Siga-nos nas redes sociais

4ª Temporada

Dissecando o episódio S04E06 “Live Bait”: O Governador pode ter um recomeço? David Morrissey fala sobre isso

Rafael Façanha

Publicado há

em

ATENÇÃO: Esta matéria contém spoilers do sexto episódio da quarta temporada, “Live Bait” (Isca Viva).

The Walking Dead revelou a história por trás do Governador (David Morrissey) com um episódio que começou exatamente onde a 3ª temporada terminou, mostrando o vilão caolho na estrada depois do massacre brutal em seu próprio grupo.

Na estrada após seus dois capangas abandona-lo durante a noite, o Governador se estabelece em um acampamento onde um novo grupo permanece enfurnado dentro dos apartamentos do prédio (ainda!) à espera da Guarda Nacional. Lá, ele passa um nome falso (Brian), raspa a barba e o cabelo desgrenhado – os sinais da sua decadência e marca registrada de seu homólogo nos quadrinhos. Ele cria laços com as irmãs Lily e Tara e a jovem Megan, e salva suas vidas depois que seu pai morre e se transforma.

Em última análise, “Brian” e as meninas pegam a estrada juntos em busca de um abrigo melhor e de uma nova vida – como uma nova família para o Governador, após ele queimar a única foto de seus entes queridos.

O Hollywood Reporter conversou com Morrissey para dissecar os acontecimentos do episódio e adiantar o segundo episódio focado no Governador, na próxima semana.

The Walking Dead _ Season 4, Episode 6 - Photo Credit: Gene Page/AMC

The Hollywood Reporter: O Governador tentou rejeitar companheirismo. Por quê?

David Morrissey: O que vimos no episódio 6 é um louco querendo ser isolado, ficar por conta própria, sem querer ter qualquer responsabilidade. Mas quando ele encontra essa nova família, ele percebe que pode reinventar a si mesmo e seu passado. Ele pode dar a si mesmo a oportunidade de viver como uma pessoa diferente. Isso é uma coisa maciçamente libertadora para ele; ele não quer se envolver com ninguém e ter que se preocupar com eles, ama-los e ter responsabilidade com eles. Ele está lutando contra isso, mas ele perde essa batalha. Ele tem que admitir para si mesmo que ele se importa e que pode amar. A sociedade normal pensaria nisso como uma emoção muito positiva – que ele está envolvido. Mas neste mundo, é uma emoção perigosa, porque se você tem algo a lutar e perder, então você irá se machucar.

The Hollywood Reporter: Porque o Governador queimou Woodbury?

David Morrissey: Há uma sensação de destruição sobre ele que aquele era o lugar que ele construiu. Suas esperanças e sonhos de um outro futuro foram colocados naquela comunidade, que era onde um novo mundo estava se formando. Há algo naquela destruição – dizendo “isso não vai acontecer, então vamos queimar isso e se livrar dele”. Isso nunca existiu pra ele. Há um fechamento sobre seu passado – que Woodbury já não existe, que as pessoas não existem. Há uma escuridão sobre ele a partir de então. É apenas um espaço em branco, e é disso que ele se afasta. Woodbury foi construída e pode ser construída de novo. Ele não quer que ninguém vá a Woodbury. Esse era o seu sonho e sua esperança e sonhos foram colocados naquele lugar. A última coisa que ele quer é Rick habitando aquele lugar.

The Hollywood Reporter: Onde começa a ideia de usar um nome falso?

David Morrissey: Ele vê essa ligação incrível na parede com mensagens de sobreviventes. Essas são mensagens de esperança, mas quando você vê-las escritas juntas elas são realmente mensagem de desespero e de um mundo enlouquecido. Ele as vê como uma prova de como o mundo ficou louco e então ele se reinventa e quando ele fala a história de seu passado, onde ele morava, esse nome aparece em sua cabeça. Isso dá a ele uma identidade e um lugar, porque ele é capaz de dizer o nome de uma pessoal real – alguém que ele sabe que estava na estrada. Ele dá-lhe uma chance real de reinvenção total. Esse nome pode viver dentro dessa esperança.

The Walking Dead _ Season 4, Episode 6 - Photo Credit: Gene Page/AMC

The Hollywood Reporter: Primeiro, o Governador se dobra sobre sua porção na sua foto de família para depois, finalmente, queima-la. Qual é o seu processo de pensamento lá? Será que ele já não olha mais para si mesmo depois do que ele fez? Ele está dizendo adeus a sua antiga família para dar lugar a uma nova?

David Morrissey: É um pouco de ambos. O que olha é uma visão de bondade: sua esposa e filha em tempos bons – mas ele não pode olhar para si mesmo porque sua visão de bondade já se foi. Quando ele se reinventa, ele está reconhecendo que já se foi e terá que deixar isso de lado. Ele tem de se reconstruir e se reinventar e comprometer-se totalmente daqui pra frente. Seu passado é o local onde há pedras ao redor de seus pés, que só irá arrasta-lo para baixo, e ele tem que realmente investir em sua nova vida. Ele tem de tornar esse outro homem. Ele não pode mais ser Phillip. Ele tem que tirar todos os laços com o passado.

The Hollywood Reporter: Temos um vislumbre de como o Governador era como pai quando ele cria laços com Megan. Será esta uma forma de recuperar sua humanidade?

David Morrissey: Há uma grande quantidade daquilo que estará sempre lá, é uma coisa inata. Ninguém é todo cinza e ninguém é totalmente mau. Somos uma mistura dessas coisas o tempo todo. O Governador não está dizendo: “O que seria ser bom para essa menina?” É um estado natural para ele, tão natural como outro material sujo que ele fez. Ele fez despertar uma grande responsabilidade nele para com a menina, sua mãe e irmã. Ele odeia ter responsabilidade, mas ele é um homem que trabalha bem com isso. Falando em cuidar das pessoas, ele realmente gosta e faz o seu melhor, não é algo fabricado. O que eu gosto dessa cena é que ele está realmente fechado, ele não vai falar ou se envolver com ninguém. A grande coisa sobre as crianças é que elas são contadoras da verdade. Elas não contornam polidez. Todo mundo quer perguntar-lhe: “O que aconteceu com seu olho?” mas é preciso que esta menina diga “O que aconteceu com seu olho”? Porque ela faz uma pergunta direta que pega-o desprevenido, mas de repente ele volta a ser uma pessoa brincalhona. Quando ele diz que é um pirata, ela fica logo na defensiva e ele começa a rir – e se quebrando ao mesmo tempo, porque ele pode rir, chorar e amar. O que ele queria, mais do que tudo, era a construção de uma cela acolchoada no seu imaginário de modo que ninguém poderia toca-lo, e alguém tocou seu coração, e desde então está desmoronando.

The Hollywood Reporter: Lily e “Brian” meio que estão juntos. Como ele vai lidar com esse romance de uma maneira diferente do de Andrea?

David Morrissey: Ele é um homem diferente. Com Andrea, ele tinha todos os tipos de segredo, a fim de manter Woodbury viva. Ele tinha um ego diferente: ele estava em seu santuário e ele tinha todos os atributos de sucesso e estava bêbado com o poder. Ele não tem isso agora e é um homem sem nada. Ele é um cara sem teto. Ele é um homem muito mais vulnerável em todos os sentidos. Ele é mais emocional. Ele é muito mais aberto, de certa forma. Mesmo ele tentando manter as pessoas longe dele, há algo em como elas o tocaram de uma maneira diferente. Ele está olhando para Lily e Megan como se ele estivesse olhando para sua própria esposa e filha. Há um elemento onde ele queima o seu passado para poder investir no futuro e nas novas pessoas em sua vida. Ela é uma mulher diferente: Andrea era uma lutadora e tinha visto coisas terríveis e estado em batalhas; Lily ficou isolada em um apartamento e ela precisa se proteger de uma maneira diferente.

The Walking Dead _ Season 4, Episode 6 - Photo Credit: Gene Page/AMC

The Hollywood Reporter: Martinez (José Pablo Cantillo) e Shumpert (Travis Love) – as únicas testemunhas das atrocidades do Governador – abandonaram-no, mas ele acaba cruzando o caminho de Martinez no final. Como o “Brian” irá explicar quem ele realmente é para Lily, Tara e Megan?

David Morrissey: Seu verdadeiro problema é que ele passou o episódio inteiro reinventando-se com essas pessoas e, em seguida, alguém de seu passado caminha de volta para sua vida. Esse vai ser seu problema no episódio 7, a partir de então – como ele pode ser Brian quando ele encontra alguém que conhece tudo sobre seu passado? Como ele irá jogar isso? Esse será seu dilema daqui pra frente. A questão é quanto tempo ele manterá esse ritmo nessa temporada. De agora em diante, a dança que ele tem que dançar é sobre qual pessoa ele vai ser. Quem vai vencer? Será Brian ou o Governador? Ou um outro personagem entre esses dois personagens, que andam na corda bamba entre duas emoções – que é o seu dilema ao longo da temporada. É por isso que é importante não antecipar porque ele está fora da prisão. Nós gostamos de pensar que ele está lá fora para criar morte e destruição, ser a versão do Governador dos quadrinhos. Mas ele pode não ser essa pessoa. Pode haver outra reviravolta nesse homem e sua humanidade e como ele negocia sua sobrevivência.

The Hollywood Reporter: Carol – assim como Abraham (Michael Cudlitz), Eugene (Josh McDermitt) e Rosita (Christian Serratos) – estão todos lá fora. Quais são as chances do Governador entrar em contato com algum deles?

David Morrissey: As pessoas me perguntam isso o tempo todo, e isso não é algo que eu posso dizer.

The Hollywood Reporter: Com o que a próxima interação entre Governador e o grupo do Rick irá parecer?

David Morrissey: Todo mundo está aprendendo lições sobre sobrevivência. Onde é que encontramos confiança entre essas pessoas? Nesta temporada, vemos uma nova ameaça acontecendo com todo mundo: Somos mais fortes juntos ou separados? O Governador está lá e talvez ele tenha um plano diferente sobre esta prisão e como ele entrará lá. Talvez ele esteja lá para lavar alguma coisa. Nós não sabemos realmente. A real linha tênue é poder haver confiança entre Michonne e o Governador? Rick e o Governador? O que será negociado? Nós vimos na vida real – na nossa vida – que você tem que negociar com seu inimigo mais feroz para ficar bem. A vingança é geração e geração de miséria. Há um ponto onde algumas gerações se reúnem e dizem: “Chega disso. Não vamos mais negociar com o inimigo”. Isso pode muito bem acontecer em The Walking Dead.

The Walking Dead vai ao ar todo domingo às 00h (horário brasileiro de verão) na AMC e às terças-feiras às 22:30 na FOX.


Fonte: Hollywood Reporter
Tradução: @LuanaSieb / Staff Walking Dead Brasil

Continue lendo
Publicidade
Comentários

4ª Temporada

4ª Temporada de The Walking Dead chega ao Netflix Brasil

Rafael Façanha

Publicado há

em

Notícia maravilhosa para os fãs de The Walking Dead e assinantes do Netflix. Com o sucesso de audiência das três primeiras temporadas, que foram lançadas no ano passado no serviço de streaming, o Netflix Brasil acaba de adicionar a quarta temporada do drama zumbi em seu catálogo.

Sinopse oficial da 4ª temporada de The Walking Dead:

Na sequência dos acontecimentos devastadores do final da 3ª temporada, Rick e o grupo ainda tentam se recuperar da perda de sua casa, família e amigos. Com a destruição da prisão, o grupo de sobreviventes se divide e são enviados para caminhos diferentes, sem saber o destino de cada um. O que parecia ser uma vida difícil, cheia de cercas e muros, vai piorar ainda mais. O perigo aumenta a cada passo, surgem novos inimigos pelo caminho e escolhas de partir o coração. Eles terão sua fé exaustivamente testada – uma fé que quebrará alguns deles, mas resgatará outros.

Caso você tenha interesse, a Netflix Brasil possui planos a partir de R$ 17,90 ao mês e você pode fazer assinatura diretamente do site, começando com o primeiro mês grátis!

the-walking-dead-4-temporada-netflix-brasil-anuncio

The Walking Dead, a história de drama mais assistida da TV a cabo, irá retornar com a sexta temporada em Outubro de 2015 na AMC e na FOX Brasil. O trailer da temporada, bem como a data oficial de lançamento, será divulgada durante a Comic Con de San Diego em Julho.

Fiquem ligados aqui no Walking Dead Brasil e em nossas redes sociais @TWDBrasil no twitter e Walking Dead Br no facebook para ficar por dentro de tudo que rola no universo de The Walking Dead.

Continue lendo

4ª Temporada

Quarta temporada de The Walking Dead chega ao Brasil em DVD e Blu-ray

Rafael Façanha

Publicado há

em

A quarta temporada de The Walking Dead, uma das séries mais bem sucedidas da tv, chega dia 11 de fevereiro nas principais lojas. Baseado no HQ de Robert Kirkman, a temporada aborda Rick e seu grupo tentando sobreviver em um mundo onde os humanos muitas vezes são mais perigosos que os zumbis. A prisão onde se refugiam está cada vez mais instável e Rick tentará de todas as formas permanecer vivo e proteger aqueles que ama, mas a volta de um antigo e perigoso inimigo resultará em perdas inesperadas. Esta temporada bateu recorde de audiência e foi vista por mais de 16 milhões de telespectadores.

O boxe traz os 16 episódios da temporada e mais de 170 minutos de extras na edição tradicional e cerca de 230 minutos de extras na edição em blu-ray. O Grupo PlayArte é uma empresa brasileira independente que atua há mais de 30 anos no mercado de cinema e home vídeo.

Abaixo listamos todo o material extra que vocês encontrarão nos boxes, além de seus respectivos valores e capas.

Sinopse:

Na sequência dos acontecimentos devastadores do final da 3ª temporada, Rick e o grupo ainda tentam se recuperar da perda de sua casa, família e amigos. Com a destruição da prisão, o grupo de sobreviventes se divide e são enviados para caminhos diferentes, sem saber o destino de cada um. O que parecia ser uma vida difícil, cheia de cercas e muros, vai piorar ainda mais. O perigo aumenta a cada passo, surgem novos inimigos pelo caminho e escolhas de partir o coração. Eles terão sua fé exaustivamente testada – uma fé que quebrará alguns deles, mas resgatará outros.

Material extra:

Extras DVD:

Making Of
Por Dentro de Walking Dead
Desenhando inspiração
Efeitos Especiais

Extras BLU-RAY:

Por Dentro de Walking Dead
Making Of
Cenas Deletadas
Desenhando inspiração
Efeitos Especiais

Preços:

DVD: R$ 119,90
Blu-ray: R$ 139,90

GALERIA DE IMAGENS:

the-walking-dead-4-temporada-bluray

the-walking-dead-4-temporada-bluray-capa

the-walking-dead-4-temporada-dvd

the-walking-dead-4-temporada-dvd-capa

The Walking Dead, a história de drama mais assistida da TV a cabo, irá retornar com a segunda parte da quinta temporada no dia 08 de Fevereiro de 2015 na AMC e no dia 09 de Fevereiro de 2015 na FOX Brasil. Confira todas as informações sobre o midseason premiere (S05E09) e fique por dentro das notícias.

Fiquem ligados aqui no Walking Dead Brasil e em nossas redes sociais @TWDBrasil no twitter e Walking Dead Br no facebook para ficar por dentro de tudo que rola no universo de The Walking Dead.

Continue lendo

4ª Temporada

A quarta temporada de The Walking Dead em apenas 1 minuto

Lidiane Fidelis

Publicado há

em

Na última temporada em The Walking Dead, os personagens passaram por vários momentos, fossem eles de tranquilidade, mas, também, de apreensão e tristeza.

Os sobreviventes viveram muitas coisas ruins, tanto psicológicas quanto físicas, e nem todos os personagens conseguiram sobreviver à quarta temporada da série.

Porém, a estreia da quinta temporada do show zumbi se aproxima e nada melhor do que rever toda aquela longa lista de tristeza e dor resumida em um pequeno vídeo com duração de um pouco mais de minuto, e rapidamente relembrar e se atualizar para a chegada da nova temporada.

Neste vídeo do Entertainment Weekly está os principais momentos, desde o início da temporada até a season finale, que você precisará para ficar preparado para o próximo dia 12 de outubro, quando estreia a nova temporada da série.

The Walking Dead, a história de drama mais assistida da TV a cabo, irá retornar com a quinta temporada no dia 12 de Outubro de 2014 na AMC e no dia 14 de Outubro de 2014 FOX Brasil. Confira o trailer oficial da temporada e fique por dentro de todas as notícias.

Fiquem ligados aqui no Walking Dead Brasil e em nossas redes sociais @TWDBrasil no twitter e Walking Dead Br no facebook para ficar por dentro de tudo que rola no universo de The Walking Dead.

Continue lendo

EM ALTA