show em não mostrar um final sangrento para seu personagem.

“Eu pessoalmente não gostaria de assistir a um garoto se matando e eu acho que é uma censura justa, poupando o telespectador de passar por isso,” disse Riggs. “Eu decididamente estou ok com a maneira que a cena foi feita e editada. Estou feliz com o resultado final.”

The Walking Dead vai ao ar todo domingo, legendado, às 23h30 e toda segunda-feira, dublado, às 22h30, na Fox.

Fiquem ligados aqui no Walking Dead Brasil e em nossas redes sociais @TWDBrasil no twitter e Walking Dead Br no facebook para ficar por dentro de tudo que rola no universo de The Walking Dead.


Fonte: Comic Book

Publicidade
Comentários

EM ALTA