Siga-nos nas redes sociais

3ª Temporada

Laurie Holden fala sobre os momentos finais de Andrea

Publicado há

em

A atriz Laurie Holden, que interpreta Andrea em The Walking Dead, fala sobre os momentos finais de seu personagem e do “final feliz” alternativo que ela criou para os fãs.

P: Que final de temporada! Você acrescentou alguma coisa aos momentos finais de Andrea?

R: Não, mas o que foi escrito… as palavras que foram ditas, soou absolutamente perfeito. Foi orgânico e fiel ao personagem e eu estou grata porque a intenção dela, que era o mais importante em seu coração, foi finalmente dita e compartilhada.

P. Como você se sente sobre o destino de Andrea?

R. Eu nunca vou pensar nela como uma vítima… Eu a vejo como um dano colateral de guerra. Andrea teve uma jornada tumultuada nesta temporada, mas no final do dia, apesar de tudo, muitas coisas positivas vieram disso, o povo de Woodbury escapou e alcançou seu santuário e nenhuma das pessoas na prisão foram mortas.

P: Andrea passa seus últimos momentos falando sobre por que ela não matou o Governador quando teve a chance. Você é um ativista de direitos humanos; você consegue se identificar com o dilema dela?

R: Absolutamente, 100 por cento. Ouça, eu acho que é triste e um pouco deprimente esta mulher ter ficado presa em uma situação ruim e ter acabado perdendo a vida? Sim, é obviamente uma tragédia. Mas eu realmente acredito que a morte de Andrea não foi em vão. Ela morreu lutando pelas pessoas. Ela acreditava na humanidade. E no final do dia, isso é tudo o que importa, realmente. Às vezes, é preciso cair para que os outros levantem. E estou satisfeita que tenha sido ela e não qualquer uma das pessoas que ela amava e se importava.

P: O que você pensa sobre o desenvolvimento de seu personagem na série?

R: Foi uma jornada incrível; o fato de que esta mulher que já foi suicida e não tinha vontade de viver, foi capaz de crescer, evoluir e não surgir apenas como um sobrevivente, mas como líder? Isso foi um presente tão incrível para mim como artista. E eu me sinto abençoada por ter participado de três temporadas. Estou verdadeiramente orgulhosa do percurso desta mulher, eu amo quem ela se tornou e o que ela defendeu no fim do mundo. Depois de perder tudo e todos, ela nunca perdeu seu coração.

P: Quais artefatos ou lembranças vão servir de recordação para você?

R: Eu recebi as mais maravilhosas obras de arte, vindas de pessoas de todo o mundo. As mais lindas litografias e esculturas – Eu tenho sido tão tocada pela criatividade das pessoas. Eu teria gostado de ficar com minha arma, mas acho que não me deixariam entrar no avião com isso!

P: Se você pudesse ter dado a Andrea qualquer conselho no início da temporada, o que teria sido?

R: Andrea nunca deveria ter permitido Michonne deixar aquelas portas. Ela deveria ter pressionado mais, porque Michonne estava dando voltas em torno da questão e não contou a história toda. Se Andrea soubesse que havia qualquer tipo de ameaça real em Woodbury, ela teria saído de lá com sua melhor amiga. Mas o que está feito está feito. Eu só gostaria que elas tivessem uma comunicação melhor. Andrea amava Michonne com todo seu coração. Parte meu coração elas estarem separadas.

P: Andrea teve um bom número de momentos de amor na série. Qual é o segredo para conseguir que eles escrevam uma cena de amor para você?

R: Ok, em primeiro lugar, não é necessariamente uma jogada! Eu acho hilário que outros atores queiram cenas de amor. Eu falo: “Gente, você tem que aparecer no set na frente de todos os seus amigos e colegas, e milhões de pessoas vão vê-lo.” Não é exatamente como um dia fácil no escritório. Ouça, David Morrissey é um cavalheiro e ele é adorável, e eu trabalho com profissionais absolutos, mas é uma coisa estranha ter momentos íntimos e estar nua na frente de outras pessoas. É uma loucura!

P: Como é que a rivalidade entre Woodbury e a prisão acontece no set?

R: No começo envolvia muitas brincadeiras, e nós colocávamos fotos no camarim. Norman [Reedus], que é um grande amigo meu, escrevia bilhetes, dizendo: “Você nos traiu, quando você vai voltar?” Eles gostavam de brincar comigo, porque eles viam fotos minhas tomando banho e vestindo roupas limpas, e diziam, “Que tipo de série você está, Barrados no Baile?”

P: Há uma grande imagem online de você estrangulando David Morrissey. Alguma vez você considerou acabar com ele, para que o personagem dele não acabasse com o seu?

R: Eu acho que este era o verdadeiro “final feliz”. Mas já que eles não iriam ter esse final, essa foi a minha maneira audaciosa de dar isso a eles. O Governador está bem longe de qualquer tipo de redenção.


Fonte: AMC
Tradução: Nat Price / Staff Walking Dead Brasil

Continue lendo
Publicidade
Comentários

EM ALTA