Siga-nos nas redes sociais

Review

[DICA DE FILME] Uma Noite Alucinante 2 (1987)

Publicado há

em

Hail! Voltei mais uma vez para falar-lhes de uma sequência, já que pra mim, seria meio difícil falar sobre o primeiro filme. Talvez você se pergunte “MASOQ KD OS ZUMBI GEMT?/??”, acalme-se. Os mortos-vivos deste filme, assim como os da trilogia toda são… diferentes. Estão mortos e voltam à vida, sim, mas só enquanto estão possuídos pelos demônios. Leia mais a seguir e entenda melhor.

Como fazer uma continuação para o maior clássico do splatter de todos os tempos? A resposta é repetir a história. Repetir tudo o que aconteceu e funcionou no primeiro e tentar algo não melhor, mas que pelo menos se equipare ao original. Foi assim que o outrora cineasta referência no horror Sam Raimi escreveu e dirigiu Uma Noite Alucinante 2 (Evil Dead II – Dead By Dawn), seqüência-parecida-com-remake do insuperável clássico A Morte do Demônio (The Evil Dead, 1982) em 1987.

A história é basicamente a mesma, só mudando o número de personagens e a forma como eles se conhecem: Ash (interpretado pelo meu ídolo-mor Bruce Campbell), um pacato vendedor de uma cidade normal como tantas outras, fica sabendo de uma cabana abandonada no meio das montanhas do Tenessee, e resolve levar sua namorada Linda para um fim-de-semana longe da barulheira da cidade. Mal sabe ele que aquele chalé isolado do mundo pertence ao Professor Raymond Knowby, um estudioso que recentemente encontrou sua mais valiosa relíquia: o Necronomicon Ex Mortis, também conhecido como O Livro dos Mortos. Ao chegar à cabana com sua amada, Ash encontra um gravador com uma fita gravada pelo próprio Prof. Knowby, relatando sua descoberta e declamando alguns feitiços que ele havia traduzido do livro. Para o azar de Ash, esses feitiços servem para invocar espíritos malignos, que, uma vez no nosso plano, obtém o poder de possuir os vivos. Ele descobre isso da pior maneira possível, perdendo sua querida Linda para os demônios em questão de minutos. Armado uma motosserra e um rifle de caça, Ash decide se proteger com unhas e dentes dos ataques dos espíritos das trevas, que tentarão a todo custo aniquilar nosso herói. Conseguirá ele passar por mais essa noite alucinante?

Há varias teorias sobre a ligação deste com o primeiro filme. Uns dizem que após os acontecimentos anteriores, Ash simplesmente voltou para a cabana com uma namorada de mesmo nome e fez tudo de novo. Outros dizem que este é um remake do primeiro. Mas acho que o que mais se aplicaria é que este é uma espécie de remake reduzido e ampliado. É a mesma história de Ash e Linda irem para a cabana isolada, encontrarem a fita, tocarem e as recitações libertarem os espíritos. Porém, desta vez os 3 amigos extras de Ash não vieram junto, só Linda mesmo. Creio que seja mais ou menos isso, hehe.

A principal diferença deste para o primeiro filme é a presença do humor em certas cenas. Isso pode ser percebido em várias partes do filme, como na cena em que uma mão decepada levanta o dedo médio para Ash, ou ainda o desagradável encontro de um olho com uma boca aberta. A cena em que Ash ri histericamente enquanto vê os objetos da sala rirem dele é simplesmente demais, uma coisa ao mesmo tempo hilária e assustadora. Acredito que um dos fatores que levaram o diretor a apelar para essa fórmula “terrir” foi o aumento considerável do orçamento, cujo valor não me recordo agora, mas sei que é mais do que o dobro do anterior. O uso de efeitos especiais é outra novidade, porém não são tão “especiais” assim. As cenas que se utilizam de tais efeitos são hilárias, e você tem que ser muito fã mesmo para não se mijar rindo da tosqueira braba que é.

Um ponto negativo que apareceu nesta sequência foram as mortes suavizadas, bem diferente as sangreira que foi o primeiro. Reza a lenda que há uma versão on-screen para a cena em que Ash esquarteja Ed com um machado, fazendo então espirrar sangue vermelho, ao invés daquele suco verde da versão oficial.

O filme foi lançado no Brasil em 1987, antes mesmo do original chegar por aqui (wtf), recebendo o título de “Uma Noite Alucinante 2”, obrigando o original a receber o quilométrico título de “The Evil Dead – A Morte do Demônio – Uma Noite Alucinante 1: Como Tudo Começou” (é mais ou menos isso). Há algum tempo recebeu uma versão em DVD, com alguns extras e até mesmo opção de dublagem em português (coisa rara MESMO em se tratando de filmes antigos), tendo seu título modificado para apenas “Uma Noite Alucinante”. Há ainda uma terceira parte, Army of Darkness, lançado por aqui como Uma Noite Alucinante 3, voltado mais para o lado aventura, mas sem perder alguns toques macabros.

Uma Noite Alucinante 2: Mortos Ao Amanhecer (Evil Dead II – Dead By Dawn)

Direção: Sam Raimi

Ano:1987

Nota: 5/5

Trailer: aqui

Nota: Esse texto TAMBÉM foi adaptado de um que eu havia escrito há dois anos para meu antigo e desativado blog de horror. O link de download do filme foi encontrado aqui.

E no mais, um feliz ano novo a todos vocês que leram esse texto, e visitam o site 😀

Grande abraço!

Continue lendo
Publicidade
Comentários

EM ALTA