Siga-nos nas redes sociais

3ª Temporada

Danai Gurira (Michonne) Faz Sua Primeira Comic-Con

Publicado há

em

Danai Gurira é uma dramaturga e atriz, mais conhecida pelo seu papel de coadjuvante no filme imaginativo e independente de Tom McCarthy , “The Visitor” e por seu trabalho no drama de David Simon pela HBO, “Treme”. Mas para os fãs na Comic-Con, ela já é o ícone empunhador de espadas de “The Walking Dead”, Michonne, uma personagem vista por apenas um momento, salvando Andrea (Laurie Holden), no último final de temporada.

Depois de dar autógrafos com o elenco, Gurira andou pelo piso da convenção com o Vulture para falar sobre as lutas contra zumbis (e carrapatos) em Atlanta, o vício de Michonne em pílulas ácidas de cereja, e deixar Richard Jenkins vir a bordo disso tudo. Felizmente, ela ouviu nossas perguntas em meio aos casuais gritos de “Michonne!” que acompanharam nosso passeio.

Como está se sentindo?

Estou adorando isso.

É um pouco diferente de fazer a publicidade de “The Visitor”, não é?

É, só um pouco.

Essa é sua primeira Comic-Con?

Sim, é minha primeira Comic-Con. Eu vi em “Entourage”, mas a TV não pode capturar nem um pouco do que é ao vivo.

Os fãs estavam malucos por você durante a sessão de autógrafos. E seu rosto nem apareceu num episódio ainda.

Eu sei. É meio que incrível. Eles estão tão animados e adoraram aquela curta apresentação de Michonne de capuz na última temporada. Uma moça acabou de me dizer “Eu tenho certeza que você será, na série, aquela que realmente pensa”. Eu achei muito interessante. É, eu acho que é verdade. Eu acho que Michonne é bem forte, seus instintos não ficam atrás dos de ninguém. Você a quer do seu lado porque será bem sucedida em qualquer coisa que você tente fazer.

Você gravou seis episódios até agora. Quantos zumbis você já matou?

Não posso dizer!

Mais do que 10?

Bem, é, você sabe. Eles aparecem aqui e ali.

Você está andando de salto alto. Você tem brilho, um ombro à mostra. Bem diferente de Michonne.

Eu tenho de ser Michonne uma boa parte das horas de todos os dias, e é legal ficar numas belas botas de combate, sabe? Mas de vez em quando – e me desculpo aos fãs – uma garota quer colocar algo bonito e arrumar os cabelos.

Você já viu alguma arte de você como Michonne feita pelos fãs que achou legal?

Bem, estavámos assinando algumas capas de HQ e havia uma com o design de um certo artista que era… Eu nem sei o que Michonne fazia ali, mas as coisas ao redor dela estavam destruídas. Parecia comigo!

O que você está ansiosa para ver esse fim de semana?

Quero ver o máximo que puder. Os figurinos e estandes, é uma celebração tão legal de arte gráfica e de quadrinhos. Ver que isso inspira as pessoas a serem criativas e se vestirem como os personagens é maravilhoso. Esse é o ponto sobre Michonne, vê-la virar realidade é uma loucura para as pessoas. Ela já está viva pra eles. É como se eu entrasse numa entidade viva.

Você sente uma pressão maior por estar cercada por super fãs aqui? Ali atrás parecia que eles já tinham te aceitado.

Eu não sei. Acho que há um pouco de “Prove pra nós, mocinha”. E eu gosto disso. É tipo “tá bom, certo, certo. Vamos lá. Cadê minha espada?”

Com quem do elenco você já tem amizade?

Com certeza minha melhor amiga é Laurie Holden. Passamos muito tempo juntas. Moramos no mesmo prédio. Steven Yeun e Lauren Cohan também moram conosco. Somos colegas de quarto. Eles realmente quebraram minhas barreiras.

Qual tem sido o aspecto mais desafiador desse papel?

Inicialmente, aprender a manusear uma espada foi desafiador. Eu comecei a tomar vitaminas naturais, pílulas ácidas de cereja. Muito boas para as juntas e o músculos. Eu não sabia se seria capaz de fazer o que Michonne tem de fazer num calor de 38 graus, mas com essas pílulas, estou ótima.

Pílulas de cereja para todos.

Sério, eu as recomendo. E elas são legalizadas! Totalmente legais.

Além da katana, ela usa alguma outra arma?

Do que mais ela precisa? Ela tem chutzpa, ou numa palavra mais popular, bolas.

Ano passado na Comic-Con, seu colega Steven nos contou uma história sobre um carrapato aterrissar em sua virilha e fazer um belo estrago.

Ah, sim. Estou constantemente checando se não há pequenos carrapatos em mim. Ele me contou essa história também, no meu primeiro dia no set. Uma vez havia um na minha perna, subindo, e eu disse a ele “Adivinhe só? Você não vai a lugar nenhum amigo. Fim da linha”.

Você vai fazer Richard Jenkins assistir The Walking Dead?

Eu o amo. Ele apoia tanto meu trabalho. Ele veio assistir minhas peças, ele me assistiu fazer Shakespeare no Parque ano passado. Ele e sua esposa, são maravilhosos. Ele com certeza assistirá essa série. Com certeza. Fazer “The Visitor” com ele foi a melhor experiência.

Fonte: Vulture

Continue lendo
Publicidade
Comentários

EM ALTA