Siga-nos nas redes sociais

3ª Temporada

Dallas Roberts fala sobre o destino de Milton e o final da temporada

Publicado há

em

Alguém mais está tendo a impressão de que Milton de The Walking Dead pode estar amaldiçoado? Certamente, ele é um tipo diferente de personagem para a série: um nerd pós-apocalíptico que está pensando estrategicamente em uma forma de cair nas graças do Governador, sem ter que sujar as mãos. Mas agora, depois de ter ficado amigo de Hershel e sua perna de pau, parece que Milton está prestes a entrar na mira do Governador.

Dallas Roberts, que interpreta o ‘café com leite’ de Woodbury, conversou com o site Vulture sobre a natureza mutável de seu personagem (que não teve origem nos quadrinhos) e o final da temporada “estranho”. E atenção, leitores: Roberts tem lido suas teorias sobre isso, e vocês estão muito, muito longe.

Milton está amaldiçoado? Ele não é um cientista muito bom, e ele está começando a chamar a atenção do Governador.

Sim, sabe, é engraçado. [Os escritores] diziam no início: “Ele é um cientista”, e então eles voltam e dizem, “Ele não é um cientista, ele é apenas um cara inteligente, que está tentando fazer ciência”, e então eles voltam de novo, “Não, ele é definitivamente um cientista”.”Não, ele não é”. E foi assim por muito tempo. Eventualmente, ele se torna apenas um cara que… bem, ele não está muito no laboratório mais. [Risos.] Ele é um cientista terrível!

Você disse que fez o teste para alguém que não era exatamente Milton.

A série escolheu lidar com esse fanatismo irracional mantendo tudo em segredo absoluto, então o papel para o qual eu fiz o teste era Milton, mas seu nome não era Milton para mim. A cena era ele conversando com uma mulher que… Eu não me lembro qual era o nome. Foi só uma cena falsa escrita para uma espécie de cara nerd e cientista. Ela nunca apareceu em nenhum script.

Qual foi a descrição de Milton, então?

A descrição provavelmente disse, “interessado por livros, desconfortável ao lidar com pessoas, ama mais seus livros e instrumentos do que as pessoas”, mas testes não tendem a dar muita informação.

Milton já sabia dos métodos extremos do Governador por algum tempo. Por que só agora isso o incomoda?

Pode ser que Milton o veja deslizar ainda mais para uma loucura autocentrada, em oposição a um sujeito centrado na comunidade. Ele sempre teve essa loucura nele, com os aquários de cabeças e esse tipo de coisa, mas esse monstro dentro dele está crescendo a um nível alarmante.

Achei que você ia dizer que foi por causa de seu novo amigo Hershel!

Ah, totalmente. Hershel e Milton iriam ser amigos na vida real, se não fossem dois personagens fictícios. Mas eu acho que Milton certamente esteve sempre desconfortável com a brutalidade necessária para fornecer abrigo e conforto a Woodbury.

Milton não matou um zumbi. Isso te deixa decepcionado?

Bem, no meu primeiro dia no set, a moça da maquiagem foi muito específica: “Sem sujeira em Milton. Ele nunca pode ficar sujo”. E eu pensei: Isso é interessante. Então eu descobri que a sujeira que colocam em todos os outros personagens é chamada de sujeira sexy, e então eu pensei, “Bem, eu quero sujeira sexy também”. Uns episódios atrás, ele esteve fora de Woodbury e meio que ajudou Andrea a espancar um zumbi.

Ah, é verdade. Ele não fez nada para espancá-lo, no entanto.

Ele ficou um pouco sujo! [Risos.] O sangue espirrou para as minhas pernas, e o pessoal do vestuário estava horrorizado. Eu dizia, “Não, ele deve ter sangue em suas pernas! Ele está autorizado a se sujar, neste momento, eu acho”. Eu estive lutando por isso, tipo: “Será que ele pode colocar a camisa para fora da calça? Por favor?” Quando você começa um papel no The Walking Dead, você acha que vai estar correndo com zumbis. Milton não experimentou isso por um tempo muito longo.

Você também disse que o fim da temporada ficaria “mais estranho.” O que você quer dizer com “mais estranho”?

Eu tenho que pisar em ovos para falar sobre o final da temporada. Mas eu realmente acho isso… bem, eu li o texto de Starlee sobre os últimos episódios…

Ótimo!

Sim, e eu li os comentários depois, e eu posso perceber as teorias das pessoas sobre o que está prestes a acontecer, e ninguém acertou ainda. Então, você sabe, vai ser estranho! [Risos.]

A propósito: Por que você acha que as pessoas não gostam de Andrea?

Quando minha mulher e eu sentamos e assistimos TV, eu acho que ela se irrita com os personagens, porque eles não fazem o que ela faria na situação. Estou sempre assim: “Bem, ela tem que fazer isso, porque essa é a história”. Sim, é chato que Hamlet não mate seu padrasto em dez minutos de peça, mas se ele matasse seu padrasto aos dez minutos de peça, não haveria uma peça. Ele tem que ser chato, se alguém acha isso, e não fazer o que seria a coisa certa a fazer. As pessoas vivem a história e dizem, “Eu não faria isso”, ou “Eu quero que esse personagem faça algo que ele não está fazendo.” Eu acho que é divertido, as pessoas acompanham, mesmo que isso os irritem.

Quem está mais louco, Rick ou o Governador?

Eu amo o fato de serem ambos. Os dois reis no tabuleiro de xadrez são ambos loucos. Ambos pensam que estão fazendo a melhor coisa, e todos ao redor está questionando se eles estão fazendo a melhor coisa, e eles estão fazendo o seu melhor para se manterem firmes. Eu acho que é uma das partes mais fascinantes da história.

Quem é mais metódico? Eu li que Andrew Lincoln é muito intenso no set.

No episódio de domingo passado foi a primeira vez que Milton já tinha visto Rick, então eu não tive muito tempo com ele. Posso certamente dizer que Morrissey é hilário entre as tomadas. Ele é um brincalhão.

E qual será o destino de Milton? Agora que o Governador já sabe que não pode confiar nele, será que sua vida também está em risco? Deixem suas opiniões nos comentários!


Fonte: Vulture
Tradução: Nat Price / Staff Walking Dead Brasil

Continue lendo
Publicidade
Comentários

EM ALTA