Siga-nos nas redes sociais

5ª Temporada

Direto do set da Quinta Temporada – Scott M. Gimple (showrunner)

Rafael Façanha

Publicado há

em

Scott M. Gimple, produtor executivo, showrunner e roteirista de The Walking Dead fala do seu momento favorito do final da quarta temporada e da comida perfeita para sobreviver ao apocalipse.

Você escreveu o roteiro do primeiro episódio da quinta temporada. O que tem nele que você mais espera que os fãs vejam?

Scott M. Gimple: Nós terminamos a quarta temporada com várias perguntas, e fiquei empolgado em poder responder a muitas dessas perguntas que eles têm feito esse tempo todo.

Sua abordagem nessa temporada vai ser diferente das anteriores? O que mudou?

Scott M. Gimple: A cada episódio a série se reiventa. Nós sempre abordamos com um novo paradigma a cada 8 episódios. O prazer dessa série está em pegar todos aqueles personagens diferentes com diferentes histórias e colocá-los para interagir para que possam se afetar. Isso pode ser um desafio. A produção foi bem ambiciosa nessa temporada em se tratando de roteiro e nós enfrentamos muitos desafios para isso – não só o clima de Georgia. Mas é bom saber que todos se doam ao máximo.

Como você decide quem vai morrer ou não nessa temporada?

Scott M. Gimple: Nunca é uma decisão fácil, mas é sempre a serviço da história. Quando personagens morrem a história é conduzida para um determinado ponto. Às vezes pode ser chocante e aleatório, mas sempre muda alguma coisa. É um aspecto da série e uma realidade do mundo.

Se você pudesse se inserir na série, que tipo de personagem você faria?

Scott M. Gimple: [Risos] Alguém com um incrível bunker com ar condicionado, mas acabaria se tornando uma série bastante chata e viraria um reality show no estilo de Real World. É bom que eu não esteja na série.

Quem você escolheria para seu time?

Scott M. Gimple: Eu teria todo um time? Não quero ter favoritos, mas Daryl para combate de longo alcançe, Michonne para combate de mais proximidade e Rick para o meio termo; Tara para contar algumas piadas… eu ficaria nisso até falar todos os personagens. Não consigo pensar em alguém que seja um prato cheio. Acho que Michonne é boa de corte o que leva a crer que seria boa em sushi. Em se tratando de comidas no apocalipse, sushi deve ser uma das mais rápidas e confiáveis.

Você escreveu o season finale da quarta temporada (Episódio “A”). Qual seu momento favorito daquele episódio?

Scott M. Gimple: Existiram vários momentos favoritos ali. Ver o Scott Wilson de volta foi algo incrível. A cena de Daryl e Rick fora do carro na manhã depois que eles atacaram os reivindicadores também foi ótima. Adorei o sentimento daquela cena. O que Andrew fez no final, amei aquilo.

Como você compararia a quarta temporada com a quinta? Quão diferente elas serão?

Scott M. Gimple: A segunda metade da quarta temporada, especialmente, foi muito sobre ver esses personagens separados e em circunstâncias extremas. No começo da quinta temporada eles obviamente não estão mais separados, mas existe alguns personagens que ainda não se juntaram como Carol, Tyreese e Judith. O restante está todo em um mesmo lugar e isso já muda muita coisa. Em relação aos temas, eu diria que as coisas ficarão extremamente mais brutais e que a vida desses personagens vão ficar bem mais difíceis, mas eles estão juntos, então eles têm mais apoio. Eles têm em quem se apoiar e vão precisar bastante disso.

Você falou de um novo romance que aparecerá na quinta temporada. Existe algum personagem em particular que você espera que se apaixone?

Scott M. Gimple: O romance vai ser um dos elementos dessa temporada. Não vai ser durante grande parte da temporada, mas quando chegarmos a uma parte específica da temporada ele vai ser uma realidade e uma complicação. A natureza humana, todas as partes boas e ruins são coisas que complementam e compromete a sobrevivência. O amor é parte disso.

Você pode nos dizer como é um dia comum na sala de roteiristas de The Walking Dead?

Scott M. Gimple: A sala dos roteiristas é um lugar bem complicado no primeiro terço da temporada; muita gente fica ali. Todo roteirista da série é também produtor, por isso uma vez que eles escrevem seus roteiros eles ficam em Georgia para auxiliar na produção. Existem outros componentes que só começam nessa sala. É interessante ser um roteirista nessa série. Existem diferentes locais que você pode fazer seu trabalho, especialmente quando se chega ao meio da temporada. Não há rotina.

Você tirou alguma lição da série sobre sobrevivência?

Scott M. Gimple: Eu aprendi a acampar, a fazer trilhas, algumas coisas de comida, como começar fogo – quase comecei na minha cozinha uma vez. É divertido porque nós aprendemos essas coisas e raramente temos que ver um personagem falando sobre essas técnicas. Você não quer ver os personagens listando suas técnicas de sobrevivência em seus acampamentos. Mesmo com isso, eu estaria morto em cinco minutos num apocalipse zumbi.

The Walking Dead, a história de drama mais assistida da TV a cabo, irá retornar com a quinta temporada no dia 12 de Outubro de 2014 na AMC e no dia 14 de Outubro de 2014 FOX Brasil. Confira otrailer oficial da temporadae fique por dentro de todas as notícias.

Fiquem ligados aqui no Walking Dead Brasil e em nossas redes sociais @TWDBrasil no twitter e Walking Dead Br no facebook para ficar por dentro de tudo que rola no universo de The Walking Dead.


Fonte: AMC
Tradução: @OAvilaSouza / Staff Walking Dead Brasil

Continue lendo
Publicidade
Comentários

EM ALTA