Siga-nos nas redes sociais

4ª Temporada

Dissecando o episódio S04E02 “Infected”: Scott Gimple fala sobre o terror dentro da prisão

Publicado há

em

ATENÇÃO: Esta matéria contém spoilers do segundo episódio da quarta temporada, “Infected” (Infectado).

Os sobreviventes de The Walking Dead enfrentaram duas novas ameaças no segundo episódio da quarta temporada neste domingo, depois de Patrick, que não resistiu a uma gripe e se transformou durante a noite, aterrorizando a prisão.

Durante algumas horas, o zumbi Patrick atacou o que costumava ser sua própria comunidade, espalhando tanto a gripe (que aparentemente também tem afetado os porcos) e tornando mais dois membros do grupo em walkers. A fonte do vírus continua sendo um mistério – assim como quem está atraindo os mortos-vivos para as grades da prisão as fazendo enfraquecer.

Como se isso não bastasse, o pessoal da prisão é forçado a lidar com um assassino em seus corredores depois que Karen e outro morador foram aparentemente queimados vivos no fim do episódio. O Hollywood Reporter conversou com o showrunner Scott Gimple para dissecar o episódio.

The Hollywood Reporter: A gripe se espalhou até Karen – isso faz diminuir as origens do vírus sendo como dos animais ou da água?

Scott Gimple: Uma coisa que eu realmente explorei sobre essa história quando estávamos conversando sobre ela na sala dos roteiristas é que, por causa da situação de terceiro mundo – quase medieval – eles não têm como saber; eles não têm um laboratório para recolher amostras e olhar o material no microscópio. Eles precisam seguir com isso e deduzir o que pode ser, o que é muito complicado. E o público precisa fazer isso também.

The-Walking-Dead-4-Temporada-Episodio-2-Infected-024

THR: Carol (Melissa McBride) agora está responsável de cuidar das duas garotinhas, Lizzie e Mika. O que ela vai fazer depois de perder Sophia, agora que ela está armando todos?

SG: Ela perdeu a filha de uma maneira terrível, e ela com certeza recebeu um memorando a respeito de tudo o que isso acarretou. Carol já estava ensinando as crianças da prisão a como se proteger a todo custo para se certificar de que elas não se tornassem vítimas (assim como Sophia foi). Com estas duas meninas, ela vai dar continuidade a isso. Isso a pegou agora de um jeito bem mais profundo – essas meninas agora são filhas dela, e de repente ela é mãe de novo. Ela estava muito determinada antes mesmo de estar nesta posição, por isso, toda a situação tende a se intensificar.

THR: Mika, a mais jovem das irmãs, revela que Lizzie está “confusa, não fraca.” Nos quadrinhos, Sophia lutou com sanidade enquanto ela estava na prisão. Este é um remix de sua situação com Carl?

SG: Sim! Estão acontecendo algumas coisas lá que toma elementos da história da prisão nos quadrinhos. Nos quadrinhos, Sophia acaba tornando-se, essencialmente, a filha de Maggie. As crianças acabam com outras pessoas na HQ. Isso é algo que absolutamente veio de lá. Sim, Sophia nos quadrinhos, após perder Carol, não estava completamente olhando o mundo da maneira certa; ela sequer se lembra de Carol, o que acaba acontecendo na fazenda. Uma grande quantidade deste material é subliminar. Depois de tanto ler os quadrinhos como tenho feito, mesmo depois do fato, percebi algo que Robert Kirkman fez. Uma das minhas capas favoritas de todos os tempos nos quadrinhos de The Walking Dead foi a de Carl e Sophia de mãos dadas em frente a cerca cheia de walkers. Tenho certeza que isso influenciou o material dos dois primeiros episódios desta temporada. Este contraste de inocência com ameaças e morte – há vários desses remixes acontecendo.

THR: O grupo agora está dividido entre os que foram expostos à gripe, deixando Michonne (Danai Gurira), Maggie (Lauren Cohan) e Carl (Chandler Riggs) separados do resto do grupo. Como isso vai mudar a liderança dentro da prisão?

SG: O conselho está sendo rompido, e toda a estabilidade na prisão – todas estas coisas que eles construíram – estão sendo desafiadas e comprometidas. A dinâmica que eles têm agora não favorece segurar o que eles tinham.

The-Walking-Dead-4-Temporada-Episodio-2-Infected-025

THR: O grupo acha que alguém está deixando ratos perto da cerca – o que poderia ser outra ameaça a eles. Quanto tempo este grupo poderá permanecer na prisão?

SG: Parece que pode ser o que está acontecendo, que é o que eles estão especulando. Eles estão sendo testados. A coisa que eu amo é que você encontra segurança nesse mundo. Você encontra essas paredes, e então elas começam a se fechar contra você. Então, o que fazer?

THR: Alguém está alimentando os walkers com ratos e os atraindo para as cercas da prisão. Poderia Bob (Larry Gilliard Jr) estar envolvido nisso? Nós não conhecemos muito sobre ele antes de Daryl o ter levado pra prisão.

SG: Há muita especulação sobre isso online, e eu não vou comentar! Mas vou dizer que tem muita coisa acontecendo com Bob por baixo dos panos.

THR: Michonne começa a chorar enquanto segura a bebê de Rick, Judith. Ela era mãe nos quadrinhos. Poderíamos ver mais de sua história de fundo nos flashbacks deste ano?

SG: A história de Michonne está muito ligada a descobrir mais sobre como ela se tornou quem é. Um dos meus objetivos era explorar todos estes personagens ao enésimo grau. Existe muito mistério ainda sobre Michonne. E, como um leitor dos quadrinhos e do especial de Michonne – sua história não está na sequencia da HQ – e até mesmo como um espectador da série, eu quero saber mais sobre estes personagens, e quero saber como Michonne se tornou esta pessoa que nós conhecemos e amamos.

> Spoilers da 4ª Temporada de The Walking Dead: Passado da Michonne revelado?

THR: Por que Carl conta a Rick (Andrew Lincoln) que Carol está ensinando as crianças a como se defender depois que ela pediu para que ele não o fizesse?

SG: Ele é filho de seu pai, o que mostra a força de seu relacionamento. Mesmo Carl tendo compartilhado esta informação, ele pensou que Rick deveria deixá-la continuar a fazer o que ela está fazendo. Ele fez isso com uma recomendação e talvez surpreender este triste momento de Rick que sabe que o filho está certo, assim como Carol também está. O que filmamos para fazer parecer que os dois estavam no mesmo nível. Carl não foi totalmente derrubado pelas mudanças que aconteceram em sua vida e passou longe de ser um soldado. Mas ele está na posição de ser filho de seu pai e ele aprecia isso. Ver Rick indo pela linha de pensamento de Carl é um momento familiar forte pra eles.

The-Walking-Dead-4-Temporada-Episodio-2-Infected-021

THR: Aquilo foi alguma manobra de Carl para fazer com que seu pai devolvesse sua arma?

SG: Não mesmo.

THR: Considerando o caminho em que Carl estava no fim da terceira temporada, quando a questão era se ele estava ficando mais parecido com o Governador (David Morrissey), ou com seu pai, pareceu que poderia ter sido, de acordo com sua inclinação obscura.

SG: Este é o objetivo: mostrar que mesmo ele ainda tendo este jeito de soldado, ele ainda quer ser o filho de Rick e quer seguir o exemplo do pai. Houve uma mudança em Carl que Rick promoveu.

THR: Rick (Andrew Lincoln) percebe que não pode mais continuar sentando nos fundos e resolve voltar a carregar seu coldre e arma. Como ele vai se comportar daqui pra frente?

SG: Nós começamos com ele em um lugar muito pacífico – tão tranquilo quanto você pode ficar com essa série. Ele conseguiu algo para sua família, para si mesmo e para as pessoas ao seu redor. Clara lhe disse: “É quase como uma maldição – você não pode voltar atrás nas coisas que fez.” A partir do momento que ele voltou de lá, que o porco – símbolo do que havia alcançado na sua vida na fazenda – havia morrido. As coisas estão sendo tiradas dele: lá se vai a fazenda, há uma arma na mão de seu filho que ele mesmo havia tirado antes, e as coisas vão indo cada vez mais pra longe dele. Tudo o que ele conseguiu vai desafiá-lo pra saber se ele pode continuar segurando isso. Sua identidade, sua família, seu relacionamento com as pessoas da prisão… Tudo está vindo à tona muito rapidamente.

THR: A prisão agora está muito suscetível para os walkers. Quanto tempo mais eles poderão ficar lá?

SG: Nós mostramos desde o início que eles teriam que fazer uma manutenção regular destas cercas – o que significa tirar os walkers de lá. Eles estão um pouco ocupados agora, eles não estão com força total, mas precisam estar. Existe um grande problema indo de encontro a eles. Nós conversamos sobre diferentes locais para esta temporada, então, quem sabe o que pode acontecer? Quem sabe, talvez, eles irão tirar os walkers de lá, ou se vão precisar de um outro lugar. Talvez outros lugares venham de eles não conseguirem limpar o local. Isso virá à tona cedo ou tarde.

The-Walking-Dead-4-Temporada-Episodio-2-Infected-27

THR: Tyreese encontra os corpos de Karen (Melissa Ponzio) e David – que também estava doente – mortos, arrastados pra fora e queimados. Existe um assassino preventivo, ou alguém está marcando as pessoas que estão doentes com a gripe?

SG: Essas foram as pessoas mais doentes que foram levadas pra longe do grupo. Sabemos também que algumas coisas estranhas e assustadoras estão acontecendo na prisão. Então isto é porque eles estavam doentes? É porque eram alvos fáceis já que estavam longe dos outros? Só posso especular junto com você mesmo que eu saiba das respostas (risos).

THR: Parece que existe um assassino pelos corredores da prisão. Poderia ser quem queimou os corpos de Karen e David ser a mesma pessoa que está tentando forçar o grupo a sair da prisão? Há a origem da gripe, a isca de ratos nas cercas…

SG: Isso é totalmente possível. Talvez sim, talvez não. É uma pergunta sem resposta ainda. Mas vou dizer algo: ela será respondida cedo ou tarde.

THR: Tyreese (Chad Coleman) teve essa abordagem tranquila para viver neste mundo – com Karen. Como essa morte irá afetá-lo?

SG: Esta pergunta é terrível. Nós não conhecemos a história completa de Tyreese, mas a maneira como ele se comporta, ele não perdeu muita coisa desde que tudo começou a se transformar. Ele não perdeu sua esposa – eu não estou dizendo que ele tinha uma – mas em comparação a Rick, ele não teve estas perdas esmagadoras. Este é um momento muito decisivo para ele, é a sua primeira grande perda. Todo mundo já perdeu algo, e todo mundo perdeu este mundo, mas para Tyreese, é a primeira grande perda. Isso vai mudá-lo e afetá-lo profundamente. Vamos ver estes efeitos logo no início do próximo episódio.

O que você achou do segundo episódio da quarta temporada? Como será que Tyreese vai se comportar de agora em diante agora que seu amor morreu? Rick vai voltar a ser o líder do grupo? Conte tudo nos comentários abaixo.

The Walking Dead vai ao ar todo domingo às 23h (horário brasileiro de verão) na AMC e às terças-feiras às 22:30 na FOX.


Fonte: Hollywood Reporter
Tradução: @alexiacmendes/ StaffWalking Dead Brasil

Publicidade
Comentários

EM ALTA