Siga-nos nas redes sociais

4ª Temporada

Dissecando o episódio S04E13 – Alone: Lauren Cohan diz que é hora de Maggie se tornar uma guerreira

Publicado há

em

The Walking Dead continuou a explorar dois grupos no episódio “Alone”, focando em Maggie e em sua procura por Glenn, junto com Bob e Sasha, enquanto sua irmã, Beth, aproveitou seu tempo com Daryl. Todas as estradas levam ao Terminus, o misterioso santuário para onde todos da prisão, junto com os novatos Abraham, Eugene e Rosita, têm seguido.

Maggie tenta se separar de Sasha e Bob (o cara que tem um medo imensurável de ficar sozinho nesse mundo sem paredes), mas o trio se reconciliou quando Sasha tentou achar um lugar novo pra sobreviver. Uma nova Maggie, que estripou walkers para deixar mensagens para Glenn, dizendo “vá para Terminus”, percebe que não consegue seguir sozinha, enquanto Sasha, agora romanticamente ligada a Bob, aprende que ela tem que arriscar sua vida pelos que estão a sua volta se ela quiser sobreviver.

Enquanto isso, uma Beth ferida e Daryl encontram uma espécie de oásis ao ficarem em uma residência funerária, cuja alguém vem tomando conta e preenchendo com comida e suprimentos. Porém, seu tempo lá não dura muito, pois um grupo de walkers ataca e força Beth a correr – ao que parece para alguém que armou aquilo e a sequestra, colocando-a em um carro que segue para longe de Daryl.

Depois que Daryl tenta perseguir o carro por horas, ele fica sem pistas e parece desistir, quase entrando em colapso em uma interseção abandonada. É lá que ele vê um grupo de saqueadores violentos – os mesmos que quase mataram Rick quando invadiram a casa que ele, Carl e Michonne estavam – guiados por Joe. Daryl abaixa sua arma, e parece ter sido potencialmente aceito pela nova ameaça.

O Hollywood Reporter conversou com Lauren Cohan para discutir a jornada de Maggie, o sequestro de Beth, a nova ameaça de Daryl e o que pode ter em Terminus agora que Glenn viu uma das “propagandas” do lugar, que oferece uma comunidade e a sobrevivência para aqueles que chegam.

Maggie percebeu que não poderia ficar sozinha em sua busca por Glenn. O que mudou?

O que foi interessante para mim nesse episódio é que tudo o que vem de Maggie é um mecanismo de enfrentamento, uma vez que ela está em uma verdadeira jornada para encontrar Glenn.

Tudo o que ela pode fazer agora é andar por entre os zumbis. Maggie está sem limites a essa altura, e esse é um grande ponto no argumento de Sasha. Sasha está evitando ser decepcionada e por isso ela não se envolve emocionalmente, logo, não se decepciona. Mas Maggie a conhece mais do que isso, o que vemos no final do episódio: você pode pedir a ela que arrisque a vida em benefício próprio. Tudo o que fazemos agora é arriscar nossas vidas. O que mudou em Maggie foi o reconhecimento, pra ela encontrar Glenn é também encontrar quem é ela em sua busca por ele, e saber que apesar de toda essa zona ela ainda é incrivelmente leal e não deixará ninguém pra trás. Ela sabe profundamente em seu coração que eles ainda estão vivos e que tudo vai dar certo. É também bem louco, porque Maggie age do jeito que gostaria de ter agido com o Governador. E essa foi uma mudança legal no inicio da temporada. Ela vai desse lugar de perdão, quando Michonne e Daryl saem em sua missão vingança, dizendo que o que ela tem [na prisão, com seus amigos e família] vale a pena ser cuidado e posto em foco, então ela pode deixar a vingança pra lá. Isso a morde no fim, e é o Governador que leva embora sua última preciosidade (seu pai, Hershel) e possivelmente sua irmã e seu marido também, sem mencionar a prisão, seu acampamento e suas vidas. Há com certeza um nível de arrependimento e de reconhecimento que ela precisa vestir a armadura de guerreira e não a tirar por um tempo.

bob-the-walking-dead-4-temporada-alone

Sasha, Bob e Maggie estão seguindo para Terminus, mesmo com Sasha estando cética em relação a “estar bom demais pra ser verdade”. Quão preocupados eles precisam estar para o fato de Terminus ser uma possível armadilha?

Sempre devemos estar preocupados com tudo o que soa bom demais para ser verdade. Isso está grande demais para qualquer um de nós ignorarmos aqueles trilhos de trem guiando para um lugar que pode ser um santuário. Nós não temos nenhum meio de nos comunicarmos uns com os outros, mas nós temos sinais em cada trilha que leva para a mesma direção, então pelo menos nós podemos todos estar juntos e confiar em qualquer conexão mental que tivermos, e então talvez nós descubramos quando chegarmos. Eu não sei se Terminus será má ideia. Nenhum de nós pode assumir isso.

Nos quadrinhos, é agora que o grupo se depara com canibais. Terminus poderia ser sua base?

Devemos seguir com cautela, mas não temos outro plano agora, então temos que seguir esses trilhos. Sasha é uma excelente voz da razão, mas não temos tempo para razão porque temos que encontrar o resto do grupo. Esses últimos episódios tem sido muito claustrofóbicos, com esse nevoeiro para Maggie, Sasha e Bob. E então Daryl e Beth estão presos na mala de um carro. Esse grupo tem sido muito cegado e agora temos essa corda para segurar com os trilhos. Pode ser má ideia, mas não temos opções.

Vemos Glenn no final do episódio encontrando outra placa para Terminus. Ele está viajando com Abraham e Cia. Devemos confiar neles?

Eu confio em alguma coisa sobre aquele grupo. Talvez seja o cabelo de bobo de Eugene, mas eu sinto que eles podem confiar, uma vez que eles realmente estão com os interesses de Glenn e Tara em suas mãos. Eu amei a forma que Glenn o desafiou. Ele estava nessa missão e ninguém o pararia. E ele bate naquele homem enorme. Essa hora que Glenn vê a placa Terminus e toda a esperança desse momento me lembrou a 1ª temporada, quando ele é aquela voz que Rick ouve no tanque. Se Glenn vê ou ouve algo, há alguma coisa, porque ele é o personagem que procura por pessoas. Isso me faz pensar que talvez Terminus vá ser boa e no fato que todo o grupo esta vendo esses sinais. Tem alguém procurando por eles? Tem alguém se certificando de que eles vão se encontrar? Talvez seja o espirito de Hershel. Não sei, mas seria legal.

daryl-dixon-the-walking-dead-4-temporada-alone

Bob e Sasha estão agora romanticamente ligados. Como a relação deles poderá se desenvolver no caminho para Terminus?

Há muita esperança nesse relacionamento. Se Sasha encontrar seu irmão, Tyreese, então há também espaço para o amor, o que seria muito bom. Há muito amor florescendo e esses últimos episódios mostraram três estágios do que você faz por quem ama. Bob beija Sasha para tirá-la do cinismo em que ela se encontra. E há essa talvez história entre Daryl e Beth, pois finalmente nós o vimos se abrir, então quem sabe. Ela está sequestrada ou morta, não sabemos ainda o que vai acontecer ali. E então Maggie deixando esses recados para Glenn. Eu acho que esse foi o episodio mais romântico de The Walking Dead até agora.

Falando em Beth, ela parece ter sido abduzida. O que você pode dizer sobre o que está acontecendo lá? Quão preocupados nós podemos ficar com Daryl e Beth?

Esse vai ser uma boa lacuna por enquanto, não há muito que fazer sobre essa situação. Fica muito assustadora. Toda a situação de Daryl é. Devemos estar muito preocupados com todo mundo.

Será que quem quer que seja que sequestrou Beth está conectado com esse grupo que está com Daryl?

Eu realmente não sei ainda – é assustador assim! Eu não gosto desse grupo de jeito nenhum, e nem do que aconteceu com Beth. É muito bizarro.

glenn-daryl-bob-the-walking-dead-4-temporada-alone

Daryl no fim desse episódio pareceu encrencado, conhecendo Joe e seu misterioso grupo de saqueadores, que sabemos que são violentos já que um quase matou o Rick na casa. O que você pode dizer sobre a “taxa” que Daryl pode ter que dar a eles? Ainda mais agora que ele acabou de se abrir?

Daryl tem um caminho medido pra si, onde ele precisa tomar cuidado com seus passos porque esse grupo pode aceitá-lo. Ou machucá-lo.

O que podemos esperar de Joe e Cia? Minha teoria é que esses caras são caçadores que se transformam em canibais que estão por trás do Terminus…

Podemos nos preocupar sobre qualquer pessoa nova que conhecemos, especialmente após o Governador. Não devíamos ter amigos! [risos]

O que você pode dizer sobre como vai ser o encontro de Glenn e Maggie?

Eu já penso que eles têm sido um bom casal, e essa coisa que aconteceu com o Governador quando eles foram mantidos como reféns os aproximou muito. Se eles se virem novamente, nunca, nunca vão se separar de novo.

Fiquem ligados aqui no Walking Dead Brasil e em nossas redes sociais @TWDBrasil no twitter e Walking Dead Br no facebook para ficar por dentro de tudo que rola no universo de The Walking Dead.


Fonte: Hollywood Reporter
Tradução: Lucília Costa / Staff Walking Dead Brasil

Publicidade
Comentários

EM ALTA